Home / Natureza / Flor de Algodão: Para Que Serve, Planta, Óleo e Benefícios

Flor de Algodão: Para Que Serve, Planta, Óleo e Benefícios

O algodão (Gossypium herbaceum) é uma matéria-prima extremamente valiosa que é responsável pela economia de muitos países.

Através de sua fibra é possível vestir o mundo como conhecemos.

A indústria têxtil é uma das mais movimentadas que existe e ela depende inteiramente do algodão.

Além disso, muitos países tem a sua economia estabelecida através da produção de algodão.

Atualmente, o Brasil está na 5° posição como maior produtor de algodão em escala mundial.

Não obstante, o algodão também é responsável por gerar milhares de empregos.

O plantio e a colheita do algodão passam por inúmeros processos até se tornar os tecidos que vestimos e usamos diariamente.

No entanto, não somente a fibra do algodão é o item exclusivo manufaturado no plantio.

Ao plantar o algodão, os produtores podem ainda fazer uso de suas folhas, sementes e flores na produção de chás e óleos altamente benéficos à saúde.

Ademais, o algodão não deve ser visto somente como um produto de interesse econômico mundial, já que suas propriedades medicinais são altamente relevantes.

Ou seja, é possível plantar o algodão no quintal da sua casa e assim obter os benefícios de sua flor, sem necessariamente depender da sua fibra.

Portanto, acompanhe esse artigo e conheça as principais características do algodão e também da flor do algodão.

Para Que Serve a Flor de Algodão?

O algodão tem sua origem em Países como a Índia e o Paquistão, e é dessas culturas que o uso respectivo das flores tem cada vez mais se aprimorado.

Para se ter ideia, na flor do algodão estão presentes inúmeros elementos benéficos e importantes para o corpo, tais como proteínas, ácidos fólicos, alumínio, potássio, aminoácidos, carboidratos, manganês, magnésio, ácido lático, ferro e muito mais.

  • Circulação Sanguínea: o chá feito com folhas, raízes e flores do algodão irá produzir elementos químicos que irão regular o fluxo de sangue nas veias. Isso se reflete principalmente nas mulheres em períodos menstruais, onde o chá evita a coagulação do sangue expelido do útero. Vale lembrar, porém, que o chá ajuda a menstruação a descer com mais facilidade.
    Produção de Leite: outro benefício advindo do consumo da flor de algodão tem, também, a ver com a ajuda promovida pela circulação sanguínea. Isso facilita a lactação em mulheres grávidas, além de permitir que o leite saia de forma mais orgânica, aliviando a dor do ato.
    Propriedades de Cura: uma das principais características da flor de algodão são suas propriedades curativas que atuam na recuperação de ferimentos leves e graves. Essa técnica tem sido utilizada por centenas de anos por povos do Mundo Antigo. Muitas vezes é criado um tipo de pasta para ser posicionada em cima do ferimento. Outro método se dá através da desidratação das flores para formar um tipo de pó moído, usado dentro de ferimentos para estancar sangramentos.

Óleo de Algodão é Bom Para a Saúde?

O óleo de algodão é extraído exclusivamente da semente do algodão.

Outra característica exclusiva do óleo de algodão é a desodorização pelo qual o mesmo deve passar para se tornar consumível, já que o aroma do mesmo é muito forte e concentrado.

Enfim, o óleo de algodão muitas vezes é utilizado como óleo de cozinha, já que as sementes do algodão são muito ricas em óleo, contendo cerca de 20% de óleo em cada uma.

O óleo de algodão, além de ter um cheiro muito forte antes do refinamento, também é tóxico devido ao alto nível de gossipol presente em sua composição, cuja característica confere uma cor amarelada ao óleo.

No entanto, essas características ocorrem somente quando o óleo ainda não foi refinado.

Inclusive, o óleo de algodão não-refinado é, muitas vezes, utilizado como pesticida.

Além disso, o óleo de algodão não-refinado já demonstrou ser altamente prejudicial ao fígado e ligado diretamente à infertilidade tanto masculina quanto feminina.

No entanto, após seu refinamento, o óleo de algodão passa a contar com um alto nível de gordura poli-insaturada, que quando consumida com controle, pode ser positiva para reduzir os níveis de colesterol ruim e aumentar os níveis de colesterol bom.

Isto é, não é aconselhável substituir os óleos vegetais comuns do dia-a-dia pelo óleo de algodão devido ao alto nível de gordura instaurada presente no mesmo.

Benefícios do Óleo de Algodão

Já foi demonstrado que o algodão pode apresentar inúmeras características positivas e algumas negativas.

O que precisa ser levado em consideração são suas formas de uso assim como um balanço precisa ser feito antes de seu consumo.

Ou seja, consumir o chá das folhas do algodão, das flores, da raiz e até mesmo ferver seus galhos e ramificações pode ser positivo se não for feito com exageros.

Por outro lado, o óleo da semente de algodão possui características mais concentradas que precisam ser levadas em consideração por quem vier a consumi-lo.

Óleo de Algodão

Aliás, apresentaremos aqui ainda mais alguns benefícios que a flor de algodão pode promover ao organismo.

  • Trato Respiratório: culturas antigas utilizavam o vapor da fervura das folhas e das flores do algodão para descongestionar os tratos respiratórios e até mesmo parar tratar de asma, permitindo uma redução dos acessos de tosse, além de aliviar o pulmão a ponto de permitir respirações e inspirações.
    Tratamento Dermatológico: atuando juntamente com as propriedades de cura, o “leite” extraído das folhas e flores do algodão pode se usado em ambos aspectos. Em regiões como o rosto, por exemplo, apesar do líquido ser oleoso, o mesmo promove uma limpeza profunda além de ser um excelente agente anti-idade. O nível considerável de vitamina E também confere características nutricionais ao líquido que pode ser usado como condicionador hidratante natural para cabelo.
    Antioxidante: um alto nível de antioxidantes está presente no extrato de flor de algodão devido aos flavonoides e compostos fenólicos que reduzem radicais naturais à hidroxizina em reação com ligações de hidrogênio.

Malefícios do Óleo de Algodão

Apesar de apresentar inúmeros benefícios, o óleo de algodão pode apresentar malefícios sérios e por isso é necessário ficar atento ao seu uso.

  • Gordura Insaturada: o óleo de algodão é um dos mais utilizados na indústria alimentícia e redes de restaurante fast food, já que são óleos ativos que fervem mais que outros e também conferem um gosto mais saboroso aos alimentos ao invés de mascara-los como os óleos vegetais fazem. O problema está na quantia de gordura presente no mesmo, garantindo que o sobrepeso e todas as doenças que o acompanham sejam ressaltados.
    Infertilidade: anteriormente foi citado que o óleo de algodão que não passou pelo processo de refinamento tende a ser tóxico e até mesmo é utilizado como pesticida em plantações. Os componentes fenólicos como o gossipol presente nesse elemento reduz o hormônio luteinizante e o nível de testosterona, causando oligospermia.

Veja também

Uso de Drogas

Quanto Tempo Demora Para Limpar o Sangue das Drogas?

Quando se fala em drogas, logo pensamos nas drogas ilícitas que são fabricadas, vendidas e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *