Home / Natureza / Em que a Cana-de-Açúcar era Transformada nos Engenhos?

Em que a Cana-de-Açúcar era Transformada nos Engenhos?

Os engenhos foram os locais onde aconteceram as primeiras atividades econômicas do Brasil Colônia. Para se ter uma ideia da importância desses locais, praticamente toda a sociedade que vivia lá estava envolvida na produção.

O açúcar era o principal produto produzido nos engenhos. A matéria-prima utilizada era a cana-de-açúcar plantada nas fazendas. Assim, esses locais representavam as unidades de produção de açúcar na colônia. Vamos conhecer um pouco mais sobre esse momento da história do nosso país e a transformação da cana-de-açúcar em açúcar?

Cana de Açúcar
Cana de Açúcar

Como Funcionavam os Engenhos?

Existia dois tipos de engenho: aqueles que funcionam por força dos animais e aqueles que eram movidos pela força das águas. Todas as etapas da produção de açúcar eram realizadas ali mesmo no engenho: desde o processo de plantio da cana até o resultado final do produto, que passava por um cuidadoso processo de cozimento e moagem.

Os escravos tiveram um papel determinante para que o Brasil se consolidasse como um grande produtor de açúcar nessa época. Eram eles os responsáveis por plantar, colher e moer a cana-de-açúcar. Esse processo era realizado em pesadas máquinas que exigiam muita força física e resistência.

Após a moagem era comum que o caldo fosse cozido dado origem a um líquido conhecido como melaço. Ele era levado para armazenagem e durante duas semanas era acrescentando água e barro para a produção de vários tipos de açúcar.

Por fim, o produto precisava passar por um processo de secagem e finalmente era embalado. Finalmente, a cana era transformada por completo em açúcar.

A produção era transportada em navios para a Europa e posterior comercialização por um preço muito alto. Para entender a importância dessa atividade, ela foi responsável por movimentar a economia do país durante todo o período em que o Brasil era colônia de Portugal.

Como a Cana-de-Açúcar Chegou no Brasil?

A cana-de-açúcar chegou ao Brasil pelos portugueses que trouxeram os primeiros exemplares da planta. Com isso, a planta pode se popularizar em terras brasileiras e servir de matéria-prima para diversos produtos, dentre eles, o açúcar. Vale destacar que as terras do Brasil possuíam qualidades indicadas para esse tipo de plantio.

Além das plantações de cana, os portugueses cuidaram em produzir as estruturas necessárias para transformar a plante em açúcar. Assim, o engenho era composto por locais específicos como as caldeiras, locais de moagem e demais estruturas necessárias para o desenvolvimento da atividade. Eram produzidos os açúcares mascavo, branco e escuro, que em sua maioria eram exportados para a Europa.

Plantação de Cana-de-Açúcar
Plantação de Cana-de-Açúcar

Os engenhos também funcionavam como abrigo de escravos e donos das terras. Os mais ricos ficavam na casa grande, enquanto os escravos se alojavam nas senzalas, evidenciando o grande contraste social que já existia no nosso país desde essa época.

Informações Sobre a Cana-de-Açúcar

A cana-de-açúcar é uma planta possui caule fino e folhas compridas. É uma planta que tem um tronco que serve de matéria-prima para diversos produtos, dentre eles, o açúcar. A cana foi trazida ao Brasil pelos colonizadores portugueses e se desenvolveu muito bem na terra do Nordeste. Além de solo favorável, o clima da região também é muito propício para o desenvolvimento da planta.

Para se desenvolver bem a cana precisa de solo úmido e muita luz do sol. Nos dias atuais, a região que mais concentram plantações desse vegetal é a região sudeste. Boa parte da cana plantada por lá é utilizada na produção de etanol (combustível automotivo).

Considerado menos poluente que a gasolina, o etanol é produzido em usinas que também fabricam o açúcar e a cachaça. A produção de cana-de-açúcar é até hoje muito desenvolvida no Brasil e o país produz milhões de toneladas do produto.

Plantação de Cana-de-Açúcar

Você sabia que cana-de-açúcar possui uma flor? Pois é! A floração da cana-de-açúcar acontece durante a estação do outono e a colheita pode durar até seis meses. Boa parte dessa colheita é feita de forma manual com auxílio de ferramentas de corte e os caules são separados para serem levados para as usinas.

Até mesmo o bagaço da cana é aproveitado. Após a sua moagem o resultado é um material que pode ser usado na alimentação de alguns animais O bagaço da cana também pode ajudar como adubo e auxiliar no desenvolvimento de plantas.

Cana-de-Açúcar Sendo Colhida
Cana-de-Açúcar Sendo Colhida

Curiosidades Sobre a Cana-de-Açúcar

Separamos algumas curiosidades sobre a cana-de-açúcar. Vamos conferir?

  • A primeira vez que a cana-de-açúcar foi encontrada foi em Nova Guiné. Entretanto, foi na Índia que ela se popularizou e começou a ser cultivada.
  • É uma planta gramínea, mas muitas vezes é confundida como um fruto ou legume.
  • Diferente do período colonial, em que a cana-de-açúcar tem era amplamente utilizada nos engenhos para a produção de açúcar, a maior utilização da planta atualmente é para a produção do etanol. Isso aconteceu, principalmente, pelo incentivo do governo e adaptação dos carros brasileiros com esse combustível.
  • O cultivo de cana passa por diversas etapas como: corte, cuidados com os sulcos, cobertura. O solo que recebe a plantação de cana deve ser cuidadosamente preparado.
  • Junto com Índia, o Brasil figura a lista dos maiores produtores de cana-de-açúcar, sendo as regiões Nordeste e Sudeste as que mais se destacam na produção.

Agora que você já sabe que o produto feito nos engenhos usando como matéria-prima a cana é o açúcar, já pode compartilhar essa informação com seus amigos e nas suas redes sociais. Não esqueça de acompanhar aqui no Mundo Ecologia nossos novos conteúdos sobre plantas, animais e natureza. Não esqueça também de deixar um comentário logo abaixo. Até mais!

Veja também

Intoxicação por Inalação

Quais os Sintomas de Intoxicação por Inalação?

Envenenamento ou intoxicação é o nome dado a lesão ou morte devido à deglutição, inalação, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *