Home / Natureza / Animais Gigantes Extintos

Animais Gigantes Extintos

Durante a história do planeta Terra, já existiram diversas espécies animais que não conhecemos atualmente por que infelizmente elas já foram extintas; seja há muito tempo, seja há pouco tempo.

Na maioria das vezes, a ação humana tem uma grande influência na causa dessa extinção: o constante e crescente desmatamento, o processo de urbanização desenfreada, a caça ilegal e irresponsável… todos esses são fatores que influenciam na condição de existência de uma espécie.

Nesse artigo, vamos ver as características e costumes de alguns animais gigantes que já passaram pelo planeta Terra mas atualmente são considerados, infelizmente, extintos na natureza.

O Crocodilo Gigante

O crocodilo gigante é chamado cientificamente de Deinosuchus, ele tinha a América do Norte como seu habitat natural há cerca de 80 milhões de anos.

Essa espécie de crocodilo poderia medir até 11 metros de comprimento e pesar até mais de 6 toneladas. Ele era tão grande que poderia atacar os dinossauros que passassem pelo seu caminho e depois comê-los.

Por conta desse tamanho e dessa capacidade, ele era conhecido como “caçador de dinossauros” e essa caça era sua especialidade. Alguns cientistas defendem que ele possuía esse porte grande justamente como uma qualidade adaptativa para a caça.

Com a extinção dos dinossauros, é possível concluirmos que o Deinosuchus foi extinto principalmente por conta da sua mobilidade limitada no novo ambiente e pela falta de alimentos, ou seja, outros animais para caçar no ambiente.

A Centopeia Gigante

Outro animal que seria considerado assustador e temido pela maioria da população atual é a centopeia gigante. Seu nome científico é Arthropleura e ela viveu há cerca de 340 milhões de anos na atual América do Norte.

Esse artrópode poderia chegar a ter 3 metros de comprimento e é a maior centopeia já registrada em toda a história do nosso planeta. Praticamente não existiam predadores para essa espécie e ela era herbívora, mas também se alimentava de insetos.

Quando o período Carbonífero terminou e o Pérmico começou, o clima úmido da Terra começou a se tornar seco, e deu-se início a um processo de desertificação.

Por conta disso, o nível de oxigênio na Terra começou a diminuir, e a 
 Arthropleura (assim como todos os outros artrópodes gigantes conhecidos) foi extinta por conta das condições naturais impróprias para sua sobrevivência.

O Tubarão Gigante

O tubarão gigante, cientificamente conhecido como Carcharodon megalodon, viveu há cerca de 24 milhões de anos no Oceano Pacífico. Ele media cerca de 15 metros e podia pesar até 50 toneladas.

Atualmente, ele é considerado pela comunidade científica um dos maiores predadores que já existiram em nosso planeta. Suas semelhanças com o atual tubarão branco são grandes e estudadas, mas ele era ainda mais perigoso.

Os cientistas possuem teorias de que o Megalodon desapareceu porque suas presas começaram a nascer cada vez maiores, e por isso, a caça estava se tornando difícil e ocorreu um desequilíbrio na cadeia alimentar, fazendo com que ele não tivesse alimento.

É interessante percebermos que existem teorias atuais que defendem a ideia de que o Megalodon não foi realmente extinto e ainda existe nas profundezas do oceano sem que ninguém saiba.

A Tartaruga Gigante

A tartaruga gigante, conhecida cientificamente como Carbonemys cofriinii, viveu há mais ou menos 60 milhões de anos. É interessante notar que a espécie sobreviveu à extinção massiva dos dinossauros.

Essa espécie de tartaruga podia chegar a medir até 2 metros, sendo que apenas seu casco já media 1 metro, ou seja, metade de seu corpo.

Suas mandíbulas eram tão grandes que ela poderia comer outros animais de grande porte como os crocodilos que também viviam na região da Colômbia naquela época.

O Lobo Gigante

Considerado pelos cientistas um dos maiores mamíferos terrestres predadores, seu nome científico é Andrewsarchus mongoliensis. Sabe-se que essa espécie viveu há cerca de 45 milhões de anos.

Sua alimentação era baseada principalmente em animais mortos e ele só atacava outros animais em situações extremas de fome, o que é curioso levando em conta o seu tamanho, capacidade de caça e porte físico.

Essa espécie de lobo gigante poderia pesar até 1800 quilos e possuía dentes extremamente afiados, usados principalmente para quebrar os ossos das carcaças que comia.

O Peixe Gigante

Provavelmente ele é o animal mais antigo que vamos citar nesse artigo. O peixe gigante é conhecido cientificamente como Dunkleosteus terrelli. Ele viveu há mais de 360 milhões de anos.

É complicado definir onde ele viveu, já que pelo jeito a sua espécie vivia em vários continentes diferentes. Os seus primeiros resquícios fósseis foram encontrados no ano de 1867. Depois disso também foram encontrados outros exemplares fósseis no norte da África e na Europa.

Essa espécie de peixe era realmente gigante, poderia ter até 6 metros de comprimento e pesar mais de 4 toneladas. A força da sua mandíbula, de acordo com teorias científicas, tinha um peso de 250kl.

A Cobra Gigante

Se as pessoas já têm medo de cobra atualmente, imagine a existência de uma cobra gigante como essa… A cobra gigante, cientificamente chamada de Titanoboa cerrejonensis, viveu há aproximadamente 60 milhões de anos na América do Sul.

Cientistas criaram a estimativa de que ela chegou a ter 13 metros de comprimento e pesava até 1200 quilos. Na época em que ela viveu, existia uma elevada concentração de gás carbônico na atmosfera da Terra.

Com todo esse tamanho, essa espécie de cobra é considerada a mais pesada e longa que já viveu no planeta Terra em toda a história, sendo também extremamente mortal.

No caso desse artigo, todos esses animais foram extintos pela ação da natureza, já que os seres humanos contemporâneos, obviamente, não existiam nessa época.

Porém, é importante notarmos que não é isso que acontece atualmente. Praticamente todos os animais que estão ameaçados de extinção atualmente, estão nessa situação por conta da ação humana.

Por isso, todos devem se conscientizar para que a preservação da natureza e a consequente vida dos animais sejam lembrados na hora de fazer planos de desenvolvimento urbano.

Atualmente, toda nossa fauna está sendo perdida por conta da ganância do ser humano, que pensa apenas em crescer as cidades e aumentar os lucros com o que foi extraído da natureza.

Se interessou pelo assunto e quer saber um pouco mais sobre animais extintos? Leita também: Animais Extintos na Austrália

Veja também

Quantas Gramas De Proteína Tem Um Ovo Cozido?

Ovos são o tipo de alimento, salvo algumas exceções, perfeito para pessoas de qualquer idade, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *