Home / Natureza / A Fruta Graviola é Abortiva Sim ou Não?

A Fruta Graviola é Abortiva Sim ou Não?

Existe muita conversa a respeito da fruta graviola ser abortiva ou não, essa ideia tem origem em tempos dos nossos avôs e avós.

Não se sabe ao certo o por quê de algumas frutas serem consideradas abortivas pelo senso comum, pois cientificamente nenhuma fruta apresenta componentes nocivos ao ser humano, exceto pelas sementes de algumas espécies de frutas, que possuem doses altas de elementos que podem provocar efeitos colaterais.

Como ninguém come as sementes de todas as frutas, não há porquê temer nesse sentido.

O termo aborto é utilizado no vocabulário do agricultor, todavia. Fato esse que tem origem no pendoamento de algumas plantas e má formação, ficando a planta caracterizada como abortada.

Mas uma planta que foi abortada não tem nada a ver com uma fruta que seja abortiva. Essas duas conclusões de encontram completamente distantes umas das outras.

A graviola é conhecida como um fruto extremamente saudável e importante para o bom desempenho e desenvolvimento do organismo, sendo utilizada até mesmo o combate contra algumas doenças, especialmente o câncer.

A ideia de algumas frutas serem consideradas abortivas provém do senso comum que, sem base científica, levam à crença de que uma mulher pode perder o bebê se comer graviola, por exemplo, quando na verdade isso não procede.

A Graviola é Abortiva?

A graviola é um fruto natural que não promove o aborto.

Não existe um estudo científico que comprove que a graviola pode ser abortiva.

Entretanto, é necessário sempre comentar sobre os excessos realizados durante o período de gestação.

Nada deve ser consumido em quantidade excessiva, seja graviola, seja outro alimento.

Qualquer alimento ingerido em excesso pode causar intoxicação, que em estados mais graves, podem causar contrações uterinas e podem influenciar na vida do feto.

No entanto, consumir alimentos, principalmente frutas e verduras, durante a gravidez, irá auxiliar e melhorar a qualidade de vida da mãe e do bebê.

Uma gravidez saudável é baseada em uma boa alimentação, e essa alimentação é caracterizada por alimentos naturais e muito bem higienizados.

Muitos médicos não indicam o consumo de verduras cruas, por exemplo, e isso também pode acontecer com frutas, onde apenas o suco pode ser tomado, por exemplo.

A contraindicação das frutas e verduras se dá ao fato de que as mesmas, quando cruas, podem conter bactérias que podem atrapalhar muito a gestação, e por isso tais alimentos precisam ser ingeridos com extrema higienização.

Ao mesmo tempo, carnes cruas ou mal passadas também adentram esse quesito, precisando ser eliminadas ou consumidas de formas bem passadas e nunca cruas, como sushi, por exemplo.

Alimentos não Indicados para Grávidas Consumirem: a Fruta Graviola Pode

O aborto pode ser induzido por vários fatores, principalmente nas primeiras semanas, e nesse período é obrigatório cuidar com o que se come, caso contrário, pode ocorrer de haver um aborto.

Os alimentos que não devem ser consumidos são os alimentos crus e processados, mas as frutas e verduras podem ser consumidas, mesmo cruas, desde que haja uma higienização eficaz, deixando os mesmos de molho no vinagre por meia hora antes de serem consumidos.

Alimentos processados não fazem nada bem para a saúde, tal como salsichas, calabresa, bacon, patês, mortadela, presunto e outras variações, como bolachas, salgadinhos e outros tipos de “besteiras”.

Todos esses alimentos devem ser evitados até mesmo em uma alimentação normal, pois contém altas doses de sódio e outros componentes que fazem mal à saúde, portanto, se há um feto em questão, a atenção precisa ser redobrada.

É importante, nesse período, deixar de consumir comidas de restaurantes, lanches ou deleveries, e tudo deve ser preparado em casa, com observação e qualidade, para dessa forma garantir que tudo ocorra bem.

Benefício e Malefícios da Graviola: ela Pode Conter Elementos Abortivos?

Como foi dito anteriormente, quando uma alimento é consumido em excesso ele pode apresentar características negativas, e o caso da graviola é que ele pode causar intoxicação.

No entanto, isso pode ocorrer com qualquer outra fruta também.

É importante variar bastante o consumo de frutas, mas nenhuma vai fazer com que o aborto venha a ocorrer.

O único ponto crucial em relação às frutas, é o fato de que, no Brasil, o uso de agrotóxicos tem sido cada vez maior, e atualmente, é permitido usar venenos em plantações que são proibidos em outras partes do mundo.

Portanto, é extremamente importante que a higienização go alimento seja feita e quem os mesmos nunca sejam consumidos in natura.

Dessa forma, é muito mais plausível que a graviola tenha efeitos positivos do que efeitos negativos sobre a mulher grávida. O chá de graviola, por exemplo, é um chá relaxante que pode ajudar o corpo a relaxar e a descansar, acalmando os hormônios tão presentes nessa fase da vida.

Conheça mais sobre esse chá acessando Chá de Graviola.

O chá de graviola possui propriedades antibacterianas e antibióticas, ideais, na verdade, para consumo em um período em que é necessário prevenir o corpo de bactérias.

Chá de Graviola
Chá de Graviola

A graviola não possui componentes abortivos, assim como qualquer outra fruta, e a ideia de que as frutas sejam abortivas é um assunto que se criou devido à preocupação das mães com os cuidados com seus bebês.

Dessa forma, é necessário que haja bastante cuidado, sem excessos e com bastante alimentos saudáveis.

Inclusive, o chá da folha de graviola também é anti-inflamatório, o que significa que ele pode ajudar o organismo a se recuperar, e não ao contrário, como dizem.

A Graviola Pode Auxiliar Na Gestação?

Ao invés de pensar que a graviola seja abortiva, deve-se pensar que a mesma é uma fruta providenciada pela natureza, que recolhe tudo o que é da terra, e é alimento para vários animais.

As propriedades das frutas são extremamente superiores aos de alimentos comprados em supermercados feito em fábricas, que são verdadeiros inimigos da gestação.

Se uma gestação é baseada em alimentos naturais e saudáveis, o feto se desenvolverá de forma saudável também.

Um das doenças que mais assola as grávidas é a toxoplasmose, que é uma bactéria adquirida pelo consumo de alimentos contaminados. Essa doença pode levar ao aborto se não for evitada ou tratada precocemente.

Veja também

Camelo Australiano: Características, Nome Cientifico, Extinção e fotos

Você sabia que a Austrália possui um grupo de imigrantes que estão no país desde …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *