Home / Animais / Principais Problemas e Cuidados com o Pug

Principais Problemas e Cuidados com o Pug

Quem gosta ou até quem não gosta de cachorros. Sempre acaba apaixonado quando encontra um Pug. O jeito desengonçado, junto com o carinho e espirito brincalhão dessa raça pode fisgar corações sem muito esforço. Conheça mais sobre os pugs.

Características da Raça

O Pug é uma raça muito característica, apesar de ter algumas espécies bem parecidas. Nos últimos anos tem sido cada vez mais popular. Para identificar cautelosamente a raça específica, pois existem ramificações da raça.

O pug é um animal muito simétrico. Apesar das dobrinhas, no todo são quadrados e robustos. Quando estão em forma, essas características são facilmente identificadas, mas quando os cães estão acima do peso, podem ser facilmente confundidos com algumas espécies como Shar-Peis. O focinho é achatado e eles tem o rabo contorcido, como se fosse um espiral. Deve chegar de 6 a 11 quilos, o que ultrapassa esse número é preocupante.

Muitos donos acham que os cães ficam mais fofos, sem considerar que estão obesos e suscetíveis a doenças graves.

Sua altura pode chegar a 30 centímetros, sem diferenças entre machos e fêmeas.

As cores dos pugs podem variar de castanho a preto. Seu temperamento natural é carinhoso e brincalhão, ideal para lidar com crianças.

Comportamento dos Pugs

Não é extremamente hiperativo, pode ser tranquilo. Bom para apartamentos e casas pequenas.

São muito leais e confiáveis, não são barulhentos sem necessidades, são dóceis e tendem a acompanhar o ritmo de sua família. Se estão agitados, ele se agita, se estão tranquilos, ele se tranquiliza. Que empatia, né?

São considerados muito fofos, interagem com outras pessoas, aceitando facilmente visitas e diferentes ambientes, além de serem muito sociáveis. Amam um passeio e não são agressivos. Aliás, eles precisam dessa interação. Também são receptivos com outros cães, apesar do instinto territorialista, podem deixar de lado para fazer novas amizades ou receber um novo amigo para dividir o espaço.

Existe ainda uma leve diferença no comportamento ou temperamento de cães claros versus cães escuros, os últimos tendem a ser mais enérgicos enquanto os mais claros mais tranquilos.

Cuidados com o Pug

A raça como um todo sofre de problemas com a respiração, se não forem cuidados e observados esse problema pode se agravar causando perfurações em seus olhos. Também devem ser muito bem protegidos contra temperaturas muito altas. Ao chegar perto dos 40 graus, podem ter falência no organismo. Temperaturas muito baixas também são nocivas. Mantenha seu cão em temperatura amena.

Além desses itens específicos, há cuidados gerais como:

  • Passeios diários: Os cães precisam de conexão com seu dono, tire um tempo para sair, correr e brincar com ele. Isso é importante para aguçar os instintos dos cães. O olfato, caça, territórios, etc.
  • Banhos e tosa: É recomendável que um Pug tome banho 1 vez ao mês. Porém toda semana, separe um tempo para limpar as dobrinhas e rosto deles. É importante para sua saúde e bem-estar.
    Cuidados com o Pug
    Cuidados com o Pug
  • Escovação: Os pelos do Pug são curtos, finos e brilhosos. Devem ser escovados com frequência. Raramente precisam de tosa, mas os pelos devem ser escovados para manterem-se saudáveis.
  • Veterinário: Levem sempre seu cão para consultas periódicas com o veterinário. Não espere até que tenha problemas para saírem correndo para o veterinário. Prevenir problemas pode sair muito mais barato do que ter que resolver emergências.
  • Orelhas e unhas: Cuide muito bem da higiene do seu cão. Semanalmente, use os itens corretos para limpar as orelhas e mensalmente cortar as unhas do seu Pug. Isso faz diferença no dia-a-dia do seu cãozinho. Mas cuidado, os cuidados mal feitos podem causar muita dor. Caso não saiba ou tenha duvidas ao executar, procure profissionais especializados.
  • Alimentação: Todo cuidado é pouco. Esses pugs são muito comilões toda vez que colocar ou oferecer comida, eles vão se alimentar. Portanto tenha um sistema regrado para alimentá-lo, de forma que ele saiba o horário de suas alimentações. A embalagem da ração vai te orientar com a quantidade correta para colocar para seu cão.
    Pug Comendo
    Pug Comendo
  • Saúde: Fique sempre atento com seu cão, se construir uma boa relação com ele vai perceber quando ele não estiver muito bem. Eles demonstram. Sejam físicos ou sentimentais, vai saber identificar.

Para problemas com obesidade, os mais comuns entre os Pugs, podem ser detectados sentindo seu cão. Passe as mãos suavemente em suas costas, deve-se sentir as costelas com uma leve pressionada. Fora isso, diminua as doses na alimentação do seu Pug.

  • Treinamento: Um bom treinamento é muito vantajoso para o dono. Mas também é para o cão. Entender seus limites, entender sua linguagem, comunicar-se com ele, ele precisa disso tanto quanto os donos.

Muitos donos conformam-se em gritos e agressões ao seu cão por desobediência, sem entender que os cães não têm culpa! Não entendem o que os donos querem ou o que devem fazer e nem como se portar diante de tantas ordens.

Isso pode estressar os donos, confundir os cães, e distanciar a relações entre ambos.

Origem dos Pugs

https://www.youtube.com/watch?v=7VyEQAXdOBA

Há algumas diferenças nos relatos sobre a história de onde surgiram os Pugs. Muitos confirmam que sua origem é chinesa, e que a raça foi transportada por viajantes holandeses até a Europa, onde foi comercializado.

Sua aparência ranzinza e singular logo cativou a muitos, mas foram supervalorizados por serem comercializados principalmente para a realeza. Nessa época foi mascote de personalidades como Napoleão. Considerado como cão da realeza ou cão da corte, por sempre estarem presente em importantes famílias da época.

Conclusão

O Pug é um cão muito popular e como qualquer outra raça, necessita de cuidados e carinhos. É sempre bom lembrar que um cão é um ser com sentimentos e necessidades, para adotar um e chamar de seu, é preciso ser responsável por ele, adotar um cão sem as condições necessárias é torturá-lo.

Tenha espaço ideal, tempo e carinho para dar ao seu novo cão, com a certeza que ele retribuirá com todo amor e carinho que puder. A falta de cuidados pode causar problemas sérios. Começando com uma leve depressão que pode se tornar problemas mais graves. Portanto, seja sempre cuidadoso com eu cão seja ele qual for.

Veja também

Qual a Ração Mais Indicada Para Pastor Alemão?

O pastor alemão é um cão bastante utilizado como cão de guarda e cão policial. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *