Home / Animais / Tudo Sobre a Toninha: Ficha Técnica e Fotos

Tudo Sobre a Toninha: Ficha Técnica e Fotos

A quantidade de animais existentes na fauna mundial com certeza pode ser assustadora para quem gosta do assunto e decide estudar o máximo de animais que conseguir ao longo da sua vida; principalmente porque muitos animais podem se parecer e ter características muito semelhantes.

Porém, a verdade é que cada espécie animal possui suas próprias características únicas e imutáveis que devem ser analisadas separadamente e detalhadamente baseado na ciência, apenas assim conseguiremos realmente entender os animais.

Por esse motivo, neste texto falaremos detalhadamente sobre a toninha, espécie de golfinho pouco conhecida que com certeza possui muitas características interessantes e irá fazer cair o queixo de quem não sabia que ela existia.

Ficha Técnica Da Toninha

A ficha técnica da toninha nos permite aprender ainda mais profundamente sobre o animal, principalmente porque por meio dela podemos entender quais características ela tem em comum com outros animais e quais são as divisões que ela faz parte.

Preste atenção na tabela a seguir e depois acompanhe nossa explicação para que você consiga entender bem as características científicas desse animal tão misterioso.

Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Cetacea
Subordem: Odontoceti
Família: Phocoenidae
Gênero: Phocoena
Espécie: Phocoena phocoena

Podemos perceber pela classe da toninha que ela é um animal mamífero, já que ela faz parte da classe Mammalia. Após isso, observamos a ordem a qual ela pertence: Cetacea, mesma ordem dos outros animais mamíferos que possuem hábitos marinhos, como as baleias por exemplo.

Logo após a ordem nos deparamos com a família a qual a toninha pertence: Phocoenidae, família essa onde estão inseridos os marsuínos e as toninhas especificamente.

Após a família nós temos informações sobre o gênero ao qual ela faz parte, o Phocoena. O gênero e a espécie serão responsáveis por originar o nome científico da toninha; ou seja, o nome que ela possui em qualquer lugar do mundo, aquele utilizado por cientistas na hora de estudos.

O nome científico de um animal é formado pelo seu gênero (sempre com a primeira letra maiúscula) + a sua espécie (sempre com todas as letras minúsculas); logo, como o gênero da toninha é o Phocoena e sua espécie é a phocoena, seu nome científico é Phocoena phocoena.

Toninha Fotografada Com a Cabeça Para Fora da Água
Toninha Fotografada Com a Cabeça Para Fora da Água

Portanto, com certeza você conseguiu perceber como a ficha técnica do animal é extremamente importante e útil na hora de vermos características científicas e precisas sobre ele, não é mesmo?

Conservação da Espécie

A toninha teve um uso tradicionalmente muito intenso na Dinamarca durante muito tempo, isso porque ela servia de alimento para a população e ainda era utilizada como uma fonte de combustível para o país, já que sua gordura acabava sendo transformada em fontes luminosas.

Nos dias atuais, as toninhas ainda são pescadas de maneira comercial e por esse motivo é importante ficar esperto. Apesar de existirem centenas de milhares de exemplares nas águas, grande parte desses animais é pescado pela indústria pesqueira, e isso pode acabar causando um desequilíbrio e um futuro risco de extinção.

Apesar de parecer utópico, o declínio de número de exemplares já está acontecendo principalmente no mar Negro e no Báltico, locais onde a atividade de pesca pode ser considerada bem intensa em todas as épocas do ano.

  • Situação atual: LC (least concern – pouco preocupante) de acordo com a Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais.

Características Físicas

Anatomia da Toninha
Anatomia da Toninha

Apesar de ter um bom tamanho, medindo entre 1,4 metros e 1,9 metros, a toninha é o menor animal pertencente a sua familia (Phocoenidae), já que uma das características dos animais dessa família é ser grande e bastante imponente. Ao nascer, ela possui cerca de 75 centímetros de comprimento.

A espécie apresenta diferença de tamanho entre o macho e a fêmea e se destaca porque as fêmeas tendem a ser mais pesadas que os machos, pesando cerca de 75kg enquanto os machos não passam dos 60kg.

A toninha possui um tom cinza escuro na parte superior e mais esbranquiçado na parte inferior; além disso ela possui um focinho mais arredondado e pequeno, se diferenciando de outros cetáceos que o possuem mais pontudo e proeminente.

Por fim, podemos dizer que a toninha é facilmente confundida com outros golfinhos e animais  de sua família já que ela não possui características muito marcantes e acaba sendo deixado de lado, apesar de possuir – como estamos vendo – diversas características únicas e muito interessantes.

Onde Vive a Toninha?

É extremamente comum não saber onde a toninha vive, principalmente porque – como dissemos anteriormente ainda nesse texto – ela não se trata de um animal que possui tanto destaque nas mídias e que não desperta um grande interesse nas pessoas, apenas em pesquisadores que querem saber um pouco mais sobre as variedades.

Por isso, vamos te falar agora detalhadamente onde a toninha tende a passar a sua vida; ou seja, quais locais são considerados seu habitat natural. Você com certeza vai se surpreender, já que ela está presente em uma grande variedade de lugares em todo o mundo; desde as águas tropicais da América do Sul até as águas frias do Alasca.

Ilustração de uma Toninhas Dentro da Água
Ilustração de uma Toninhas Dentro da Água

Por conta de seus hábitos essa espécie busca águas temperadas para viver, o que significa que ela habita principalmente os oceanos.

  • Oceano Atlântico: no leste dos Estados Unidos, passando pela África ocidental e países da Europa como Espanha, França, Reino Unido e Irlanda.
  • Oceano Pacífico: pode ser encontrada no Mar do Japão, nas águas frias do Estreito de Bering, chegando ao Canadá.
  • Mar Negro e Mar Báltico: pode ser encontrada, porém a sua população está diminuindo nessa região principalmente por conta da caça.

Apesar de todo o seu pouco tamanho (nem tão pouco assim), a toninha está bem distribuída pelos mais diversos lugares do mundo, e isso faz até mesmo com que sua alimentação seja muito variada, já que diferentes locais exigem diferentes necessidades corporais e diferentes opçõe de presas.

Pensando nisso, caso você queira saber um pouco mais sobre a alimentação da toninha de maneira bem detalhada e didática, você pode ler também em nosso site o seguinte texto: Alimentação das toninhas – O que elas comem?

Veja também

Família da Ariranha e Parentes mais Próximos do Animal

Quem vê uma ariranha, pode até pensar que não existem outros animais parecidos com eles. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *