Home / Animais / Reprodução Do Tubarão: Filhotes E Período De Gestação

Reprodução Do Tubarão: Filhotes E Período De Gestação

Os tubarões são peixes, com diversas espécies e vivem nos oceanos por todo o mundo. Alguns pequenos, outros grandes, alguns mais perigosos e outros nem tanto, enfim são várias as espécies e tipos desse animal, cada uma com suas características.

Mas você já sabe como é a reprodução dos tubarões? Será que eles põem ovos ou formam seus filhotes dentro da barriga? A seguir responderemos essas e outras perguntas, acompanhe.

Características Do Tubarão

Os tubarões são peixes que apresentam o esqueleto em cartilagem, por isso pertencem ao grupo de peixes condrictes. Muito famoso por ser um bicho perigoso e agressivo, a maioria dos tubarões são carnívoros e possuem dentes bem afiados, entretanto há algumas espécies que não são tão perigosas, como o tubarão baleia que se alimenta de plâncton e plantas marinhas.

Assim como os demais peixes, o tubarão respira embaixo da água. Inclusive seu corpo é hidrodinâmico, o que ajuda na sua movimentação na água. Seus movimentos são sustentados por suas barbatanas e pela cauda, tornando-os ótimos e ágeis nadadores. Porém, o tubarão não consegue ficar flutuando na água, como os demais peixes, pois não tem a bexiga natatória. Assim, ele conta com um fígado com óleo que o ajuda a ter mais leveza na água, entretanto precisa estar nadando, pois se parar de nadar ele afunda.

Os tubarões ainda conseguem detectar suas presas através da percepção de sinais elétricos emitidos por elas, que são descargas elétricas que acontecem em seus corpos através de contrações musculares. Além disso, seu olfato e visão são bem aguçados, ajudando ainda mais na caça de suas presas.

Espécies De Tubarão

Atualmente existem aproximadamente 480 espécies de tubarão em todo o mundo, sendo que cerca de 90 delas já foram vistas nas costas do Brasil. Dentre elas, as mais conhecidas são:

  • Tubarão-Baleia
    Tubarão-Baleia
    Tubarão-Baleia
  • Tubarão Cabeça-Chata
    Tubarão Cabeça-Chata
    Tubarão Cabeça-Chata
  • Tubarão-Galha-Branco-Oceânico
    Tubarão-Galha-Branco-Oceânico
  • Tubarão-Martelo
    Tubarão-Martelo
    Tubarão-Martelo
  • Tubarão-Pigmeu
    Tubarão-Pigmeu
    Tubarão-Pigmeu
  • Tubarão Branco
    Tubarão Branco
    Tubarão Branco
  • Tubarão – Cinza
    Tubarão – Cinza
    Tubarão – Cinza
  • Tubarão Azul
    Tubarão Azul
    Tubarão Azul
  • Tubarão-Tigre
    Tubarão-Tigre
    Tubarão-Tigre
  • Tubarão Limão
    Tubarão Limão
    Tubarão Limão
  • Tubarão Mako
    Tubarão Mako
    Tubarão Mako

Reprodução Do Tubarão

A reprodução dos tubarões acontece através da fecundação interna, onde o macho deposita os gametas na fêmea. A fecundação ocorre através da introdução do órgão reprodutor do macho, chamado clasper, no órgão reprodutor da fêmea, chamado oviducto. Há também alguns casos onde a fêmea não esteve em contato com um macho e concebeu um filhote sozinha, através da partenogênese, ou seja, procriou sem a fertilização de um macho.

Além disso, as fêmeas tem sua maturidade sexual antes dos machos e procriam de forma natural, todos os anos. Já os machos, em algumas espécies, podem demorar até seus 15 anos para atingir sua maturidade sexual.

O processo de acasalamento é bem complexo e varia conforme as espécies. Algumas realizam nados sincronizados, outras mudam de cor e há casos em que o tubarão dá mordidas na fêmea para mostrar que está interessado.

Os tubarões podem se reproduzir de três formas:

  • Ovovíparos
  • Ovíparos
  • Vivíparos

A seguir, apresentamos cada uma delas.

Ovovíparos

A reprodução ovovípara está presente na maioria dos tubarões, cerca de 70% deles são ovovíparos. Nesse processo de reprodução surgem ovos no oviduto da fêmea e a gema desses ovos, bem como os fluidos que são secretados no oviduto alimentam os pequenos embriões.

Nas espécies ovovíparas ocorre a prática de canibalismo dentro do útero da fêmea, pois para resistirem e ficarem fortes, os tubarões em desenvolvimento se alimentam uns dos outros, até que por fim um deles nasce vivo e perfeito. Esse tipo de gestação é demorado, podendo chegar até dois anos, pois para garantir a sobrevivência do animal, ele é chocado até um tamanho que seja consideravelmente grande.

A maioria dos tubarões que possuem esse tipo de reprodução buscam por lugares mais seguros para dar à luz, a fim de se proteger de predadores e ter bastante alimento para os jovens tubarões.

Filhote de Tubarão
Filhote de Tubarão

Ovíparos

Esse tipo de reprodução acontece com cerca de 20% dos tubarões. Nela, as fêmeas põem seus ovos. Geralmente, em sua maioria, elas põem seus ovos envoltos por uma membrana, que tem a consistência de couro, que protege os embriões. Quando vazias, são chamadas de “bolsa de sereia” e essas membranas são levadas pelas marés, podendo chegar à terra.

Vivíparos

Os tubarões com reprodução vivípara são aqueles que apresentam um vínculo com a mãe e representam 10% das espécies de tubarão. Nesse tipo de reprodução que é bastante parecido com a gestação dos mamíferos, os filhotes possuem ligação placentária e cordão umbilical, onde os tubarões nascem depois de completamente desenvolvidos.

Em todos os três tipos de reprodução, a mãe tubarão não precisa tomar conta do filhote quando ele nasce, pois o mesmo já nasce capaz de se virar sozinho. Além disso, o tempo de gestação dos tubarões é bem longo, e pode chegar a dois anos ou mais em algumas espécies. Também o numero de filhotes pode variar, podendo ir de apenas um até 300 filhotes, como é o caso do tubarão tigre e tubarão baleia, respectivamente. Os tubarões podem viver por aproximadamente 25 anos, podendo viver mais se mantidos em cativeiro.

Veja também

Hábitat do Iaque

Hábitat do Iaque: Onde Eles Vivem?

Os iaques ou yaks (nome científico Bos grunniens) são bovídeos encontrados em áreas de levadíssima …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *