Home / Animais / Reprodução do Suricato: Filhotes e Período de Gestação

Reprodução do Suricato: Filhotes e Período de Gestação

Suricatos, pouco a pouco estão se tornando animais populares. Desde algumas décadas atrás, foram massivamente divulgados no filme infantil da Disney, Rei Leão. O suricato foi um dos personagens da animação que conquistou uma geração inteira. Há também diversos documentários e estudos sobre esses animais, explorando sempre sobre seu comportamento e atividades em grupo. Vamos entender melhor sobre esses animais tão interessantes e divertidos!

Para começar, uma das principais informações sobre os Suricatos, é que eles pertencem a família dos mangustos. Essa família reúne animais com algumas características em comum, em sua maioria, são pequenos, ágeis, suas pernas são curtas, todos eles têm um focinho pontudo e orelhas pequenas. Eles podem vive sozinhos ou em grupo, para a segurança e sobrevivência, eles dividem algumas tocas com outros animais da mesma família.

Características dos Suricatos

No caso dos Suricatos, eles possuem praticamente todas as características que os incluem na família dos Mangustos. Seus olhos são grandes, focinho pontudo e orelhas pequenas, eles possuem também uma mancha ao redor de seus olhos. Seu pelo é castanho e grosso, muito útil em tempos de baixas temperaturas, pois mantem o corpo dos suricatos quentes.

A cauda do Suricato macho e adulto pode chegar a 30 centímetros de cumprimento. Apesar das patas curtas, eles têm longas e fortes garras. O mesmo tamanho da cauda, é o tamanho que pode chegar o suricato macho e adulto, e seu peso pode chegar aos 800g.

Suricato Características

A alimentação dos Suricatos pode ser bem abrangente. Eles comem alguns insetos como e besouros e gafanhotos, comem ovos de alguns animais como cobras. A dieta desses animais pode conter outros animais dependendo da situação em que vivem. Caso sintam muita fome, eles podem comer escorpiões, formigas e até algumas espécies de pássaros.

Reprodução dos Suricatos

Diferente de outras espécies de animais que vivem em bando, nem todas as fêmeas dos grupos de suricatos procriam. Entre eles, somente o macho dominante e a fêmea principal tem o direito de procriar, e, caso uma fêmea qualquer se reproduza e tenha filhotes, ela pode ser expulsa de seu grupo juntamente com seus filhos.

Portanto, quem escolhe a femea que devera procriar é o macho alfa do grupo. O acasalamento acontece entre os meses de outubro e abril, porém, quando criados em cativeiros, podem procriar durante o ano todo.

Cada ninhada deve dar de 3 a 6 filhotes. Eles serão muito bem cuidados e protegido por seus pais e pelo seu bando. Os Suricatos são considerados um dos animais mais protetores em relação a sua prole.

Comportamento dos Suricatos

Como já citamos, os suricatos vivem em grupos. Eles são muito sociáveis e os grupos podem chegar a mais de cinquenta indivíduos. Assim como os pais defendem e protegem sua prole, eles se defendem entre si. São ótimos vigias, e alternam entre si para ficarem de tocaia e emitem um som de aviso ao grupo em caso de alerta de perigo. Cada um dos indivíduos tem tarefas especificas dentro do bando, e todos seguem instintivamente.

Seus hábitos de vida são praticamente diurnos, a rotina consiste em aumentar e melhorar seus tuneis e tocas, caça, acasalamentos, vigia etc. Para a vigia, o suricato que a fará, fica a uma distância segura do grupo, em cima de uma árvore ou algum lugar alto e de visão ampliada, ao perceber qualquer ameaça ou predadores, eles avisam emitindo um som de alerta.

Normalmente, os bandos se juntam. Porém, quando há disputa de território, eles analisam a quantidade de indivíduos de cada grupo. Caso seja uma luta justa, eles combatem pelo local, mas se houver muita diferença, o menor grupo recua e cede o lugar para o grupo maior. No geral, seus dias são de caça, descanso e proteção. Eles têm alguns hábitos e estratégias tão incomum que os caracterizam como animais de inteligência única.

Suricatos Domesticados

É muito comum que algumas pessoas tenham vontade de ter um Suricato como animal de estimação. Isso seria algo difícil, porém possível. Lembre-se que para ter um animal de estimação, que seja naturalmente um animal silvestre, é preciso providenciar todos os recursos possíveis para que ele tenha uma vida mais natural possível.

Para conseguir um bom habitat e providenciar os recursos corretos para o Suricato, é preciso saber como é sua vida na selva. É necessario ter em mente que seu habitat não é interno portanto, é preciso preparar uma área externa para que eles possam se exercitar, correr e praticar todos os seus instintos animais.

Alimentação também é um dos pontos mais importantes quando se fala em domesticação. Isso porque eles precisam ter os nutrientes necessários e muita das vezes não existe uma ração específica para animais silvestres tão incomuns de serem domesticados. Portanto, para alimentação do Suricato é necessário que se providencie a mesma alimentação que eles tem fora da vida em cativeiro.

Suricatos Domesticados

Nessa alimentação está incluso minhocas, gafanhotos, pequenos mamíferos, ovos, besouros, centopeias, algumas raízes, entre outros.

Também é preciso lembrar que o Suricato os não são animais que vivem isolados. O ideal é ter no mínimo um macho e uma fêmea. Caso eles viviam isolados, é possível que não se desenvolva e fiquem abatidos.

Curiosidades Sobre os Suricatos

Muitos estudos e pesquisas já constataram que os Suricatos podem ser um dos únicos animais que podem reconhecer vozes humanas. Eles podem diferenciar um chamado ou um alerta de um Suricato de um som emitido por animais primatas, por exemplo.

A cauda do Suricatos é utilizada como um apoio, como um ponto de equilíbrio.

O sistema de túneis e tocas do Suricato são estudados. Isso porque eles são muito avançados e complicados. Toda essa complexidade se da pois esses tú são construídos como local de fuga E segurança do bando.

Eles têm um sistema social muito único e desenvolvem praticamente um idioma próprio

Apesar de pequenos, são extremamente espertos, sociáveis e comunicativos, eles podem ser cordiais e dividem seu habitat com outros animais de sua mesma família, como esquilos, e outros.

Os filhotes que atingem a fase adulta podem permanecer no grupo, podem sair do grupo e ir à procura de fêmeas que foram expulsa ou podem acasalar escondido do macho alfa.

Veja também

Saiba Tudo Sobre Cabrito

Tudo Sobre o Cabrito: Características, Nome Científico e Fotos

Cabras, bodes e cabritos são os correspondentes macho, fêmea e filhote do mesmo mamífero ruminante. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *