Home / Animais / Reprodução do Marreco: Filhotes e Período de Gestação

Reprodução do Marreco: Filhotes e Período de Gestação

Os marrecos muitas vezes são confundidos com os patos, porém, engana-se quem acredita que ambas são a mesma espécie. Cada um possui suas características, hábitos e peculiaridades, que os diferenciam uns dos outros, como também de outras espécies. 

Os marrecos vivem em meio às águas calmas e límpidas de riachos. Mas também há um grande número de marrecos em criadouros, domesticados em fazendas, chácaras e sítios voltados para procriação e também para o abatimento, visando a confecção de pratos típicos. 

Continue acompanhando este artigo para saber mais a respeito dos marrecos, suas principais características, como eles se reproduzem, quantos filhotes podem ter por período de gestação e muito mais. Confira! 

Principais Características dos Marrecos

Os marrecos são aves oriundas da China, assim como os patos e ambos têm a sua domesticação realizada há milhares de anos. Eles são animais especiais, amplamente disseminados por todo o mundo com o passar dos anos. 

Eles estão presentes na família Anatidae, uma família basicamente composta por aves aquáticas, onde também estão presentes os cisnes, os gansos e claro, os patos. O marreco é classificado dentro do gênero Anas, onde concentra-se cerca de 40 espécies, sendo elas mescladas entre patos e marrecos. Não é de se surpreender com a semelhança entre os patos e os marrecos, são pequenas diferenças que caracterizam um e o outro. 

É importante destacar que, diferente dos patos, os marrecos não crescem muito, o tamanho da ave aquática varia entre os 35 cm e os 50 cm, enquanto seus “primos” são maiores, com tamanho corporal que varia entre os 50 cm e 80 cm de comprimento. 

Marreco Características

Um marreco, além de ser menor, é mais robusto, o seu corpo tem formato cilíndrico, enquanto o corpo dos patos são mais achatados. A principal diferença que podemos analisar entre as duas espécies está no bico. O bico dos patos possui pequenas rugas e protuberâncias na parte superior do bico, próximos as narinas, enquanto o bico dos marrecos é totalmente liso. Essa é a diferença mais fácil de ser indicada entre as espécies tão semelhantes. 

 Outra diferença que vale a pena destacar é relacionada a cauda do animal. A cauda dos marrecos é curta e não faz volume sobre o corpo, enquanto a cauda dos patos é grande e volumosa. Os patos são excelentes nadadores, com capacidade de alcançar mais 15 metros de profundidade, enquanto os marrecos preferem ficar na superfície. 

Agora que você já sabe algumas características dos marrecos, já consegue diferenciá-lo de um pato, chegou a hora de conhecer como funciona o sistema reprodutivo do animal, como eles acasalam e dão origem às suas crias. 

Os Marrecos e o Período Reprodutivo

Os marrecos são animais que se reproduzem na 26º semana de vida. Ou seja, com aproximadamente 6 meses ele já está apto para procriar e disseminar a espécie. A cópula acontece após o corte do macho e na maioria das vezes, o acasalamento ocorre dentro da água. O casal de marrecos costuma trocar carinhos antes de realizarem a cópula. 

Quando o objetivo é único e exclusivamente a reprodução dos marrecos, é preciso de 1 marreco macho para 4 fêmeas. Isso porque ele acasala com elas e juntas elas geram uma grande quantidade de ovos. Uma fêmea gera em torno de 220 ovos por ano. 

A cópula acontece rapidamente e a fêmea costuma levar um período de 4 semanas de incubação. Vale destacar que algumas raças de marrecos, como a Pequim, não realizam a incubação, por isso é fundamental realizar a incubação artificial, onde os ovos devem ser coletados e colocada em ambiente adequado para que os pequenos marrecos possam nascer. O recomendado é que esse período de incubação artificial seja de 28 dias. 

Quando for realizar a incubação artificial, o recomendo é que os ovos sejam coletados no período noturno, mais precisamente na madrugada, onde a quantidade de ovos colocados é maior do que pela manhã e tarde. Existem incubadoras artificiais, que são máquinas próprias onde armazenam os ovos e realizam a ação deixada de lado pelo marreco. Ela é capaz de ajustar a temperatura, umidade, ventilação, como também virar o ovo de hora em hora, para que eles estejam sempre recebendo calor em toda sua camada. 

Mas afinal, como eles se reproduzem? Quantos filhotes nascem por período reprodutivo? 

Como dissemos acima, os marrecos fêmeas, dão origem em cerca 220 ovos por ano, sendo bem divididos os períodos. Uma incubação natural, leva cerca de 4 semanas. Então se analisarmos os períodos reprodutivos, em cada um deles, a marreco fêmea dá à luz a cerca de 20 ovos por período.

Onde Vivem os Marrecos?

Os marrecos são animais incríveis e muito fácil de ser domesticado. Sua semelhança com os patos não é mera coincidência. Eles são espécies muito próximas, com ancestrais em comum. Eles são domesticados em fazendas, chácaras, sítios e muitas vezes em até quintais de residências. 

Eles adoram nadar e se tiver um lago, ou uma pequena lagoa para exercitarem-se. O marreco tem sua qualidade de vida aumentada, assim como o pato e outras aves., andar faz parte da sua vida e ele precisa realizar tais ações para ter uma vida tranquila sem irritações.

Quando criados em cativeiros, eles podem habitar o mesmo ambiente de outras aves aquáticas (ou não). Eles podem ser conterrâneos dos cisnes, dos gansos, dos patos, como também dos perus, galinhas e outras aves, sejam elas aquáticas ou não. 

Muitos criadores preferem domesticá-los no mesmo ambiente, já que nenhum prejudica o período reprodutivo do outro, e desta maneira, conseguem viver em harmonia sem causar briga ou dores de cabeça para o criador. A raça mais indicada para criação é o Marreco Pequim, este que tem uma rápida reprodução e possui grande quantidade de carne e pouca gordura. 

Quando estão em meio a natureza, os marrecos preferem habitar os lagos, lagoas e riachos próximas a borda floresta, onde encontram água límpida e calma para poder reproduzir a espécie com tranquilidade e longe de decorrentes ameaças. Assim eles vivem sem ser incomodados, quando notam alguma ameaça no local, são capazes de dar altos e contínuos gritos alertando todos ao seu redor. 

Gostou do artigo? Compartilhe com seus amigos e amigas nas redes sociais e deixe um comentário logo abaixo!

Veja também

Quanto Tempo Após o Nascimento Pode Dar Banho no Cachorro?

Ter um filhote canino em casa é sinal de bagunça, brincadeira e correria. Por conta …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *