Home / Animais / Raça de Cavalo Mangalarga: Características, Fotos e História

Raça de Cavalo Mangalarga: Características, Fotos e História

A raça Mangalarga Marchador foi desenvolvida em 1740 e é descendente de garanhões lusitanos portugueses.

Comportamento da Raça

A descrição da raça aponta para um cavalo inteligente e facilmente treinável. É um animal ativo e enérgico, porém tem um comportamento geralmente dócil. É um animal muito sensível que consegue manter a cabeça fria em situações difíceis. Sua natureza gentil torna um monte muito popular entre as crianças.

Eles são famosos por sua beleza, inteligência, disposição e caminhada suave. Embora sua resistência e versatilidade lhes permitam se destacar em várias disciplinas equinas. O animal é conhecido por ser dócil por natureza e geralmente é montado por crianças.

Cavalo Mangalarga Correndo no Pasto

Suas necessidades mudam um pouco, dependendo de para o que estão sendo usadas. Por exemplo, os Mangalargas usados ​​nos esportes exigem muito mais comida e exercício do que os Mangalargas usados ​​nas atividades de lazer. Em geral, quanto mais exigente a atividade, mais comida é necessária para o cavalo prosperar. Como estão acostumados a andar por aí, os Mangalargas adoram passar o tempo ao ar livre, portanto, dê a eles a opção.

Características da Raça

É uma animal de origem ibérica. É um cavalo de tamanho médio, corpo bem proporcionado, compacto e pelagem fina e lisa. A cabeça é longa e elegante, com uma testa plana. Os olhos e as narinas são bastante grandes, enquanto os ouvidos estão alertas e proporcionais à cabeça. O Mangalarga tem um pescoço forte e musculoso, ombros inclinados e costas curtas. O peito e os membros posteriores são musculosos, enquanto as pernas são longas e finas. O Mangalarga Marchador é um cavalo elegante e robusto.

A Importância da Marcha

A raça é usada em praticamente todas as disciplinas que se pode pensar em usar cavalos. É amplamente utilizado como cavalo de fazenda, trabalhando com gado, principalmente na América do Norte e Brasil. Também é usado como cavalo de trilha e em vários esportes; estes incluem, entre outros: adestramento, evento, show de salto, corrida de resistência, corrida de longa distância, tiro montado, tiro com arco montado etc. A lista é interminável. Seu temperamento dócil também os torna adequados para passeios de lazer.

Incluindo caminhada e galope, o Marchador também possui a marcha batida diagonal e a marcha picada lateral.  Marcha batida é uma marcha de cobertura do solo, onde as pernas se movem em pares diagonais. Como um trote, é muito atlético, mas é mais suave porque as pernas se movem em desassociação.

Origens da Raça

O Brasil, um dos maiores países do mundo, com séculos de estreitos laços políticos e culturais com Portugal e a Península Ibérica, hoje possui a maior população de cavalos descendentes diretamente de animais ibéricos. Mais de 50% de todos os cavalos registrados nesta parte da América do Sul ainda refletem a influência e as características dos famosos cavalos dos conquistadores, o Jennet.  Aqui, as raças Mangalarga, Crioulo e Campolina representam 350.000 cavalos, o dobro do quarto de milha.

Não muito diferente dos cavalos da Andaluzia ou das planícies costeiras do Peru, o Mangalarga é o produto de uma rica área agrícola e de suas haciendas. Lá, os agricultores e pecuaristas sempre valorizaram um cavalo duradouro, com um passeio suave e confortável e um temperamento excelente. Afinal, eles passaram boa parte do dia de trabalho a cavalo. Em 1807, quando os exércitos de Napoleão ameaçaram Portugal, a família real se retirou para o Brasil. Eles permaneceram além da ocupação francesa e, em 1815, fizeram do Brasil um reino separado. D. João VI conseguiu os dois tronos, governando o país de origem de Portugal através de um conselho de regência. Quando D. João deixou Portugal, trouxe consigo alguns dos melhores cavalos da fazenda de criação. Destes cavalos desceu o garanhão Sublime.

Fotos do Cavalo Mangalarga

Dizem que em 1812, o príncipe Pedro I, que mais tarde foi nomeado Imperador do Brasil, presenteou o Sublime como presente para seu amigo Gabriel Francisco Junqueira, barão de Aldenas e dono da fazenda de criação estabelecida Hacienda Campo Alegre. O pai de Gabriel havia estabelecido Campo Alegre e criação de cavalos setenta anos antes, no estado de Minas Gerais. Com sua cidade capital em Belo Horizonte, Minas Gerais era uma das áreas mais ricas do Brasil, famosa por mineração de ferro, ouro e diamantes, pecuária e extensa produção agrícola.

Resistência da Raça

Com a chegada do garanhão Sublime, foi lançada a fundação do moderno cavalo Mangalarga. O Mangalarga Marchador é muito versátil e pode desempenhar muitas funções e executar uma variedade de tarefas. Eles incluem o gerenciamento de grandes fazendas agrícolas e fazendas de gado e uma série de esportes não especializados, como corte, cavalgada, cavalgada e cavalgada, salto e polo.

Em 1994, dois brasileiros de 60 anos completaram uma corrida de 13.600 quilômetros para provar a resistência do Mangalarga Marchador. Durante um ano e meio, cavalgaram o dia todo e descansaram à noite, todos com os mesmos cavalos.

Padrão da Raça

O padrão da raça define um animal de bom tamanho, com uma altura média de mais de 15 mãos e peso de 900 a 1100 libras. Cavalos menores que 14,2 mãos não estão sendo aceitos para registro. A maioria das cores é representada na raça, sendo os cinzas, baías e castanhas os mais populares. Os cavalos são conhecidos por sua inteligência aguçada, natureza dócil, resistência imortal e porte real, mas acima de tudo, por seu passeio incrivelmente suave e fluido, mesmo em altas velocidades.

A cabeça é de forma triangular, com um perfil reto e arredondada sobre a região do nariz, típica do cavalo Barb. A pelagem é fina e sedosa e a crina e a cauda estão cheias. O pescoço é de comprimento médio, suficiente para o cavalo estar bem equilibrado para andar e controlar. É bem arqueado e musculoso, inserido no terço superior do peito para permitir uma carruagem alta e orgulhosa.

Cavalo Mangalarga Marchando na Grama

O tórax é profundo e permite grande capacidade pulmonar, uma das razões do vigor lendário da raça. O dorso é de comprimento médio, com lombos curtos e bem musculosos. O gaskin e o antebraço tendem a ser longos, bem musculosos e articulados e os canhões são curtos. Os metacarpos e os cascos estão no ângulo ligeiramente mais baixo típico dos cavalos espanhóis. Isso permite que ele exagere bem e sem estresse excessivo para seus suspensórios.

Veja também

Jumento Pêga: Características, Nome Cientifico e Fotos

O Brasil possui muitos itens que pertencem exclusivamente ao país, tais como flores e outros …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *