Home / Animais / Raça de Cachorro Grande e Bravo Com Fotos

Raça de Cachorro Grande e Bravo Com Fotos

Dentre as principais raças de cachorros grandes e bravos – e na verdade assustadores –, está o famoso Rottweiler. Uma espécie que pode atingir os vertiginosos 70cm (machos) e 62cm (fêmea) de altura.

Essa raça possui uma história repleta de singularidades! Eles seriam descendentes de antigos cães de guarda do Império Romano, que de tão ferozes, eram capazes de acompanhar as suas poderosas legiões, fazendo as vezes de protetores dos rebanhos e das mercadorias – nesse último caso, da ação de salteadores.

O tempo passou, o Império Romano foi ruindo, e após a invasão bárbara, acredita-se que esses animais tornaram-se típicos da cidade de Rottwill (Vila Vermelha), no sul da Alemanha; como espécies protetoras do gado comercializado entre vários países de regiões onde hoje estão a Suíça, Hungria, Bélgica, França, entre outros.

Uma combinação de força descomunal na mandíbula, atenção ao mais insignificantes movimentos, agilidade, robustez, entre outras qualidades, fizeram deles excelentes parceiros dos fazendeiros até o final do séc. XIX, quando uma determinação legal os impediu de realizar tal função.

Na verdade houve o início de uma proibição do transporte dos rebanhos por terra (agora apenas por via férrea), o que fez com que, aos poucos, os Rottweilers fossem perdendo o seu prestígio, ao ponto de até mesmo correrem risco de extinção em meados do séc. XX.

Rottweilers: Fotos e Características de Uma Raça de Cachorro Grande e Bravo

O Rottweiler é uma raça de cães entre os maiores e mais bravos do gênero, cuja principal característica é a de ser um cão protetor.

O que se diz é que, criados com carinho, dificilmente se transformarão naquela fera que tornou-se tão famosa; sendo inclusive uma das principais raças escolhidas para representar a ferocidade canina na tela dos cinemas.

Com relação à aparência, o Rottweiler é considerado um animal padrão – pouca ou quase nenhuma variação há em sua estrutura física e pelagem, que apresenta-se toda ela negra e com algumas partes em um amarelo meio pardacento ou dourado.

Além de um crânio avantajado, corpo robusto, patas vigorosas, orelhas medianas, entre outras características típicas de uma ração de cachorros grandes e bravos (como vemos nessas fotos).

Os Rottweilers também costumam figurar entre os 10 cães mais facilmente adestráveis do mundo.

Só o que eles precisam mesmo é de “reforços positivos”, espaço ao ar livre e um ambiente arejado; fatores que serão determinantes, inclusive, para as práticas de adestramento, as quais eles fazem questão de seguir à risca, como se até demonstrassem um certo orgulho em agradar.

Você só precisará ter cuidado com determinadas reações frente a estranhos. Gestos bruscos, movimentos agitados, alterações na voz, entre outras reações semelhantes, podem indicar a eles a necessidade de protegê-los; de entrar em ação; e por isso poderá acontecer de eles atacarem um estranho mesmo que esse não lhe ofereça o menor perigo.

Um conselho bastante comum, que costuma ser dado pela maioria dos adestradores, é ensinar determinadas atitudes ao animal ainda em sua fase de filhotes.

Esse é o melhor momento para ensiná-los a saber quando realmente você está em perigo, qual o momento em que deverão entrar em ação, quando as visitas e determinadas pessoas são bem vindos, entre outros detalhes importantes.

Rottweilers: Mitos e Verdades Sobre Uma Raça de Cachorro Grande e Com Fama de Bravo

1. A Agressividade dos Rottweilers

Agressividade dos Rottweilers
Agressividade dos Rottweilers

A opinião dos criadores (e especialistas) desse tipo de animal é categórica: Os Rottweilers não são animais agressivos por natureza. Isso é um mito!

Essa característica depende da raça, de heranças genéticas, da criação, do estímulo à agressividade, entre outros fatores que, no entendimento desses especialistas, são bem mais decisivos para que eles apresentem esse comportamento.

Criados de forma amorosa e pacífica, a tendência é que o animal comporte-se como qualquer outro – que apenas faz de tudo para proteger os seus donos de alguma ameaça (ou que pareça ser).

2.Não Devem ser Criados em Apartamento

Esse é outro mito sobre os cães Rottweilers – o de que, por serem uma raça de cachorro grande e que pode ser bravo (como vemos nessas fotos), não podem ser criados em apartamentos.

Na verdade, como todo animal de grande porte, não é necessário nem explicar o porquê de dar preferência a uma outra raça (ou mesmo evitar esse tipo de animal, já que não possui espaço).

Mas não há nenhuma comprovação técnica ou científica de que eles alterem o seu comportamento nesse tipo de ambiente; desde que, obviamente, sejam criados com passeios diários ao ar livre.

Isso sem contar que os Rottweilers não estão nem entre as 10 raças de cães que mais latem. Como no caso, por exemplo, do Poodle Toy ou de um Pequinês, ou mesmo de um Beagle – considerados verdadeiros tormentos para quem vive em apartamentos.

3.Eles são Bastante Dispendiosos!

Essa é uma verdade! Raças de cachorros grandes, e que podem ser bravos, custam caro!

Isso porque a ração mais adequada para raças como essas é aquela conhecida como Premium, que pode custar até R$ 20,00 o quilo.

E se levarmos em consideração que um Rottweiler adulto consome em média 700g por dia (divididos em duas porções), além de exercícios diários, visitas bem mais regulares ao veterinário (pois costumam ter problemas de articulação), entre outros cuidados, podemos dizer que, sim, ter um Rottweiler (bem cuidado) custa caro!

4.Eles são Perigosos Para Crianças

Essa é uma verdade que costuma ser relacionada aos cães Rottweilers. Apesar do fato de que um cão criado sem o estímulo à violência, com amor, carinho e em meio a um clima de segurança e tranquilidade, dificilmente torna-se violento, a simples constituição física de uma criança a tornará alvo fácil desse tipo de animal.

Principalmente se levarmos em conta o fato de que ela não saberá o momento de não importuná-lo, não terá como reagir ao seu peso e volume excessivo, entre outras situações que podem ocorrer com um indivíduo mais frágil em contato com outro bem mais forte.

No entanto, também nesse caso, não existe qualquer comprovação científica de que haja um risco em especial às crianças (pelo simples fato de serem crianças), e sim pela desproporcionalidade de tamanho.

Esse artigo foi útil? Tirou as suas dúvidas? Deixe a resposta na forma de um comentário. E aguarde as próximas publicações.

Veja também

Furão Tourão: Características, Filhotes, Nome Científico e Fotos

O furão tourão é um nome muito comum usado para se referir ao furão, um …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *