Home / Animais / Quantas Vezes o Filhote de Cachorro Deve Comer por Dia?

Quantas Vezes o Filhote de Cachorro Deve Comer por Dia?

Cachorros

Conhecidos mundialmente como o melhor amigo do homem, cachorros são facilmente encontrados em casas, mesmo em apartamentos tendo um convívio saudável e feliz com os humanos. Atualmente, algumas pessoas tratam os animais até mesmo como filhos caninos, sendo respeitados e tendo direitos e deveres dentro da casa, como todos os demais moradores.

Os cachorros começaram a andar junto com os humanos por interesse há muitos anos atrás. Quando os homens saíam para caçar, os cachorros os protegiam e por conta dessa proteção ganhavam alimento, assim eles evitavam ser machucados ou comidos por animais maiores e garantiam sua alimentação, além de atuar como uma espécie de segundo olho de homens na mata.

Existem milhares de espécies de cachorros devido a sua fácil miscigenação, sendo conhecidos como “vira-latas” ou cães sem raça. Porém existem cachorros de raça nobre que muitas vezes podem ser comprados diretamente de cuidadores ou criadores de um determinado tipo de raça.

Embora nem sempre sua reprodução seja de forma legal e respeitosa com esses animais, sendo muitas vezes alguns locais fechados e multados por conta das exigências das ONG’s que são passadas para o governo se os animais estão sofrendo maus tratos, esse é um comércio muito rentável pois sempre existe alguém procurando por uma determinada espécie por diversos motivos: cães maiores e mais agressivos para proteção de casas, cães menores para viverem em apartamentos, seja por questões estéticas e até mesmo por status.

O fato é que, esses animais sendo comprados ou adotados, muitos cuidados são necessários em relação a sua saúde para que seu amigo viva por muitos anos de forma saudável e feliz. Uma das principais responsabilidades de um cuidador de cachorro é em relação a sua alimentação.

Quantas Vezes o Filhote de Cachorro Deve Comer por Dia?

Assim como bebês humanos, os filhotes de cachorros devem ser alimentados em pequenas quantidades em um número maior de vezes ao dia. Após a sua compra ou adoção ter sido liberada, geralmente após o desmame do animal com cerca de dois meses, sua alimentação começa a ser a base de rações e alguns alimentos específicos.

O melhor tipo de ração para seu animal depende de seu porte e tipo de raça, por isso é muito importante levar seu animal o mais rápido para uma primeira consulta em um veterinário que irá indicar a melhor ração, a quantidade adequada e quantas vezes ao dia. Também é muito importante castrar o animal caso o dono não tenha condições financeiras de cuidar de outros filhotes, principalmente em casos de adoções de vira-latas que são mais difíceis de serem aceitos e adotados.

Geralmente, em relação a sua alimentação, a princípio o ideal é ser oferecido a ração úmida e semiúmida de boa marca, quatro vezes ao dia, o tamanho de um sachê ou de um punho de uma mão fechada. No começo, é normal o filhote de cachorro rejeitar o alimento, porém é importante continuar oferecendo a ração até que ele se acostume. As embalagens de ração geralmente vêm com informações específicas para cada porte e tipo de filhote e como fazer a transição de leite materno para ração úmida e semiúmida, para depois inserir a ração seca.

É comum que ele coma menos nos primeiros dias por questões de stress por estar em um lugar desconhecido, com pessoas estranhas, longe da mãe, etc. Muito carinho é importante para que ele se acostume em seu novo lar e tenha um responsável para que ele possa confiar e no futuro ter uma relação de mais amizade.

Alguns donos no começo, com a rejeição do alimento, costumam colocar um pouco em suas mãos e dar pequenos grãos de ração na boca do animal, para que ele perca o medo e também se acostume com o sabor do novo alimento oferecido. Caso mesmo assim ele continue rejeitando, o ideal é ligar novamente para o veterinário e procurar uma segunda opção, e assim sucessivamente, geralmente uma segunda opção é bem aceita e filhotes de cachorro não costumam dar muito trabalho em relação a sua comida.

Outros Cuidados em Relação a Alimentação do Filhote de Cachorro

Filhote Carregando seu Pote de Ração
Filhote Carregando seu Pote de Ração

Muitas pessoas têm costume de dar comidas que são feitas para humanos para o seu animal. Embora carnes possam ser dadas vez ou outra como petisco para os cachorros, alguns alimentos são muito calóricos como pães, macarrão, arroz e similares e podem fazer mal a saúde do seu filhote, causando a obesidade canina, que diminui a expectativa de vida de seu pet.

Uma doença muito comum em cães e está diretamente relacionada a sua alimentação é a hipoglicemia, ou seja, uma espécie de diabetes. Essa doença traz consequências para o dia a dia do animal, fazendo que suas atividades físicas fiquem mais restritas e cansativas. Em filhotes, essa doença os deixa muito apáticos e sem energia, e geralmente é causada quando o cachorro fica muito tempo sem se alimentar, podendo até mesmo ter algumas convulsões e alguns casos chegar a coma e depois falecer.

Porém o excesso de comida como vimos acima também é prejudicial, por isso, sempre que alimentar seu pet, retire a ração do local e coloque em um outro que o cachorro não tenha acesso para que não coma mais que o permitido por dia.

Alimentos que Podem ser Inseridos na Dieta de um Filhote

Os alimentos que cachorros podem comer são frutas não-acidas como melão, mamão, melancia e banana, e são ótimas para temperaturas mais quentes como no verão, ajudando seu animal a se alimentar e também a se refrescar. Além de vegetais como batata e cenoura cozidos e sem tempero.

Caso opte por dar um pouco de carne para seu cachorro, o ideal é que ela esteja sem pele e sem osso, em casos de frango e com pouca gordura no caso dos demais tipos, sempre cozidas ou assadas e sem tempero.

Nunca dê alimentos com açúcar para seu filhote, principalmente chocolate, esses alimentos causam lesões no fígado de seu pet e pode causar uma hipoglicemia que só pode ser tratada com um açúcar em específico, sendo prejudicial à saúde de seu pet que irá de maneira mais constante ao veterinário. Alimentos ácidos como café, cebola, alho e tomate também são vilões na dieta de um cachorro e são extremamente proibidos.

Veja também

Jegue de Boca Aberta

Ficha Técnica Do Jegue: Peso, Altura, Tamanho E Imagens

O Jegue ou Asno (Equus africanus asinus) é um animal domesticado da família dos equídeos, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *