Home / Animais / Qual o Tamanho de um Pernilongo?

Qual o Tamanho de um Pernilongo?

Estes mosquitos hematófagos também podem ser conhecidos pelos nomes de carapanã ou muriçoca, dependendo da região do país. No caso, o primeiro nome é muito comum na região Norte; ao passo que a segunda terminologia é bastante empregada no Nordeste.

Existem diversas espécies de mosquitos e pernilongos consideradas patógenas, uma vez que podem estar relacionadas à transmissão de doenças (especialmente doenças tropicais).

Embora o termo “pernilongo” possa ser referido como sinônimos a alguns mosquitos relacionados à transmissão de patologias importantes, tais como o mosquito da dengue (Aedes aegypti); é possível encontrar muitas fontes literárias que defendem que o termo pertence exclusivamente aos mosquitos do gênero Culex. Neste caso, a correlação à transmissão de patologias seria através da espécie Culex quiquefasciatus (vetor da filariose, febre do Nilo Ocidental e até mesmo Zika Vírus- embora haja controvérsia entre os pesquisadores sobre esta última doença).

Mas quais são as características de um pernilongo? Qual o seu tamanho? Quais as cores ? Como é o seu comportamento?

Venha conosco e descubra.

Boa leitura.

Quais Insetos São Considerados Hematófagos?

Nesta classificação, os grupos mais conhecidos são as pulgas, piolhos, flebotomíneos, simulídeos, mosquitos (agrupando também os pernilongos) barbeiros, bernes, bichos de pé e outros insetos.

Os piolhos são ectoparasitas obrigatórios de aves e mamíferos. Atualmente, existem aproximadamente 5.000 espécies no mundo e 900 no Brasil, das quais, apenas de 20 a 30 representam certa relevância clínica. Apresentam o corpo achatado dorsoventralmente, assim como pernas robustas e garras capazes de agarrar-se/aderir-se aos pelos, cabelos ou mesmo penas. A coloração do corpo varia entre o bege claro e o cinza escuro, sendo que é natural assumirem um tom mais escuro após a alimentação. São bastante dependentes da temperatura e umidade da pele do hospedeiro.

Mosquito Borrachudo
Mosquito Borrachudo

A classificação de simulídeos está relacionada à família taxonômica Simuliidae, na qual estão presentes os famosos ‘borrachudos’. Existem quase 1.500 espécies de simulídeos, dentre as quais 300 são neotropicais. Algumas espécies são transmissores das doenças parasitárias oncocercose e mansonelose. O problema com o borrachudo está mais presente nas regiões sul e sudeste do país, em especial nos estados do Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Rio de Janeiro e São Paulo. Esses insetos são atraídos por lixo, entulho e resíduos de matéria orgânica.

Os flebotomíneos estão relacionados a espécies pertencentes ao gênero taxonômico Phlebotominae, no qual estão presentes as moscas hematófagas e o mosquito-palha (transmissor da filariose, cujo agente etiológico é o protozoário Leishmania chagasi).

As pulgas são insetos pertencentes à ordem taxonômica Siphonaptera. São ectoparasitas de coloração escura e que não voam. Possuem, em média, 3 milímetros de comprimento, assim como um corpo comprimido lateralmente e revestido por um tegumento liso. Tais características anatômicas auxiliam na locomoção em meio aos pelos da pele. Já a fixação na pele, é realizada através de garras fortes, bem como pernas posteriores longas. Ao todo, existem mais de 3.000 espécies de pulgas, todavia, menos de 60 já foram descritas no Brasil.

Gênero Taxonômico Culex

Este gênero possui mais de 300 espécies, as quais podem ser encontradas em uma grande diversidade de nichos- envolvendo desde criadouros naturais (a exemplo das bromélias), até criadores artificiais (como é o caso dos vasos de plantas ou pneus).

Todas as espécies contam com um ciclo de vida de 2 semanas, dentro do qual ocorre uma metamorfose completa. Entende-se por metamorfose completa, aquela que, após os estágios de desenvolvimento, as mudanças não são apenas no tamanho, mas também na morfologia. De acordo com a espécie, os ovos podem ser colocados individualmente ou em grupo. Tais ovos eclodem na água e, desta eclosão resulta o primeiro estágio larval. As larvas alimentam-se de matéria orgânica e plantas. No sexto estágio, tais larvas evoluem para pupa, adquirindo um formato de vírgula. O término da metamorfose e surgimento da forma adulta ocorre após um ou dois dias.

Considerando a espécie Culex quiquefasciatus em particular, em cada postura são liberados entre 150 a 280 ovos.

No geral, este gênero é pouco estudado, todavia, vem despertado cada vez mais o interesse da comunidade médica, uma vez que está relacionado à transmissão de muitas doenças, dentre elas a elefantíase (ou filariose), febre do Nilo Ociental, zika vírus e até mesmo encefalite.

Qual o Tamanho de um Pernilongo?

Tomando como referência, o pernilongo mais famoso do mundo (ou seja, o Culex quinquefasciatus), o tamanho correspondente varia entre 3,96 a 4,25 milímetros de comprimento.

Diferenças Entre o Pernilongo Culex e o Mosquito Aedes Aegypti

O mosquito Culex possui um tom monocromático marrom ao longo do corpo, já o Aedes aegypti possui coloração negra com presença de manchas brancas no abdômen e nas patas. Esse padrão ‘zebrado’ do mosquito da dengue facilita muito a sua identificação.

O mosquito da dengue também é ligeiramente maior, apresentando entre 5 a 7 milímetros de comprimento. Em termos brutos, essa diferença parece pequena, mas corresponde a quase o dobro do tamanho (diferença que poderia ser notada a olho nu).

Também há diferença em relação aos hábitos, uma vez que o mosquito da degue tende a picar nas primerias horas do dia e últimas horas da tarde. No caso do Culex, esse período de atividade seria o noturno. O Aedes aegypti também é mais silencioso e ágil; ao passo que o C. quiquesfaciatus é barulhento e mais lento- podendo até mesmo deixar a pele irritada e com coceira após a picada.

De qualquer modo, a prevenção contra esses dois mosquitos é evitar o acúmulo de água parada em entulhos, bordas de vasos de plantas e outros materiais; assim como manter as caixas d’água e cisternas devidamente cobertas.

*

Este artigo foi útil para você ?

Deixe-nos saber a sua opinião sobre o tema, afinal, esse feedback é muito importante para nós.

Sinta-se à vontade também para visitar outros artigos do site.

Aqui há muito material de qualidade nos campos da zoologia, botânica e ecologia de um modo geral.

Você pode digitar um tema de sua escolha em nossa lupa de pesquisa no canto superior direito. Caso não encontre o tema desejado, também pode sugeri-lo em nossa caixa de comentários abaixo.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

CHARRO, F. Infoescola. Simulídeos. Disponível em: < https://www.infoescola.com/insetos/simulideos/>;

DEXTER LATINA. Você sabe a diferença entre o pernilongo e o mosquito da dengue ?. Disponível em: <http://www.dexterlatina.com.br/voce-sabe-a-diferenca-entre-o-pernilongo-e-o-mosquito-da-dengue/>;to Os

Instituto Oswaldo Cruz. Pesquisador aponta diferença entre A. aegypti e pernilongo doméstico. Disponível em: <http://www.fiocruz.br/ioc/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=599&sid=32>;

Wikipédia. Culex. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Culex>;

Veja também

Hábitat do Iaque

Hábitat do Iaque: Onde Eles Vivem?

Os iaques ou yaks (nome científico Bos grunniens) são bovídeos encontrados em áreas de levadíssima …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *