Home / Animais / Qual é a Estrutura Que Produz a Concha?

Qual é a Estrutura Que Produz a Concha?

Os moluscos possuem um filo para chamar de seu, denominado de Mollusca. Assim, esses animais têm uma série de características anormais a muitos outros, com um funcionamento corporal bastante específico. Para começar, na realidade poucas pessoas veem o molusco, já que na grande maioria das vezes eles está protegido por uma concha densa e resistente.

Essa concha serve justamente para evitar que o molusco, um animal frágil, seja consumido por predadores maiores. Ademais, a concha expulsa eventuais invasores e, quando não consegue fazê-lo, usa seu nácar para atacar os mesmos – é dessa forma que surge a pérola, com um grão de areia sendo o invasor. Em todo caso, as pessoas têm dúvidas em relação ao universo dos moluscos e querem saber mais sobre a interação desse animal com sua com concha.

A verdade é que existe uma rede de músculos fazendo a ligação entre o molusco e a concha, para fixar a proteção ao animal e ajudar também na parte de locomoção. Mas você sabe qual é a estrutura que produz a concha? Sabe quais elementos compõem essa parte do molusco? Consegue entender realmente como se dá a relação entre o molusco e a tal concha? Se não, veja tudo sobre o assunto logo abaixo.

Conheça a Estrutura Que Produz a Concha

A estrutura que gera a concha nos moluscos é chamada de manto. Assim, o manto é uma camada da pele dos moluscos, mais externa e que recebe a responsabilidade de dar origem às conchas. Esse manto secreta substâncias, que, com o tempo, serão condensadas para formar as conchas. Entre essas substâncias é possível encontrar o carbonato de cálcio, aminoácidos e proteínas.

Tudo isso é extraído da água do mar, rica em nutrientes e que serve muito bem para manter o molusco saudável. Portanto, um molusco não possui uma concha quando nasce, mas vai gerando a camada de proteção com o tempo e a absorção de nutrientes provenientes da água marinha. Esse efeito também faz com que, no longo prazo, o molusco tenha mais segurança.

No caso, se a concha for quebrada por algum motivo, poderá ser construída novamente a partir das substâncias citadas. Em outras palavras, isso quer dizer que o molusco jamais ficará muito tempo sem a proteção da concha, que é uma camada externa e faz parte da estrutura do molusco. Quanto mais o oceano tiver os nutrientes necessários, mais rápido será o processo de reconstituição da concha.

O Que Forma Conchas

Conchas na Beira da Praia
Conchas na Beira da Praia

As conchas são, como foi possível notar, parte muito importante dos moluscos. Em outras palavras, isso quer dizer que as conchas são necessárias à vida desses animais e que, sem elas, provavelmente o número de molusco seria muito menor. Porém, essas conchas são feitas a partir de que? Qual o material em questão?

Na verdade, as conchas são feitas de nácar, uma mistura orgânica de alguns nutrientes. Quando um invasor tenta entrar na concha, por exemplo, esse nácar é jogado sobre ele como uma forma de proteção. Além do nácar, as conchas têm uma camada de calcite e outra de carbonato de cálcio. O carbonato de cálcio é a parte que pode ser vista mais facilmente pelas pessoas, já que é uma camada mais externa.

Todos esses nutrientes, como foi possível analisar anteriormente, são provenientes do mar e passam pelo manto do molusco antes de serem secretados e virarem concha. Assim, o manto ocupa um papel central para a transformação da matéria-prima em concha, mas não é o produtor desse material. Em linhas gerais, o trabalho de transformação realizado pelo manto é tão bom que as conchas chegam a durar muitas décadas.

Como Usar o Nácar Para Fazer Pérolas

As pérolas naturais são geradas em conchas, como a maioria das pessoas sabe. Dessa maneira, há um processo para tal. No caso, a concha gera a pérola sem ter essa intenção, mas como uma maneira de responder a um ataque sofrido.

Quando um grão de areia entra na concha, o que pode acontecer com a maré mais forte e devido ao fato de a concha absorver água em busca de nutrientes, há um contra-ataque por parte dessa concha. Assim, é jogado nácar sobre o grão de areia, imobilizando-o. Depois de alguns anos dentro da concha, se desenvolvendo e endurecendo, o nácar acaba por cobrir todo o grão de areia. Como resultado, tem-se uma bela pérola, que pode ser vendida por valores muito consideráveis no mercado de joias.

Pérolas
Pérolas

Há muitas fazendas de pérolas, que fazem esse processo de maneira induzida e, assim, acabam por gerar pérolas mais rapidamente e de forma mais barata em relação à produção natural. A China é a maior produtora de pérolas do planeta, justamente por contar com inúmeras fazendas voltadas para a produção desse material. Vale lembrar que, a depender do tipo de concha e do tipo de nutriente que se tem, as pérolas podem variar em coloração.

Moluscos: Você os Conhece?

Os moluscos são fundamentais para a produção de pérolas, já que possuem as conchas que forma essa joia. Porém, muitas vezes as pessoas focam nas conchas e acabam por esquecer dos moluscos. Vale lembrar que esses animais possuem um filo apenas para eles, chamado de Mollusca. O filo possui cerca de 200 mil espécies estimadas, com mais de 90 mil espécies confirmadas.

Isso faz com que o filo seja um dos maiores de todo o planeta, com diversos representantes. O animal possui uma série de músculos em seu corpo, inclusive para fazer a ligação muscular com a concha. Dessa forma, a partir desses músculos os moluscos se tornam capazes de se movimentar, se fixar e até mesmo escavar. Logo, esse animal pode se manter fixo em uma estrutura sólida, como uma rocha, ou pode se movimentar quando quiser.

Moluscos não costumam ser grandes presas para os maiores predadores dos oceanos, já que a concha faz muito bem o seu trabalho de proteção. Se você já tentou quebrar uma, sabe bem como pode ser complicado destruir a estrutura de uma concha. Dessa forma, o número de exemplares de moluscos cresce gradualmente, havendo cerca de 100 mil espécies ainda desconhecidas para a humanidade.

Veja também

Marreco Pompom: Características, Hábitat e Nome Científico

O marreco pompom (crested duck) é uma ave ornamental considerada uma variação genética do marreco …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *