Home / Animais / Quais São as Principais Características de um Molusco Bivalve?

Quais São as Principais Características de um Molusco Bivalve?

Os bivalves são moluscos muito apreciados na culinária mundial, além de serem extremamente importantes na natureza, equilibrando perfeitamente a cadeia alimentar marinha.

Os bivalves também são moluscos que são protegidos por uma concha, e essa concha é do tipo que abre e fecha.

Um exemplo claro de um bivalve é a ostra, e dessa forma fica mais fácil de compreender o porquê de eles receberem esse nome de bivalve.

Isso acontece pelo fato de a concha abrir em duas (bi), já que outros moluscos que também possuem conchas, mas que não abrem em duas são chamados de gastrópodes.

Os bivalves são protegidos por essa concha que é formada por carbonato de cálcio, começando a sua estrutura desde quando são ínfimos plânctons.

Essa estrutura é formada pela capacidade que os bivalves possuem em filtrar a água, forma essa que os mesmos também utilizam para se alimentarem e até mesmo se reproduzirem.

Aproveite e conheça muito mais sobre os bivalves aqui em nosso Site Mundo Ecologia:

Conheça os Principais Bivalves

Existem mais de 15 mil espécies de bivalves conhecidos, mas dessa grande diversificação, alguns são tipos mais notórios por fazer parte de pescas e da comercialização e culinária mundial.

  • Ostras

A ostra é um bivalve muito conhecido, podendo possuir diversos tamanhos. Geralmente, encontra-se fixada em locais com bastante presença de detritos orgânicos como manguezais, por exemplo.

Ostras
Ostras

A ostra, assim como outros bivalves, possui duas conchas controladas por fortes músculos adutores, além de possuir pés musculares que auxiliam em sua movimentação, não obstante pequenas entradas e saídas de sifões que produzem sua respiração.

A ostra é um músculo muito consumido em todas as partes do mundo, mas assim como outros bivalves, pode ser tóxico se viver em uma região onde haja muita poluição, já que os microorganismos serão consumidos pelas mesmas e assim passar para quem as ingerir.

  • Mexilhão

Assim como a ostra, os mexilhões são altamente comercializados através da culinária mundial.

O sabor dos mexilhões é ainda mais forte do que a da ostra, assim como o molusco também demonstra ser mais espesso, porém menor.

Mexilhão
Mexilhão

Os mexilhões existem em milhares de tipos, e espécies podem viver em diferentes habitats, já que é possível encontrar mexilhões no fundo do mar, enquanto outros vivem de forma fixa como as ostras, por exemplo.

Não é aconselhável consumir mexilhões de locais onde haja contaminação.

  • Vieiras

As vieiras são moluscos bivalves onde a principal diferença consiste no fato de possuir um único músculo adutor em seu centro, sendo mais difícil de abrir do que os outros bivalves.

As vieiras também são moluscos que fazem parte de cardápios mais refinados, tendo um preço mais elevado que outros moluscos no mercado.

Vieiras
Vieiras

As vieiras mais comuns vivem em águas rasas, mas algumas vivem em profundidades enormes em todos os Oceanos do mundo, e são essas as mais apreciadas devido a qualidade dos alimentos que consomem.

Conseqüentemente, seus preços também se tornam mais elevados.

  • Sururu e Berbigão
    Sururu
    Sururu

Muitas vezes o sururu e o berbigão não possuem classificação especial, já que ambas geralmente são chamadas de mexilhões também, devido a enorme quantidade de mexilhões com as mesmas medidas.

No entanto, essas duas se destacam pelo fato de serem mais comuns nos litorais brasileiros e também muito apreciada pelas culturas, assim como também são produtos de comércio de moluscos.

Conheça as Principais Características dos Bivalves

O que torna os bivalves exclusivos é a forma de suas conchas, ou seja, a sua principal características, que os fazem únicos é o fato de duas conchas existirem para proteger o molusco.

Alguns bivalves como a ostra possuem sistemas de defesa quando atacadas por bactérias e microorganismos ou parasitas.

Nesse momento a ostra libera um elemento chamado madrepérola para calcificar o invasor. É derivado desse produto que surgem as pérolas dentro das ostras.

Às vezes, a lapa, o mítrio e o búzios são confundidos com os bivalves por fazerem parte do mesmo Filo.

No entanto, esses citados são chamados de gastrópodes, já que apesar de possuírem conchas, elas são em forma única.

Os bivalves possuem concha, mas elas podem ser abertas ou fechadas, enquanto os gastrópodes não possuem essa habilidade.

Alguns gastrópodes, inclusive, podem até trocar de concha, coisa que nunca acontece com um bivalve, que é ligado diretamente à concha.

Curiosidades e Informações Adicionais Sobre os Bivalves

Apesar de possuírem conchas altamente resistentes, os bivalves são alimentos importantes para muitos animais marinhos.

Na verdade, os bivalves constituem uma importância altamente relevante para a vida marinha.

O número elevado de representantes de espécies incontáveis atua no controle ideal da cadeia alimentar.

Além disso, os bivalves também representam uma importância significativa em relação a economia de muitos Países litorâneos.

A maioria dos bivalves possui tamanhos e medidas padronizadas, com poucos centímetros de diferença.

No entanto, sempre é possível encontrar ostras, vieiras e mexilhões maiores uns que os outros.

Bivalves
Bivalves

Inclusive, fósseis já provaram que bivalves de mais de 2 metros de altura já existiram em oceanos.

Ostras, além de serem utilizadas amplamente na culinária e movimentar uma economia enorme, também são responsáveis pela matéria-prima na confecção de pérolas.

Com isso, muitas pessoas passaram a ter aquários naturais somente para a criação de ostras.

Os bivalves possuem minúsculos “pelos” que saem de extremidades próximas ao encontro de suas conchas.

Esses fios são responsáveis por filtrar milhões de litros de água diariamente, e dessa forma organismos e plânctons são apreendidos nessas ramificações e transportados para as bocas dos moluscos.

Os bivalves também são importantes filtrantes naturais, deixando a água limpa para que outros organismos possam viver.

Com águas que passam por esses filtros naturais, peixes conseguem viver e se reproduzir e assim equilibrar a cadeia natural para se tornarem alimentos de peixes maiores.

Para se ter ideia da importância dos bivalves, muitas espécies criam barreiras com milhares de exemplares, e essas barreiras auxiliam na redução da força de ondas no litoral, além de impedir que erosões ocorram.

Veja também

Tipos de Lagartos Domésticos, como Cuidar e Comprar

Cachorros, gatos e pássaros, ainda são os animais de estimação mais populares; contudo, os lagartos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *