Home / Animais / Bivalves Sistema Digestório: Processo de Digestão

Bivalves Sistema Digestório: Processo de Digestão

Os animais marinhos podem possuir muitas questões anormais para as pessoas, já que nem sempre são muito próximos das principais sociedades. Em todo caso, se há algum choque por parte das pessoas ao aprender um pouco mais sobre aqueles animais que vivem no mar, o certo é que muitas dessas pessoas seguem querendo estudar os bichos. Assim, um grande exemplo disso é a classe dos bivalves, que são animais caracterizados pela presença de uma concha ao seu redor.

Moluscos que são, os bivalves possuem a proteção da concha para servir contra as investidas de predadores. Porém, o certo mesmo é que o modo de vida dos bivalves é bastante restrito, com esse tipo de animal tendo sistemas também muito simples para a realização das suas atividades internas.

Dessa maneira, uma questão comum a respeito dos bivalves trata do seu sistema de digestão, que pode variar um pouco, a depender da espécie. Porém, em todo caso, o mais natural é que os animais dessa classe não possuam grande complexidade no momento de digerir o alimento ingerido. Veja abaixo, portanto, como os bivalves executam o seu processo de digestão, a partir do seu sistema digestório único.

Sistema Digestório dos Bivalves

A digestão dos bivalves, antes de tudo, pode ser feita de maneira extracelular ou intracelular. Assim, essa já é uma grande diferenciação em relação a outros animais. Em todo caso, a grande maioria das espécies dessa classe executa a sua digestão de forma intracelular. Assim, o estômago dos animais filtradores, que são a grande maioria quando se trata dos bivalves, possuem muitas dobras e um caminho bastante ciliado.

Características dos Bivalves
Características dos Bivalves

Logo, há uma parte do corpo desses animais responsável apenas pela produção de enzimas para que, mais tarde, sejam colocadas no estômago, facilitando todo o processo digestivo. Nesse aspecto, na verdade, os bivalves se diferenciam dos outros moluscos, já que são os únicos do filo a realizar o processo de digestão com a ajuda de enzimas especializadas nessa reação.

Em todo caso, é muito comum que os bivalves sejam capazes apenas de consumir alimentos mais leves, já que, ao longo do seu processo de filtração da água marinha em busca de comida, esses animais buscam mais os nutrientes. Dessa forma, alimentos pesados ou de difícil digestão, como a carne animal, não fazem parte do dia a dia dos bivalves. Logo, todo o processo realizado pelo animal já é formulado para que tudo aconteça da maneira mais adequada possível.

Conheça a Alimentação dos Bivalves, Fase Anterior à Digestão

Todo animal que realiza a digestão possui, antes disso, a sua fase de alimentação. Sim, pois o processo de digestão dos alimentos apenas pode acontecer quando o animal encontra e consome a comida. No caso dos bivalves, essa busca por comida se dá por filtração, já que os animais dessa classe não possuem outra forma de encontrar os seus nutrientes. Assim, os bivalves vão deixando com que a água passe pelo seu interior, tratando de consumir os melhores nutrientes que encontra.

Esse processo, portanto, depende muito daquilo que o mar oferece aos animais da classe, embora seja quase impossível que um bivalve morra por falta de nutrientes básicos. Em todo caso, o processo realizado pelos bivalves é chave para os peixes e demais animais da região, pois os moluscos com concha acabam por retirar muitas substâncias dos oceanos, sendo algumas negativas para outros animais.

Dessa forma, a presença de bivalves em qualquer praia, por exemplo, ajuda muito no processo de tornar o local mais limpo e equilibrado, sendo o papel biológico dos bivalves claramente fundamental para todo o andamento do ciclo natural.

Reprodução e Sistema Nervoso dos Bivalves

A reprodução dos moluscos costuma se dar de forma muito diferenciada em relação àquilo que as pessoas estão mais acostumadas a ver nos animais. Dessa maneira, no caso dos bivalves, essa classe costuma realizar o seu processo de reprodução a partir da fecundação. Até aí não há qualquer diferença, mas o grande destaque é que os bivalves fazem a fecundação de fora externa, com o gameta masculino nadando até encontrar o gameta feminino no ambiente marinho.

Sistema Nervoso dos Bivalves
Sistema Nervoso dos Bivalves

Caso ambos não se encontrem, é necessário tentar novamente. Alguns bivalves de água doce podem ter a fecundação interna, mas isso é muito mais raro e, na grande maioria dos casos, a forma de reprodução dos bivalves se dá com os gametas se encontrando fora do corpo. Ademais, quando ao sistema nervoso, o bivalve possui três gânglios ligados pelos nervos.

O animal não possui muita sensibilidade, já que o sistema nervoso é limitado nesse aspecto, além de outros órgãos dos sentidos também serem limitados em sua forma de atuar. Na realidade, quando há a comparação ao sistema nervoso de outros animais marinhos, percebe-se que os bivalves são muito simples em seu funcionamento e, assim, não guardam grandes complexidades.

Características dos Bivalves

Os bivalves são moluscos que apresentam uma concha ao seu redor, com essa concha realizando o serviço de proteção para o molusco que habita o seu interior. Dessa forma, em geral os bivalves possuem tamanhos pequenos e são muito leves. Contudo, em casos mais extremos, é possível que esse animal chegue aos 1,2 metro de comprimento, com mais de 200 quilos de peso. Todavia, esses casos se mostram realmente raros, sendo possível encontrar versões de bivalves desse tipo apenas em algumas áreas limitadas do oceano.

Há músculos que realizam a conexão interna do animal, sobretudo entre a concha e o molusco que habita o seu interior. Dessa forma, esses músculos permitem uma movimentação mínima, além de realizarem o processo de integração. O corpo de um bivalve, ademais, possui coração, sendo que as trocas gasosas são fundamentais para o funcionamento do mesmo.

Esse tipo de animal costuma não chamar muito a atenção das pessoas, até mesmo pelo seu tamanho reduzido na grande maioria dos casos. Contudo, os bivalves têm a sua importância para o funcionamento dos oceanos e para a limpeza dos mesmos, realizando um trabalho fundamental para que o mar se mantenha agradável não só às pessoas, mas também aos outros inúmeros animais que vivem por ali.

Veja também

Marreco de Pequim: Características, Hábitat e Nome Científico

O marreco de Pequim é considerado uma das principais raças atuais de marrecos, ao lado …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *