Home / Animais / O Que São Tachyglossidae? Quais Animais Representam?

O Que São Tachyglossidae? Quais Animais Representam?

Os Tachyglossidae são animais conhecidos como equidnas, e fisicamente se parecem bastante com um porco-espinho, mas estão muito distantes dos mesmos.

Tachyglossidae, ou taquiglossídeos, ou equidnas, vivem na Austrália e Nova Guiné, sendo que nesse último existe uma espécie endêmica.

Outra característica interessante sobre esses animais é o fato de os mesmos serem mamíferos e ainda assim botarem ovos.

Isso ocorre também com outro animal chamado ornitorrinco, o que torna esse e as equidnas animais monotremados.

Na Austrália, a equidna é também chamada, em tradução livre, de tamanduá-espinhoso, já que eles adoram comer formigas.

Apesar da aparência inóspita, as equidnas são animais sociáveis, mas pelo fato de viverem apenas em 4 espécies existentes, é altamente proibido que esse animal seja caçado ou domesticado.

As equidnas adultas possuem variações de tamanho entre 30 e 45 centímetros.

O conspícuo bico da equidna serve para que os mesmos enfiem em ninhos de formigas e troncos podres na busca por alimento.

Em seu bico tubular encontram-se seus narizes e também pequenos fios detectores de movimento.

Tachyglossidae

Outro aspecto importante em relação aos tachyglossidae é o fato de os mesmos possuírem sangue frio, por isso são muito ativos durante o dia, subindo em pedras e até mesmo em árvores em busca de ficarem expostos à luz do sol.

Gostaria de conhecer outros artigos relativos aos animais descritos aqui? Acesse em nosso site Mundo Ecologia:

Características Importantes Sobre os Tachyglossidae

Atualmente, existe apenas 4 espécies de equidnas e uma espécie de ornitorrinco que representam a família Tachyglossidae que são mamíferos e botam ovos, sendo estes da ordem Monotremata.

Estudos apontam que as equidnas são originários de animais aquáticos, mas estas se adaptaram a viver em terra.

O comportamento da equidna e o fato de as mesmas botaram ovos deixam essa mais próxima de lagartos do que dos mamíferos em si.

As equidnas são animais extremamente resistentes, além de possuírem grandes garras para seus tamanhos, que podem destroçar troncos de árvores, assim como cavar profundamente na terra em busca de alimentos.

A coloração mais comum das equidnas são a marrom e a preta, sendo essa última um pouco mais rara, geralmente ligada a um animal chamado zaglosso, que é um tipo de equidna endêmica de Nova Guiné.

Outra característica da equidna é o fato delas não possuírem dentes, por isso utilizam somente sua língua longa para captação de insetos, exatamente como os tamanduás.

As equidnas, apesar de serem sociáveis e raramente entrarem em confronto, são animais solitários, que preferem andam e comer sozinhos.

Conheça Mais Sobre o Habitat dos Animais Tachyglossidae

As equidnas são animais que preferem climas amenos, já que quando está muito quente ou muito frio, as mesmas preferem ficar escondidas em suas tocas.

Inclusive, na maioria das vezes as equidnas utilizam tocas abandonas de outros animais para fugirem de predadores, se abrigarem de tempos inóspitos e até mesmo para criarem seus ninhos.

Habitat dos Tachyglossidae

Geralmente, a equidna vive em uma região onde existe muitos outras, facilitando dessa forma a expulsão de predadores ou animais invasores.

Apesar dos hábitos terrestres, as equidnas são animais muito adaptados a viverem na água, sendo excelentes nadadores, não contestando seus ancestrais.

Estimativa de Vida e Reprodução dos Tachyglossidae

A estimativa de vida dos animais da família Tachyglossidae varia entre 10-20 anos, vivendo de forma selvagem.

A taxa de reprodução desses animais é considerada baixa, apesar de eles não estarem classificados como correndo risco de extinção.

Geralmente, uma equidna deixa apenas um ovo por gestação, com um período de cerca de 22 dias depois da copulação.

O filhote de equidna geralmente começa a sair da casca usando seu pequeno bico tubular 10 dias após ser depositado no ninho.

O ninho, na maioria das vezes, é feito em suas próprias tocas, ou a mãe simplesmente pode achar um local mais preferível.

O filhote nasce e fica dentro do marsúpio da equidna, tomando leite de poros presente na bolsa, já que essa espécie não possui mamilos.

O filhote sai do marsúpio da mãe depois de cerca de 2 meses, período esse em que os mesmos começam a formas seus espinhos.

Nesse ponto, a mãe deixa o filhote em algum local seguro e faz observação intermitente, providenciando comida e proteção até que o mesmo atinja mais ou menos 7 meses de vida, quando está pronto para procurar por sua própria comida.

No entanto, apesar de já estar independente para buscar alimento, a equidna filhote permanece junto à mãe por cerca de um ano.

A reprodução dos Tachyglossidae sempre despertou curiosidade nos cientistas, já que é extremamente raro que um casal de reproduza enquanto estão em cativeiro.

Até mesmo através da indução por estimulação elétrica nunca foi possível reter a amostra de esperma de equidnas em cativeiro.

Tachyglossidae, Quais Espécies Representam?

As duas espécies mais representativas da família Tachyglossidae são:

  • Equidna-de-Focinho-Curto (Tachyglossus aculeatus)

Essa espécie é a mais populosa e representante oficial das espécies de equidnas existentes no mundo.

Vive em grandes populações da Austrália e Tasmânia, assim como também está distribuída amplamente pela Nova Guiné.

Tachyglossus aculeatus

Suas subespécies são:

  1. T. a. acanthion
  2. T. a. aculeatus
  3. T. a. lawesii
  4. T. a. multiaculeatus
  5. T. a. setosus
  • Equidna-de-Bico-Longo (Zaglossus bruijnii)

Geralmente, essa equidna é chamada de Zaglossous ou Zaglosso, e se difere da equidna-de-focinho-curto devido ao seu tamanho, que pode chegar aos 10 kg.

Além disso, é uma espécie endêmica de Nova Guiné, e por isso se encontra em um nível preocupante em relação aos números de exemplares que existem no mundo.

Zaglossus bruijnii

Um dos principais motivos de sua queda em número de exemplares está relativizada com a caça ilegal, geralmente feita por cães de caça que os alcançam facilmente em suas tocas.

Veja também

Como Cuidar de um Basset Hound Filhote: Cuidados e Doenças

Você já ouviu falar do cão Basset Hound? Pois bem, esta raça possui cãezinhos bastante …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *