Home / Animais / Equidna-de-Focinho-Curto: Características, Habitat e Fotos

Equidna-de-Focinho-Curto: Características, Habitat e Fotos

Há algumas espécies no mundo que são únicas, sem parentes próximos ou traços de outros animais. Assim, essas espécies costumam ter detalhes exclusivos, como modo de vida totalmente diferente daquele mais tradicional. Ou melhor, se torna impossível saber o que seria ou não tradicional, já que a espécie é única. Esse é o caso da equidna-de-focinho-curto, um tipo de mamífero especial.

Única espécie do gênero, a equidna-de-focinho-curto não foi capaz de se associar a outros gêneros, pois possuía sempre alguma característica que a diferenciava, tornando-a dona do seu gênero animal.

Esse animal pode ser encontrado ao longo de toda a Austrália, além da Tasmânia e de partes da Nova Guiné, a África. Em situação de preservação muito boa, o animal se encontra em estado tido como pouco preocupante. Logo, a extinção da equidna-de-focinho-curto é algo fora de cogitação no momento, até mesmo pelo fato de o animal não ser muito interessante para o uso comercial.

No passado, inclusive, pensou-se que a equidna-de-focinho-curto era uma espécie de tamanduá, o que acabou sendo comprovado como falso, mostrando que o animal é, na verdade, um tipo totalmente diferente e cheio de características especiais. Veja abaixo mais detalhe sobre a equidna-de-focinho-curto, esse ser vivo tão curioso.

Conheça a Equidna-de-Focinho-Curto

A equidna-de-focinho-curto possui hábitos noturnos, sendo um tipo de mamífero que gosta de se expor para caçar à noite. Esse hábito, por vezes, causa problemas para o animal com os seus predadores, que também possuem hábitos relacionados com a noite.

A principal fonte de alimentação para a equidna-de-focinho-curto é a formiga, embora o cupim também possa ser uma grande refeição para o animal. Dessa maneira, o que se tem é a equidna-de-focinho-curto buscando sempre as formigas em seus ninhos ou, então, os cupins em suas casas.

Para tal, por ter focinho curto, o animal faz uso das suas garras afiadas, colocando sempre a pata dentro de buracos à procura de alimento. Outro fator importante é que a equidna-de-focinho-curto é uma espécie pequena, algo que facilita bastante o seu trabalho em termos de busca por comida.

Isso porque, por ser pequena, a equidna-de-focinho-curto consegue entrar em espaços que outros animais maiores, até mesmo alguns tamanduás, não conseguem. Na verdade, é uma péssima ideia ter o tamanduá e a equidna-de-focinho-curto juntos em um ambiente, já que ambos buscam pelos mesmos tipos de alimentos e, dessa maneira, a competição seria péssima para um dos dois.

Habitat da Equidna-de-Focinho-Curto

A equidna-de-focinho-curto é um animal que, em geral, vive nos três seguintes locais: Austrália, Nova Guiné e Tasmânia. Em comum, essas localidades possuem o fato de terem climas quentes, além de úmidos. Assim, o clima quente e úmido ajuda a equidna-de-focinho-curto a escavar, algo fundamental para esse tipo de animal.

Além disso, o clima frio afasta as formigas, sendo esses animais essenciais para o modo de vida da equidna. Portanto, a equidna-de-focinho-curto apenas é capaz de se desenvolver e de manter a sua vida em locais quentes. Ademais, se o ambiente for úmido, tudo se torna ainda mais fácil. Entretanto, há relatos de que a equidna-de-focinho-curto vive em savanas da Guiné, locais secos. Já em relação à altitude, o mais comum é que a equidna-de-focinho-curto não seja capaz de viver em posições muito altas do mundo.

Filhote de Equidna-de-Focinho-Curto
Filhote de Equidna-de-Focinho-Curto

Dessa maneira, o animal vive sempre abaixo dos 1500 metros de altura em relação ao nível do mar, por mais que seja capaz de viver em algumas regiões montanhosas. Outro local muito agradável para a equidna-de-focinho-curto é o ambiente de pastagem ou de agricultura, onde há uma tendência natural e existir formigas em larga escala, o cenário ideal para a equidna.

Características da Equidna-de-Focinho-Curto

O ventre da equidna-de-focinho-curto costuma ser côncavo, com um dorso arqueado e um corpo gordinho. Sua cauda tende a ser curta, além de bastante grossa, o que ajuda na estabilidade desse animal nos momentos em que precisa ser mais veloz para fugir de predadores. O seu focinho, apear de curto, corresponde a cerca de metade da sua cabeça, sendo, em geral, reto.

O grande destaque desse animal, todavia, é outro: os espinhos. Isso porque o corpo da equidna-de-focinho-curto é todo coberto por eles, desde a parte mais perto da cabeça até as mais afastadas. Esses espinhos chegam a medir cerca de 6 centímetros de comprimento, sendo, em geral, amarelos. Já as extremidades são pretas, com a equidna-de-focinho-curto tendo uma pelagem marrom logo abaixo de tais espinhos.

Muitas vezes, assim, é possível que os mais desavisados pensem que a equidna-de-focinho-curto é, na verdade, um porco-espinho. Porém, há muitas diferenças, a começar pelo focinho. Os testículos dos machos do animal são internos, não sendo visíveis para as pessoas. Ademais, os olhos são pequenos, com a equidna-de-focinho-curto não sendo capaz de enxergar muito bem. Na realidade, esse animal se guia muito melhor pelo som e pelo olfato do que pelos olhos.

Comportamento da Equidna-de-Focinho-Curto

A equidna-de-focinho-curto costuma viver por muitos anos quando livre na natureza, por mais que tenha um número bastante razoável de predadores. Dessa maneira, há exemplares da equidna-de-focinho-curto que podem chegar até mesmo aos 50 anos de idade.

Contudo, o mais comum é que o animal viva entre 20 e 30 anos. Contribui para essa longevidade da equidna-de-focinho-curto o seu modo de vida e comportamento, associados sempre às boas questões do animal. No caso, a equidna-de-focinho-curto se caracteriza por ter uma relação amistosa com as pessoas, embora não gostem muito do contato visual e do contato físico.

Além disso, esse animal ainda se faz conhecido por ter hábitos solitários em relação aos outros animais da espécie. Portanto, não é nada comum ver grupos grandes de equidnas circulando pelas florestas. Esse animal não costuma ser muito apegado ao seu território, por mais que viva em locais fixos.

Logo, isso quer dizer que a equidna-de-focinho-curto até possui uma área bem definida para chamar de sua, mas, em linhas gerais, não costuma ter dificuldades em aceitar que outros animais façam uso dessa área. Humanos, raposas e cães do mato podem ser os principais predadores do animal pelo mundo, embora a equidna-de-focinho-curto goste sempre de evitar grande parte deles.

Veja também

Lagarto Chicote- de- Garganta- Alaranjada: Características e Fotos

O lagarto chicote de garganta alaranjada (nome científico Aspidoscelis hyperythrus) é uma espécie nativa do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *