Home / Animais / Moreia Moreão-Amarelo: Características, Nome Científico e Fotos

Moreia Moreão-Amarelo: Características, Nome Científico e Fotos

A moreia moreão-amarelo, de nome científico Gymnothorax vicinus, tem uma cor amarelada, densamente manchada. Possui bolinhas de carmelita de tom variável, muitas delas coalescentes. Estas mostram um fundo amarelo na forma de um retículo.

Para saber mais detalhes acerca desse tipo de moreia, não deixe de ler tudo o que preparamos no artigo abaixo. Certamente você vai se surpreender.

Moréia Mourão de Perfil
Moréia Mourão de Perfil

Características da Moreia Moreão-Amarelo

A moreia moreão-amarelo é uma espécie com tamanho máximo entre 70 e 122 centímetros. Um peso máximo registrado é de 750 gramas.

Esta é uma espécie que ocorre no Oceano Atlântico, no Atlântico Oeste e no Atlântico Leste. De fato, esta moreia habita as águas marinhas e recifes:

  • Das Bermudas;
  • No sul da Flórida (EUA);
  • Nas Bahamas;
  • No Brasil (Atlântico Oeste);
  • Nos Açores;
  • Na Madeira;
  • Nas Canárias;
  • Em Cabo Verde;
  • Nas ilhas da Baía de Biafra (Oceano Atlântico Oriental).

Este animal habita recifes de corais e rochas em profundidades entre 1 a 120 metros. É comum vê-lo em cavernas durante o dia, caçando presas durante a noite, quando se alimenta principalmente de pequenos peixes e crustáceos.

Curiosidades Sobre o Animal

  • Geralmente a moreia moreão-amarelo é vista abrindo e fechando a boca de maneira ameaçadora. Mas isso é apenas ela respirando, abrindo e fechando a boca para forçar a água sobre as brânquias;
  • O exemplar tem um olfato muito pronunciado, usado para localizar presas nas áreas escuras e sombrias de rochas e recifes de coral;
Gymnothorax Vicinus No Fundo do Mar
Gymnothorax Vicinus No Fundo do Mar
  • Ao atacar um polvo, a moreia se amarra em um nó para evitar o aperto dos braços dele;
  • Camarões mais limpos ajudam a moreia comendo parasitas, bactérias e pele morta de seu esguio corpo, inclusive entrando na boca desse animal para limpá-lo;
  • São os únicos peixes que podem nadar para frente e para trás;
  • Principalmente ativo à noite, acaba tendendo a se esconder nas fendas durante o dia.

Dieta da Espécie

Geralmente se alimenta de crustáceos, polvos e peixes pequenos.

Adaptação Legal

As moreias moreão-amarelo não possuem todas as barbatanas (exceto as barbatanas dorsais alongadas). Além disso, nadam muito devagar para perseguir suas presas livremente na coluna d’água ou ao longo do exterior do recife.

Deixar a proteção dos recifes também torna essas criaturas suscetíveis à predação por parte de habitantes maiores. Estes podem nadar mais rapidamente, como tubarões.

Portanto, em vez de nadar livremente, as moreias preferem ficar quietas em buracos escuros e rachaduras. Elas simplesmente esperam as suas presas s aproximarem.

Para entrar nessas áreas apertadas, a moreia moreão-amarelo tem uma cobertura de muco adaptativa na pele, o que a torna muito viscosa ao toque. Esse muco também dá a essa enguia uma aparência amarelada.

Close no Rosto Moréia Mourão
Close no Rosto Moréia Mourão

Com esta pele viscosa, tais animais podem escorregar nas fendas mais apertadas dos recifes com facilidade, sem se machucar. Eles sempre acabam optando por esperar na escuridão, com a boca aberta para presas incautas.

Quando uma presa passa, esse tipo de enguia o agarra rapidamente com dentes afiados, parecidos com um gancho, voltados para trás. A orientação para trás dos dentes desses exemplares permite uma mordida profunda e forte, enquanto o peixe tenta se afastar.

Conexão de Conservação

Seus corpos semelhantes a serpentes, dentes afiados e cor amarela, a torna um animal popular e emocionante para ver na natureza e em cativeiro. Sabe-se que esses peixes, normalmente silenciosos, mordem quando seu território (fenda ou buraco da rocha) é invadido.

Moréia Mourão no Fundo do Mar
Moréia Mourão no Fundo do Mar

Essa mordida pode causar uma infecção desagradável. Apesar desse perigo, a captura de moreias se tornou popular para fins econômicos. No entanto, tal ação não parece ter diminuído seu número em seus habitats nativos.

Moreias são consideradas comuns em sua faixa nativa. Portanto, atualmente, não existe uma preocupação/status especial para a conservação desta espécie.

Importância Para os Seres Humanos

A moreia moreão-amarelo é de interesse de mergulhadores e aquaristas particulares. Estes a mantém em instalações para que visitantes possam apreciar, transportando-a para grandes aquários comerciais.

Moréa Mourao no Fundo do Mar
Moréa Mourao no Fundo do Mar

O apelo estético da moreia gera, portanto, um grande interesse econômico. Dentro de sua faixa nativa, é comida por alguns povos indígenas. Mas o risco de contrair envenenamento por ciguatera dessa espécie é considerado grande.

Perigo Para os Seres Humanos

Dependendo de como é manuseado, esse tipo de animal pode ser potencialmente perigoso. As moreias são frequentemente observadas com as cabeças salientes para fora de uma fenda ou buraco.

Esses indivíduos geralmente não fogem dos mergulhadores que se aproximam e podem até permitir o contato. É durante esse contato, particularmente nas situações em que um humano está alimentando uma moreia, que é mais provável que ocorram mordidas.

Além disso, os humanos que sondam indiscriminadamente os buracos e fendas dos recifes com as mãos também correm o risco de sofrer uma mordida dessa espécie ou de outros organismos encontrados por ali.

Há relatos de ataques não provocados atribuídos à moreia moreão-amarelo, mas esses incidentes são considerados extremamente incomuns. Embora poucos encontros entre pessoas e moreias resultem em ferimentos, deve-se tomar extrema cautela em qualquer interação.

A Ciguatela

O envenenamento por ciguatera em humanos como resultado direto do consumo de grandes moreias está bem documentado. Esse tipo de envenenamento é causado por dinoflagelados (microalgas) encontrados em corais mortos ou macroalgas.

Alimentando-se desses corais e macroalgas, os peixes herbívoros acumulam uma toxina gerada por esses dinoflagelados. Em grande parte, um fenômeno dos ambientes marinhos tropicais, a ciguitoxina, se acumula ainda mais nas grandes espécies de recifes predadores que se alimentam de peixes herbívoros.

Moreia no Fundo do Mar
Moreia no Fundo do Mar

Se os níveis acumulados de toxina forem grandes o suficiente, eles podem causar envenenamento em humanos. Entretanto, somente se estes consumirem a carne de peixes ciguitoxicos, sejam herbívoros ou carnívoros.

Pessoas envenenadas relatam ter problemas gastrointestinais por vários dias e uma fraqueza geral nos braços e pernas. Muitos outros sintomas desagradáveis ​​da ciguatera também estão documentados. Embora seja muito raro sofrer de envenenamento por essa substância, isso se deve em grande parte:

  • Ao nosso conhecimento de quais espécies provavelmente são tóxicas;
  • À discrição de quem gosta de frutos do mar.

Comer a carne de uma moreia moreão-amarelo é uma proposta peculiar, com muito pouca recompensa diante de um risco considerável.

Veja também

História do Lagarto e Origem do Animal

Os lagartos são répteis muito curiosos! Eles estão espalhados por diversas regiões do globo terrestre. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *