Home / Animais / Morcegos Que Se Alimentam de Sangue: Espécies Pelo Mundo

Morcegos Que Se Alimentam de Sangue: Espécies Pelo Mundo

Os morcegos são animais alvos de grandes histórias da ficção cinematográfica, objetos de lendas e contos de terror, sendo estes os enredos mais conhecidos possíveis: Histórias sobre os famosos vampiros. Por este motivo, os morcegos possuem uma fama um pouco negativa por serem considerados animais assustadores, que se alimentam de sangue. Mas o que muitas pessoas não sabem, é que  apenas 3 espécies de morcegos se alimentam do sangue de outros animais! Se você está curioso para saber mais sobre estas espécies, é só continuar ligadinho nas próximas informações desse post!

Espécies de Morcegos Que Se Alimentam De Sangue

No Brasil existem apenas 178 espécies de morcegos das quais apenas 3 se alimentam de sangue, sendo as últimas os chamados morcegos-vampiros-comuns, de nome científico Desmodus Rotundus, os morcegos-de-pernas-peludas, de nome científico Diaemus Youngi e os morcegos-vampiros-de-pernas peludos, cujo nome científico é denominado como Diphylla Ecaudata.

A alimentação dessas três espécies está pautada no sangue de grandes ou pequenos animais como os cavalos, aves, gados, porcos, e entre outros. Dessa forma, o ser humano não é considerado uma das presas dessas espécies de morcegos que se alimentam de sangue, como muitas pessoas acreditam erroneamente por causa das lendas!

Curiosidades Sobre Os Morcegos

Estes animais são as únicas espécies mamíferas que voam, e além disso, são extremamente importantes ao meio ambiente, devendo ter a existência respeitada, que inclusive também é objeto de leis, assim como ocorre com outros animais silvestres. Logo, sua importância na natureza está limitada ao estabelecimento de equilíbrio do ecossistema, e a maioria das espécies comem frutas ou vegetais, por vezes folhas, caracterizando a maioria dos morcegos existentes, pois como dito anteriormente, apenas 3 espécies se alimentam do sangue animal.

A medicina tem aumentado o número de pesquisas realizadas com estes mamíferos, e segundo alguns estudos, as espécies hematófagas que são aquelas que tomam sangue, possuem anticoagulantes na saliva, fato que favoreceu a criação de diversos medicamentos anticoagulantes específicas, cujas propriedades foram apropriadas ao uso clínico. Esses remédios são direcionados à doenças como a trombose e outros problemas ligados aos impasses vasculares. Nesse contexto, é notória a importância da sobrevivência dos mesmos no mundo inteiro, assim como qualquer outra espécie de animal.

Além disso, os morcegos representam o número de 20% dos mamíferos ao redor do mundo, e as suas colônias ajudam no impedimento de pragas e pestes em determinados locais. Por outro lado, podem gerar prejuízos às pessoas que vivem de plantações. O fato de dormirem de ponta cabeça justifica-se pela capacidade de poupar energia, e além disso, possuem radares que denunciam pessoas e objetos a determinada distância dessas criaturas.

Estes são animais que possuem a capacidade de controlar as próprias gestações. Além disso, se comunicam entre bandos, fato que demonstra uma certa inteligência nesses bichos. Ainda, aqueles que se alimentam da produtividade da terra, contribuem com o reflorestamento de áreas devastadas,  aqueles que comem insetos ajudam no equilíbrio quanto à população dos mesmos, aqueles que se alimentam de flores favorecem o pólen e assim exercem seus papéis dentro do meio ambiente e do ecossistema.

Hábitos Desses Animais

As espécies que se alimentam de sangue, assim como as outras, possuem hábitos noturnos, dormindo a luz do dia e despertando a noite. Existem cerca de 1.200 espécies de morcegos ao redor do mundo, das quais 178 circulam no Brasil e apenas 3 delas são sanguinárias! Estas espécies em especial, podem atingir tamanhos diferentes, sendo de pequeno porte ou grande porte. Como dito anteriormente, os seres humanos não são presas desses animais, mas existem relatos em ambientes rurais de ataques por questão de defesa aos donos de lavouras. Isso porque a destruição do habitat dessas espécies as deixam irritadas, e com isso também ocasiona a mudança de comportamento dos mamíferos voadores.

Morcegos-de-Pernas-Peludas
Morcegos-de-Pernas-Peludas

Porque Os Morcegos São Temidos e Rejeitados

Os morcegos são temidos por causa do seu histórico horripilante e também pela fama de transmissão de doenças sérias! Mas é importante salientar que todos podem passar esta doença, mas alguns são mais passíveis de transmissão que outros.

Os Morcegos E A Doença Raiva

Por serem famosos transmissores da doença raiva, os morcegos nunca são bem-vindos em locais que haja a habitação humana. Uma informação importante, é o fato de que apenas uma das espécies que se alimentam de sangue, são as maiores transmissoras da doença, ou seja, todas elas pode ocasionar a doença, mas as mais fáceis de transmitir são os morcegos-vampiros. Contudo, são pouquíssimas ocorrências que ainda são difíceis de lidar devido à dificuldade de captura desses bichos. Portanto, para que a doença seja passada para pessoas ou outros animais, é necessário que exista o contato direto com sua saliva e também com o seu sangue. Por isso transmitem mais facilmente, afinal, as outras duas espécies são conhecidas por atacar mais aves e não outras criaturas!

Grandes pecuaristas em locais onde as espécies que se alimentam de sangue são mais vistas, são passíveis de sofrerem perdas pela transmissão da raiva, ainda que a medicação para evitar o tratar seja benéfica financeiramente e fácil de ser encontrada.

Morcego Transmissor da Raiva
Morcego Transmissor da Raiva

Dessa forma, é notório que apenas uma pequena quantidade de animais oferecem estes riscos à saúde humana e também de outros bichos, o que faz o preconceito ser reavaliado pois outras espécies não possuem a incidência e por isso nem a transmissão da raiva pelo fato de se alimentarem de frutas, folhas e vegetais. Logo, aqueles que contaminam outros bichos, o fazem por estrar em contato com o sangue dos mesmos, e as presas, entram em contato com sua saliva, transmitindo assim a raiva.

Por fim, os morcegos que se alimentam de sangue animal são minoria em relação às espécies existentes no Brasil e no mundo. Como as outras espécies, também exercem um papel importante na contribuição com o meio ambiente e também o ecossistema. As únicas desvantagens que os morcegos oferecem, são aos donos de lavouras em relação àqueles herbívoros, e em relação à menor porcentagem de criaturas que podem transmitir raiva. Mas ainda assim são carentes de respeito à existência, e o mais importante é que eles também possuem proteção legislativa!

Veja também

Macaco Uacari-Preto, Carauri ou Acari-Bico: Características

Hoje vamos conhecer um pouco sobre o Uacari – Preto, cientificamente chamado de Cacajao melanocephalus. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *