Home / Animais / Morcego É Ave Ou Mamífero? Ele Bota Ovo?

Morcego É Ave Ou Mamífero? Ele Bota Ovo?

Muitos talvez pensem que pelo fato de um animal voar ele seja uma ave. Bem, não é necessariamente assim. É o caso do morcego, por exemplo.

Vamos, então, saber que tipo de animal ele é?

Classificação do Morcego

Pois é, pra você que sempre achou que os morcegos fossem aves, sentimos informar que não. Eles pertencem a uma ordem chamada de Chiroptera, que faz parte da classe dos mamíferos. E, claro: por pertencerem a esse grupo, são animais cujo embrião se desenvolve no útero da fêmea, e nascem normalmente como qualquer outro mamífero, o que já não revela outra coisa: os morcegos não botam ovos.

Esses animais possuem de 1 a 2 gestações anuais (pelo menos, na maior parte das espécies). E, cada uma dessas gestações dura entre 2 e 7 meses mais ou menos, também variando bastante conforme a espécie do bicho. O que geralmente acontece é que nasce um filhote por vez, e a mãe fica, literalmente, grudada nele por um bom tempo.

Os filhotes só se tornam independentes por volta de 6 ou até 8 semanas depois de nascidos. Já a sua maturidade sexual acontece por volta dos 2 anos de idade. Pelo menos, na maioria das espécies, o que temos é um macho dominante na colônia de morcegos que reproduz com várias fêmeas do grupo.

Por Que Os Morcegos Voam?

De todos os mamíferos existentes, o único conhecido que tem a capacidade de voar são os morcegos, mesmo não sendo pássaros. Inclusive, eles fazem isso usando os dedos, que são bastante longos, e ganharam, com a evolução, uma camada fina de pele, que vai se esticando pelo corpo e pelas pernas do animal.

Por sinal, a explicação mais aceita para a formação dessas “asas” se deve ao fato da ordem dos primatas ser muito próxima da história da evolução dos quirópteros (ordem da qual pertence o morcego). Porque, assim como o formato da mão dos primatas, o polegar é o dedo que mais “fica pra fora”, o que facilitou a formação da pele dos morcegos em uma espécie de asa.

Daí que algo muito semelhante aconteceu com a evolução para a capacidade de voar das aves. A diferença é a habilidade destas foi conseguida com mais facilidade. Tanto é que morcegos jovens possuem dificuldade para voar, e precisam aprender aos poucos a serem tão ágeis quanto os adultos.

Outra questão é que as “asas” dos morcegos demoram até atingirem o tamanho ideal, e é por isso que o morcego jovem precisa passar por vários aprendizados até conseguir voar com segurança. É como se eles não tivessem sido feitos pra voar, mas voam, entende? A primeira tentativa acontece por volta da quarta semana após o nascimento.

No entanto, logo os jovens aprendizes se cansam e despencam. Em decorrência disso, muitos exemplares não chegam, sequer, ao primeiro ano de vida, já que, ao caírem, ficam à mercê de predadores, como cobras, gambás e coiotes. Os que conseguem sobreviver, ao menos, ficarão com a possibilidade de terem longos anos de vida pela frente.

Segundo estimativas, na maior parte das espécies de morcegos (em especial, daquelas que se alimentam de insetos) os mais jovens possuem apenas 20% da capacidade das asas dos adultos. O que é, no mínimo, curioso, já que na quarta semana de vida, em geral, o jovem morcego já tem cerca de 60% do tamanho dos adultos. Porém, as suas asas não acompanham essa proporção.

Suas asas só alcançam o tamanho máximo da espécie com cerca de 1 mês e meio de vida. São, na verdade, finas e flexíveis membranas, que são irrigadas com sangue através de vasos capilares. Essas membranas possuem uma elasticidade bastante acentuada, além de ter uma grande capacidade de cicatrização. Esse detalhe, obviamente, é imprescindível, pois, caso contrário, qualquer ferimento deixaria o animal incapacitado de caçar.

Armas de Caça

Os morcegos são exímios caçadores, e têm motivos de sobra pra isso. A começar pelo sentido da visão, que nesses animais, é apuradíssimo. Fora isso, eles contam com um poderoso sonar para auxiliar em suas investidas. Funciona assim: sons que são emitidos pelo morcego se refletem em obstáculos, e o eco é captado pelo animal. Dessa forma, ele consegue identificar com mais rapidez o que está à sua volta.

E, claro, para complementar tudo, esses mamíferos alados possuem as suas asas, que mesmo demorando para se formar, começam a ser fabricadas ainda no estágio embrionário do animal. A maioria dos morcegos possui em gestação de 50 a 60 dias, mais ou menos, porém, suas asas se começam a se formar com cerca de 35 dias de fertilização. Por sinal, nesse momento, a cartilagem do esqueleto do morcego já está devidamente formada.

Como o esqueleto está basicamente formado nesse período, dá pra ver bem nítidas as mãos cartilaginosas com o modelo de cada um dos dedos. Por sinal, a mão dos morcegos tem um terço do tamanho da cabeça, o que é uma proporção normal para a maioria desses animais. Porém, até esse momento, não dá pra identificar que se trata de um ser voador.

Morcego Comendo Rã
Morcego Comendo Rã

Apenas com cerca de 40 dias de gestação é que claro que aquele embrião se trata de um morcego. A partir desse instante, os dedos crescem numa velocidade espantosa, indicando suas futuras asas. No fim do segundo mês, os pés estão praticamente desenvolvidos, com pequenas garras, por sinal. Os recém-nascidos, inclusive, usarão essas garras para se prender à mãe.

Como Recém-Nascidos Aprendem a Voar?

Antes mesmo do desmame, os jovens morcegos já possuem pequenos dentes e asas já com tamanho suficiente para começar a caçar. O problema? É aprender a voar, mesmo. As asas crescem toda vez que o animal tenta voar, modificando, assim, sua performance a cada tentativa.

Outra questão complicada é a própria alimentação do pequeno morcego. Isso porque ele possui um coração que bate, pelo menos, 1100 vezes por minuto durante o voo, e, por isso, precisa se alimentar muito bem para manter esse ritmo.

E, apesar de todas essas dificuldades, existe uma grande quantidade de espécies de morcegos se reproduzindo no mundo (cerca de 900), equivalente a 25% de todas as espécies de mamíferos existentes na Terra.

Veja também

Água Sanitária Faz Mal Para Cachorro? E Querosene? Lysoform?

Ter um cãe vivendo em casa é maravilhoso para todas as pessoas; companheiros, leais e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *