Home / Animais / Meu Cachorro Matou Outro Cachorro: O Que Fazer?

Meu Cachorro Matou Outro Cachorro: O Que Fazer?

Existem muitas pessoas que não sabem como lidar com a violência de seus cães, especialmente quando eles atacam outro animal. Um cachorro muito violento tem um grave problema de socialização e isso precisa ser resolvido. Em alguns casos, os cães apresentam esse comportamento por conta da insegurança que eles têm.

Por outro lado, pode acontecer de dois cachorros não gostarem um do outro só de se olharem. Esse tipo de estranhamento ocorre principalmente se o assunto for comida. Para evitar que algo de ruim aconteça, a briga deve ser separada o mais rápido o possível.

Cachorro Bravo
Cachorro Bravo

De qualquer forma, o ideal é que um cachorro seja amigável e companheiro, mesmo em situações adversas. Leia este artigo e encontre algumas dicas que podem ajudar pessoas que cuidam de cachorros violentos.

Possíveis Motivos

Alguns cães nunca foram socializados e isso pode gerar muitos problemas de comportamento. Além disso, alguns cachorros foram ensinados desde sua infância a agir de modo violento, o que lhes deixa pré-dispostos a perderem o controle.

Outro fato que pode aumentar a violência de um cão é o estresse. Um cão estressado se torna muito agressivo, portanto, é necessário que ele esteja o mais confortável possível. Quanto menos ele se estressar, menor a chance de atacar alguém.

Se, por alguma razão, o cachorro não conseguir exercer suas funções físicas e mentais com 100% de eficiência, isso também lhe deixará mais agressivo. É preciso cuidar muito do pet para que esses problemas não aconteçam.

Existem cães que ficam muito assustados ao verem outros cachorros. Eles demonstram isso por meio de latidos ou talvez tentem se esconder, mas isso varia de um cachorro para o outro. Essa situação é bem comum, pois, assim como os seres humanos, os cães podem ter muitas desavenças entre si.

Outro problema que pode tornar um cachorro muito agressivo é a retirada de sua família materna. Muitos cachorros não foram socializados adequadamente quando foram afastados de suas mães. Com isso, eles tendem a ficar violentos perto de outros animais.

Por fim, talvez o problema esteja ligado com a saúde do animal, pois algumas doenças podem fazer cães perderem o autocontrole com muita frequência. É preciso levar o animal ao veterinário periodicamente para tratar qualquer problema que for encontrado.

Em casos de irritação ou agressividade extrema, é importante que o cachorro seja levado para um educador canino, pois nem sempre é possível identificar a causa da irritação do animal. Em vários momentos, a situação é tão complexa que apenas um profissional especializado poderá tratar esse problema.

Briga de Cães

Briga de Cães
Briga de Cães

Para saber por qual razão um cachorro briga com outro, é necessário conhecer a natureza dele, pois, dessa forma será mais fácil solucionar o problema. A melhor solução nesses casos é procurar ajuda de um especialista, pois ele terá mais condições de tratar a agressividade do animal.

Cuidar do temperamento de um cachorro pode evitar uma série de problemas. Por exemplo, se um cão atacar o outro, o dono do cão violento terá que indenizar o dono do cachorro ferido ou então arcar com todos os custos do tratamento médico. Essa regra está inserida no Código Civil Brasileiro.

Existem algumas dicas que podem ser úteis caso o seu cachorro aja de modo violento:

  • Faça o possível para que ele não fique próximo de outros cães, pois isso evitará muitos problemas. Quando estiver passeando com ele, apenas siga o seu caminho e ignore os outros animais;
  • Quando estiver passeando com seu cão, dedique o tempo para ele e não se distraia com outras coisas. Lembre-se que aquele momento foi separado para você e o seu pet. O animal pode ficar bem inquieto se perceber que está sendo ignorado. Não deixe de brincar com o seu cachorro e de preferência, lhe coloque uma coleira curta;
  • Se você tem certeza que seu cão vai atacar outro animal, a melhor coisa a se fazer é colocar-lhe uma focinheira. Isso evitará problemas relacionados com mordidas;
  • Colocar o cachorro no seguro de responsabilidade civil pode ser útil. Essa é uma salvaguarda que uma pessoa pode utilizar caso precise indenizar alguma vítima do seu animal;
  • Atualize o chip de identificação do seu cachorro. Em alguns casos, o cão chega a níveis tão altos de estresse e angústia que ele pode simplesmente fugir da própria casa. Se isso acontecer, é importante que seu cachorro esteja identificado para facilitar o seu resgate.

Prevenção

Existem algumas coisas que podem ser feitas para evitar que seu cachorro ataque o cão de outra pessoa. Veja as dicas as seguir:

  • Passeie com seu cão em locais tranquilos e sem a presença de outros animais. Um bom horário para fazer isso é nas primeiras horas da manhã ou no fim da tarde. Um local com pouca agitação proporcionará um excelente passeio para você e para o seu cachorro;
  • Faça exercícios físicos com seu cão, pois isso deixará ambos menos estressados e muito mais calmos;
  • Deixe o cão cheirar as coisas ao redor dele. Se o animal se sentir livre para farejar, ele ficará muito mais calmo. Esse momento de liberdade reduzirá o nível de estresse dele;
  • Sempre que o cão se comportar de um jeito positivo, lhe dê os parabéns e o recompense. Faça isso tanto dentro quanto fora da sua casa;
  • Aos poucos, tente aproximar o seu animal de cachorros comportados, sempre utilizando uma focinheira e uma coleira. Se o cão se recusar, não force a fazer algo que ele não quer. Caso haja algum princípio de confusão com os outros cachorros, leve-o para casa imediatamente;
  • Quando seu estiverem passeando, tente fazer o seu cão prestar atenção naquele momento, pois é uma atividade que vocês devem fazer em conjunto. Além disso, jamais incentive uma atitude negativa;
  • Quando ver o seu cão agindo de forma violenta, sempre deixe claro que aquela atitude está errada. Diga “NÃO” de um jeito firme e tente continuar caminhando. Nunca abrace ou pegue no colo quando ele agir de forma violenta, pois isso incentivará o comportamento agressivo.

Agressões contra o Dono

Cachorro Mordendo o Dono
Cachorro Mordendo o Dono

Jamais bata no cachorro, pois além de traumatizá-lo, pode fazê-lo se voltar contra você. Dependendo do tamanho do animal, bater nele é pouco inteligente, pois há o risco dele te atacar. Quando a relação entre um cão e o seu dono chega nesse ponto, é hora de buscar ajuda de um profissional.

Com relação ao momento do ataque, se você perceber que sua integridade está em risco, levante as patas dianteiras do cachorro sem deixá-las cair. Isso fará o cachorro desviar o foco do momento de ataque. Lembre-se que o objetivo não é machucar o cachorro, apenas garantir a sua própria segurança. Portanto, não tente agredir o animal.

Esse movimento de levantar as patas fará o cérebro do animal se desconectar daquele conflito por alguns segundos. Esse tempo normalmente é suficiente para o cão se acalmar. O ideal para quem cria cachorros agressivos é usar arneses e focinheiras, pois isso reduz a chance dele atacar alguém.

Veja também

Quais as Raças Que Deram Origem ao Bulldog Francês?

O Bulldog Francês tem origem do cruzamento entre os cães da raça Terriers Pequenos, e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *