Home / Animais / Macaco Verde: Características, Nome Científico, Habitat e Fotos

Macaco Verde: Características, Nome Científico, Habitat e Fotos

O macaco verde possui o nome científico Cercopithecus sabaeus é uma espécie que vive nas savanas africanas. Sua principal característica é o corpo com pelos cinza-esverdeados e uma cauda amarela. No nosso artigo de hoje vamos falar um pouco mais sobre esse primata. É só seguir e conferir as caraterísticas desse primata.

Características do Macaco Verde

O macaco verde também pode ser conhecido como macaco vervet e pode ser encontrado na África, em especial no Sudão, Sudão do Sul, Etiópia e Djibuti.

Os machos chegam a pesar cinco quilos, enquanto as fêmeas são menores e pesam cerca de três quilos. Podem atingir mais de 70 centímetros e têm uma cauda grande, além de dentes caninos bem afiados.

Possuem bigodes que podem ser brancos ou amarelos e que têm tamanhos diferentes de acordo com a idade do macaco verde. Os pelos da sua cara são brancos e podem aparentar uma tonalidade mais azulada. Já o resto do corpo apresenta um pelo mais esverdeado com tons de dourado.

A alimentação desse macaco é composta por vegetais, frutas e por vezes alguns insetos e pequenos pássaros. Por esse motivo são considerados animais onívoros.

Sabe-se pouco sobre a reprodução dos macacos verdes.  Eles possuem um macho que é responsável pela cópula das fêmeas e que também controla a interação entre os demais machos com as fêmeas. O período da reprodução geralmente acontece nos meses chuvosos em que existem muitos frutos à disposição dos bichos. Com cinco anos, os macacos verdes já estão preparados para acasalarem, já as fêmeas atingem a maturidade com apenas dois anos.

Cada gestação dá origem a apenas um filhote. Os macacos verdes geralmente vivem em bandos que podem ser formados de sete até mais de cinquenta indivíduos.

Curiosidades Sobre os Macacos Verdes

Vamos agora de curiosidades sobre os macacos verdes? É só continuar acompanhando para conhecer as peculiaridades desse animal. Veja:

  • O risco de extinção do macaco verde é felizmente considerado como controlável. Mas durante muito tempo eles foram duramente massacrados pela presença do homem.
  • Os macacos verdes possuem os testículos azuis. Isso serve para identificar qual macho dentro do grupo é aquele que possui a dominância. Quando mais azul o órgão for, mais o macho terá prestígio dentro do bando.
  • Costumam se comunicar por meio de gritos. Aos verificarem que estão em perigo, os macacos verdes avisam seus companheiros por um som alto e assim, todos os macaquinhos correm para a copa das árvores.
  • O mais interessante desse alarme feito por sons é que eles variam de acordo com o predador. Ou seja, o som emitido para avisar a presença de um leopardo é um, enquanto o som para alertar sobre a chegada de uma águia é totalmente diferente. Esperto esse bichinho, não é?
  • Para identificar a presença de uma jiboia, por exemplo, o macaco verde solta um belo som agudo. Assim, todos os membros do grupo ficam em alerta e procuram se afastar do predador.
  • Quando ainda jovens, os macacos verdes não conhecem ainda todos esses sinais e vão ao longo do tempo aprendendo como usá-los de forma adequada.
  • Os macacos verdes são animais tímidos. Isso pode acontecer para que as mães possam “disfarçar” sobre quem é o verdadeiro pai do filhote. Em alguns grupos é muito comum o macho mais velho tratar os filhotes que não são seus com muita agressividade. Eles podem, inclusive, matar os pequenos macacos. É exatamente por esse motivo que as fêmeas procuram manter a discrição e não costuma revelar que estão no período do cio. Assim, os machos não conseguem identificar quais são os seus filhotes ou não.
  • Os machos jovens ao atingirem a maturidade abandonam o seu grupo original e saem em busca de novas aventuras em um bando diferente.
  • Mesmo sendo nativos da savana africana, alguns zoológicos brasileiros (como é o caso do zoológico do Rio de Janeiro) possuem exemplares do macaco verde.

Outras Informações Sobre o Macaco Verde

Família de Macaco Verde
Família de Macaco Verde

Uma atitude muito curiosa entre os macacos verdes é a prática de carícias. Nos casos desses animais, os carinhos possuem além de uma função de limpeza uma função de demonstrar afeto e de fazer amizades. Assim, além de fazer a limpeza de peles mortas, parasitas e dar aquele trato no visual, os carinhos também são usados para consolidar as amizades.

Alguns deles preferem realizar carinhos apenas nos seus parentes, enquanto outros preferem investir em novas amizades com outros indivíduos da espécie e formarem parcerias para ajuda em momentos de dificuldade. Afinal, um amigo é para ajudar o outro, não é?

Um exemplo, são as fêmeas do macaco verde que muitas vezes perseguidas por machos. Os parentes e amigos geralmente auxiliam elas a se salvarem destas investidas indesejadas

Os animais dessa espécie vivem em grupos que possuem categorizações hierárquicas.  Mesmo sendo pouco conhecidos, são macacos que possuem habilidade diferenciadas de comunicação. Eles foram usados durante anos para a produção de medicamento e vacinas pela indústria farmacêutica, mas felizmente essa prática vem sendo eliminada nos últimos anos.

Procuram estabelecer seus grupos em regiões próximas à água, já que precisam se hidratar diariamente nos períodos secos.

Ficha Técnica

Separamos algumas informações resumidas sobre o macaco verde. Vamos conferir?

Macaco Verde Africano (Vervet Monkey-ing.)

Chlorocebus aethiops

Família:Cercopithecidae

Gênero:Chlorocebus

Espécie:Chlorocebus aethiops (Linnaeus, 1758)

E você? Já tinha ouvido falar em um macaco verde? Conta para a gente nos comentários qual das curiosidades sobre esse primata você mais gostou. Não esqueça de acompanhar nossos novos artigos sobre diversas espécies de macacos e compartilhar nas suas redes sociais, ok?

Veja também

Comportamento do Vombate, Hábitos e Modo de Vida do Animal

Você já ouviu falar do vombate? Caso não, pode ficar tranquilo. Este animal não é …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *