Home / Animais / Leão Branco: Curiosidades e Características

Leão Branco: Curiosidades e Características

O “rei da selva”, por si, já é um animal fascinante, um felino de grande porte, imponente, e com muitas histórias (mitos e verdades) a respeito dele. Porém, existe um tipo que consegue ser tão interessante quanto, que é o leão branco, e que muitos pensam ser um leão albino. Porém, na realidade, a cor da pele desse tipo de felino se dá por outros motivos.

Quer saber mais sobre ele? Então, acompanhe a leitura.

Principais Características do Leão Branco

Em termos de porte físico, o leão branco não se diferencia nem um pouco dos leões ditos “normais”. Pode chegar a ter 3 metros de comprimento, e a pesar cerca de 130 kg. Ou seja, mesmo branco, continua sendo um baita felino de grande porte, digno de ser chamado de o “rei das selvas”. Em seu habitat natural, e sem ser molestado pelos seres humanos, um leão branco pode viver em média 19 anos. Em cativeiro, sendo bem cuidado, essa expectativa de vida aumenta para 29 anos, e é justamente devido a essa facilidade de longevidade que muitos pesquisadores estão trabalhando para reintroduzir mais e mais indivíduos na natureza.

Em se tratando de gestação, a fêmea desse tipo de leão leva mais ou menos 4 meses para ter de 2 a 6 filhotes por ninhada. No entanto, ela somente entra em período gestacional uma vez por ano. Assim que crescem, os filhotes não ficam mais com a mãe, e partem para serem animais autônomos e se virarem sozinhos. Em cativeiro, por sinal, cientistas fazem de tudo para que as fêmeas fiquem grávidas todo ano, evitando, assim, que os leões brancos fiquem totalmente extintos.

Inclusive, quando os filhotes nascem, possuem algumas listras que fazem, de relance, com que pareçam pequenos tigres. Só a partir dos 6 meses de vida que essas listras vão sumindo, dando lugar à coloração branca típica desses animais. Em se tratando dos sentidos, os leões brancos (assim como qualquer outro) possuem uma visão noturna e um olfato bem apurados.

Esses animais são originários de uma localidade na África do Sul, chamada de Timbavati, à margem de um rio que tem esse mesmo nome, na província de Limpopo. Esse local, que é uma enorme savana, virou uma reserva natural, e é onde estão localizados os únicos leões brancos da natureza, mais precisamente Parque Nacional do Kruger, local onde cientistas tentam fazer com que esse tipo de leão consiga se reproduzir mais.

Por Que Existem “Leões Brancos”?

O leão branco, na realidade, é uma rara mutação de cor que ocorre com o leão sul-africano. Isso acontece devido a uma particularidade genética denominada de leucismo, que muda a pigmentação da sua pele, não sendo ele, portanto, albino. E, é bom deixar claro que o leão branco não representa uma subespécie separada desse felino, distinguindo-se dos demais de sua espécie apenas pela pelagem mais clara, que pode variar entre o loiro bem claro e o quase branco propriamente dito.

Essa característica não provoca problemas fisiológicos (ao contrário do albinismo, que deixa a pele bem mais sensível ao sol). Ainda assim, acaba sendo uma desvantagem para o animal, pois com uma pele praticamente branca, fica bem difícil se camuflar por entre as savanas africanas.

Leão Branco na Savana Africana
Leão Branco na Savana Africana

Deixando aqui bem claro que essa cor no leão nunca foi comum na natureza, até porque ela é oriunda justamente de um gene recessivo, e não dominante, revelando-se apenas quando ocorre o cruzamento de espécimes com esse gene mutante. Em alguns zoológicos, esse cruzamento é induzido de maneira proposital, e é onde há mais leões brancos, de fato, do que na natureza.

Claro, também podem existir leões que possuem uma coloração branca devido ao albinismo. Quando ocorre devido a isso, os olhos dos animais são vermelhos, apresentando grande sensibilidade ao sol. Sendo ainda mais raros do que os leões brancos por leucismo, os de albinismo não possuem melanina. Porém, atualmente, não há registros de um leão que seja realmente albino.

Reintrodução no Habitat Natural

Como os leões brancos só existem atualmente em cativeiro, muitos cientistas vêm tentando reintroduzir esse tipo de felino na natureza. É o que aconteceu em 2003, quando um grupo de pesquisadores colocou num ambiente natural um jovem leão branco, e, para espanto de todos, ele conseguiu sobreviver, mesmo perdendo uma das características fundamentais a todo leão: a camuflagem.

Esse leão cobaia obteve uma boa taxa reprodutiva com o passar do tempo, conseguindo viver bem em meio à natureza. O resultado foi tão positivo que, cerca de 1 ano depois, outros leões brancos passaram a ser reintroduzidos em ambientes naturais, e hoje existem aproximadamente 20 leões brancos em locais isolados no Parque Nacional do Kruger. O fato de estarem isolados é para evitar que se reproduzam com outros leões do parque, e, assim, percam essa característica que lhes é tão peculiar.

Leão Branco: Mitos, Lendas e Espiritualidades

Filhote de Leão Branco
Filhote de Leão Branco

O fato do leão branco ser um animal tão diferente e exótico fez com que a sua figura fosse associada a uma série de mitos e fábulas entre os povos das regiões onde habitavam. Por exemplo: em alguns lugares na África do Sul o leão branco está associado à prosperidade e à abundância, com a sua simples presença sendo considerada uma verdadeira dádiva divina.

Já, em outras regiões, muitos acreditavam que a sua cor branca era um sinal de que existia benevolência em todos os seres vivos. Além disso, tinha uma crença muito forte que dizia que um asteroide caiu na Terra, e uma mulher entrou nele, saindo, em seguida, na forma de uma leoa branca.

Como última curiosidade, deixamos aqui registrado que antes dos primeiros registros de cientistas dos leões brancos (o que só veio a ocorrer na década de 70 do século XX), existiu uma animação japonesa chamada “Kimba”, cujo protagonista era um leão branco. Inclusive, segundo constam as más línguas, a história desse desenho animado foi descaradamente copiada pelos roteiristas do megasucesso da Disney “O Rei Leão”. Mas, aí já é outra história.

Esperamos que tenham gostado das informações, e vamos torcer realmente para que os cientistas consigam fazer com que esses interessantíssimos animais possam estar na natureza em bem maior número do que hoje em dia.

Veja também

Como se Chama Filhote de Camelo? Qual a sua Cor?

Camelos masculinos e femininos amadurecem em ritmos diferentes. As fêmeas amadurecem aos três anos de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *