Home / Animais / Lagartixa Mediterrânea Doméstica: Características e Fotos

Lagartixa Mediterrânea Doméstica: Características e Fotos

A lagartixa mediterrânea doméstica é uma espécie relativamente pequena, de 10 a 13 cm, que se tornou repulsiva para algumas pessoas. Ao contrário de qualquer lagarto nativo, as lagartixas têm protetores de dedos pegajosos, pupilas verticais e seus olhos grandes não possuem pálpebras.

Essas lagartixas geralmente são cinza claro ou têm a tonalidade quase branca, mas podem ter manchas mais escuras. A espécie é comumente encontrada buscando por insetos perto de luminárias externas ou outras formas de iluminação em noites quentes.

Quer aprender mais sobre esses animaizinhos ditos “nojentos”? Leia todas as informações que recolhemos.

A Ameaça Ecológica da Lagartixa Mediterrânea Doméstica

Devido à sua capacidade de reproduzir rapidamente e de sua forte resistência aos pesticidas, a lagartixa mediterrânea doméstica conseguiu estabelecer populações estáveis ​​em algumas partes do mundo, especialmente nos Estados Unidos.

No entanto, essas populações geralmente são disjuntas, o que dá esperança para as espécies nativas. Alguns cientistas acreditam que essa espécie pode precisar de estruturas humanas e/ou possivelmente não pode sobreviver em densas florestas nativas.

Lagartixa Mediterrânea Doméstica

De fato, as lagartixas parecem ser encontradas mais comumente em áreas desenvolvidas, mas ocasionalmente também foram encontradas em áreas remotas.

Características da Lagartixa

Como o nome sugere, a lagartixa mediterrânea doméstica é uma espécie do Velho Mundo, nativa do sul da Europa e norte da África. Em geral, é confundida com a lagartixa indo-pacífica, Hemidactylus garnotii, embora a mediterrânea tem uma pele esburacada. Já a indo-pacífica tem uma pele lisa.

Ela possui diversas características específicas, mas algumas delas se destacam. Vejamos:

Descrição física

Este é um tipo de lagarto pequeno, de até 6 cm do focinho ao rabo. Suas cores podem ser:

  • Amarelo claro;
Lagartixa Mediterrânea Doméstica Amarelo Claro
  • Rosa;
Lagartixa Mediterrânea Doméstica Rosa
  • Pêssego;
Lagartixa Mediterrânea Doméstica Pêssego
  • Marrom-avermelhado com manchas marrom-avermelhadas escuras.
Lagartixa Mediterrânea Doméstica Marrom Avermelhado

Possui também barras transversais no corpo e na cauda. As escamas são pequenas e granulares e a pele é macia e translúcida. Uma tonalidade azul acinzentada é visível através da pele acima de cada olho. A parte inferior é branca ou creme pálido e geralmente se cobre com manchas escuras fracas.

As superfícies superiores são cobertas com pequenos tubérculos claros que distinguem essa lagartixa das outras espécies ocidentais. Os dedos são equipados com garras largas que ajuda na escalada.

Os olhos são grandes em relação à cabeça. Esse tipo de lagartixa não tem pálpebras, e são verticalmente elípticos.

Reprodução

Como a maioria das outras espécies invasoras, essa lagartixa se reproduz rapidamente. As fêmeas são capazes de pôr várias vezes cerca de dois ovos durante o verão.

Estes ovos são depositados em fendas de árvores ou estruturas artificiais, incluindo edifícios, casas, etc. Como os roedores, a espécie tem sido auxiliada pelo desenvolvimento humano. É muito comum vê-la no ambiente urbano, sob luzes, capturando insetos em uma noite quente.

Hábitos e Estilo de Vida

A lagartixa mediterrânea doméstica é noturna e pode ser vistas de forma singular ou em um grupo de 2 a 5 indivíduos. Durante o dia, ela geralmente se esconde sob pedras, em rachaduras e cavernas. Em geral, ela é capaz de sair algumas vezes para se aquecer ao sol.

Se perturbada ou ficar incomodada, ela procurará a escuridão para se esconder. Os machos são altamente territoriais e defenderão vigorosamente suas áreas de forrageamento. As lagartixas mediterrâneas emitem uma chamada distinta e aguda, como um som gutural ou o gorjeio de um pássaro, possivelmente expressando uma mensagem territorial.

A lagartixa mediterrânea é carnívora (insetívoros). Alimenta-se de vários insetos, mariposas, aranhas, pequenas baratas. Comumente é atraída pelas luzes externas em busca dessas presas.

Distribuição Geográfica da Lagartixa Mediterrânea Doméstica

Esses répteis são nativos da região do Mediterrâneo, obviamente. Tanto por isso, o seu nome característico. Eles se espalharam por grande parte do mundo e estabeleceram populações estáveis ​​longe de suas origens.

As lagartixas podem ser comumente encontradas em países com climas mediterrâneos como:

  • Portugal;
  • Espanha;
  • França;
  • Itália (incluindo a ilha de Lampedusa, Elba);
  • Israel;
  • Albânia;
  • Grécia;
  • Malta;
  • Macedônia do Norte;
  • Croácia costeira (exceto Ístria ocidental);
  • República Tcheca (apenas na Morávia e Silésia Tcheca);
  • Bósnia e Herzegovina;
  • lhas Adriáticas;
  • Litoral de Montenegro;
  • Parte costeira da Albânia;
  • Chipre;
  • Turquia;
  • Norte de Marrocos;
  • Argélia;
  • Tunísia;
  • Jordânia;
  • Síria;
  • Líbia;
  • Egito;
  • Líbano;
  • Norte do Iêmen (Arquipélago de Socotra);
  • Somália;
  • Eritreia;
  • Quênia;
  • Sul do Irã;
  • Iraque;
  • Omã;
  • Catar;
  • Paquistão;
  • Índia;
  • Ilhas Baleares (Ilha Addaya Grande).

Essas pequenas criaturas habitam matagais, salinas, áreas rochosas e costeiras, pedras, falésias e cavernas. É amplamente normal elas tenderem a se abrigar em cascas de árvores, rachaduras e áreas invisíveis de casas humanas, por exemplo, dentro de paredes.

Cuidados com seus Efeitos Negativos

Nenhum efeito negativo a longo prazo está associado à invasão das lagartixas. O que se sabe, no entanto, é que ela é fortemente resistente a inseticidas e outros pesticidas, portanto, não é fácil eliminá-la.

Contudo, a lagartixa mediterrânea doméstica não é venenosa ou agressiva, sendo fácil captura-la manualmente. Se ela morder, tenha em mente que a mordida é mais fraca que a de um lagarto e não deve causar preocupação.

Hemidactylus Garnotii

Atualmente, não existem grandes ameaças à lagartixa mediterrânea doméstica. Em alguns países do Mediterrâneo oriental, como a Turquia e Chipre, é um tabu prejudicá-las. Isso se deve à sua natureza benigna, uma vez que elas geralmente são mantidas como animais domésticos.

Curiosidades Sobre a Lagartixa

Essa espécie, no Brasil, tem o nome comum de osga rosada turca. Esse termo “osga” é derivado de um linguajar do tipo berbere norteafricano wazaga. O significado nada mais é que “lagarto”.

Aqui no nosso país, diferentemente lá de Portugal, os geconídeos são comumente denominados de lagartixas.  Este geco (abreviação) emite alguns sons para interação social. Eles são audíveis pelos humanos nos interiores de suas casas.

Sua pele é um tanto rosada em seu dorso. É, às vezes, um pouco translúcida em seu ventre. Assim, os observadores têm a chance de ver alguns tipos de órgão funcionando. É exatamente essa condição que cria certa forma de nojo em determinados indivíduos que julgam a espécie bastante nojenta.

Entretanto, mesmo com tantas ressalvas por parte das pessoas, a lagartixa mediterrânica doméstica não é peçonhenta ou mesmo venenosa. Ela apenas cumpre a sua função de predadora de insetos na natureza.

Veja também

Mariposa Apimentada

Mariposa Apimentada: Características, Nome Científico e Fotos

A Mariposa apimentada (nome científico Biston betularia) é uma espécie muito conhecida devido a sua …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *