Home / Animais / Lagartixa Gorda Porque? Lagartixa Obesa: Justificativa

Lagartixa Gorda Porque? Lagartixa Obesa: Justificativa

As lagartixas podem ser muito mais interessantes do que muitas pessoas acreditam. Pode ser facilmente incluída na família dos insetos, essa inclusão é errada. Uma análise rápida é capaz de diferenciar a lagartixa de qualquer outro inseto. E uma simples comparação pode fazer com que ela seja incluída no grupo certo.

Você já parou para pensar como uma lagartixa se parece com um jacaré? Pois bem, vamos entender melhor sobre esses répteis tão importantes para o equilíbrio ecológico. É muito comum encontra-las em qualquer canto. São resistentes e qualquer lugar com uma boa alimentação pode ser seu habitat.

Sobre as Lagartixas: Origem e Nome Científico

Muitos tem medo, outros tem nojo, algumas pessoas mal podem encontrar um dentro de casa que passam mal. As lagartixas são amadas ou odiadas, e sim, é possível mudar de opinião em relação a esses animais, pois elas são muito interessantes e muito uteis para o equilíbrio ecológico. Elas são totalmente inofensivas para os humanos. É comum encontrar alguns insetos que podem não ter nenhum mecanismo contra os humanos, mas transmitem doenças pois vivem revirando lixos. As baratas são exemplo disso, elas, por si só, não transmitem nenhuma doença, não mordem e não tem veneno nenhum.

Mas sabemos que elas vivem em bueiros, esgotos, lixos e até cemitérios. Isso pode ser prejudicial para os humanos indiretamente. Já as lagartixas, não tem nada disso. Elas simplesmente se alimentam de outros insetos, inclusive de baratas, mantendo a dedetização em dia. Elas não têm veneno, nem presas, nem garras, além disso, sempre que veem um humano, elas tendem a sair correndo para o sentido contrário, elas são ariscas e nada sociáveis. Pode ter certeza que elas estarão muito mais amedrontadas do que qualquer um que talvez possa sentir medo. Fique despreocupado pois elas ficarão no canto delas sem atrapalhar ninguém.

Lagartixas Obesas: Justificativa

Como já citado, e possível encontrar diversas lagartixas em locais inusitados. Elas podem ser encontradas em quintais, fazendas, lojas, casa, apartamentos, enfim. Qualquer lugar bem arejado, e em boas condições de sobrevivência pode ser um bom lugar para morar um a lagartixa. Há muitas pessoas que encorajam a atração das lagartixas para dentro de casa, mas fora de cativeiros.

Largatixas Maiores e Diferentes
Largatixas Maiores e Diferentes

Enfim, os encontros com as lagartixas são muito comuns. Há relatos desses encontros, e alguns dos mais interessantes são os relatos de lagartixas obesas. Seu tamanho não muda totalmente, mas dentro dos padrões físicos das lagartixas elas ficam “inchadas” a causa disso foi especulada por diversos biólogos e naturalistas, segundo eles, ela poderia estar inchada pela presença de algum parasita ou pós refeição, porém sabem que não é algo comum. As lagartixas possuem um corpo cilíndrico e magro, são ágeis e rápidas, um corpo inchado poderia atrapalhar sua locomoção e instinto de sobrevivência.

Informações Sobre as lagartixas

As lagartixas são animais noturnos, como já citamos, sua existência e muito importante para o equilíbrio da fauna do local onde elas estão. Se uma cidade ou um bairro estiver com grande incidência de mosquitos, aranhas ou outros insetos, isso pode significar a ausência de um predador especifico. Elas têm um papel ecológico a cumprir, e o fazem com excelência.

A alimentação da lagartixa baseia-se no que citamos, alguns insetos e larvas. Ela não fica atrás de comida, restos e nada azedo, é uma alimentação restrita. Elas podem ser encontradas em qualquer lugar hoje em dia, porém são originarias da África. Acredita-se que esse réptil chegou ao Brasil juntamente com os navios negreiros na época da colonização.

Lagartixa se Alimentando
Lagartixa se Alimentando

Elas possuem hábitos noturnos, ou seja, elas saem para caçar durante a noite, por isso e mais fácil encontrar uma durante o anoitecer. Mesmo que você encontre alguma durante o dia, você pode ter certeza que ela estará descansando, e não em seu período de caça. Elas podem chegar a 10 centímetros de cumprimento, tem quatro paras e uma cauda que auxilia com o equilíbrio.

O formato de seu corpo, como citamos, lembra muito os outros répteis. Por isso é muito comum a comparação das lagartixas com lagartos, jacarés, iguanas, etc. Toda essa família de animais é muito parecida e possuem características em comum que fazem deles animais especiais dentro do reino anima: os répteis.

Os repteis possuem um corpo coberto por escamas, e sua temperatura corporal não se mantem, mas varia de acordo com o ambiente, por isso precisam alternar entre sol e sombra. Eles possuem um sistema respiratório e digestivo muito bem desenvolvido. A lagartixa faz parte desse grupo, o nome ‘réptil’ também faz menção a uma característica singular das lagartixas que é o modo como elas se locomovem. Rastejando.

Curiosidades Sobre as Lagartixas

É provável que você já tenha ouvido sobre algumas habilidades que as lagartixas tem que nenhuma animal mais tem. Vamos falar um pouco sobre algumas coisas inusitadas que fazem das lagartixas animais tão interessantes, tão estudados e pesquisados.

O modo de locomoção das lagartixas é simples, sempre serão encontradas rastejando. Porém, o que as gruda nas superfícies? Por muito tempo, acharam que elas utilizavam as mesmas técnicas que os polvos ou outros animais que grudam em superfícies. Através de ventosas. Porém, o caso das lagartixas é diferente. Estudos recentes confirmaram que a atração das patas das lagartixas com diversos tipos diferentes de superfícies é feita através de microestruturas presentes nas patas delas e na própria superfície em que estão. Isso promove uma troca de elétrons entre as duas matérias então a lagartixa se mantém grudada.

Elas possuem um sistema de defesa muito bem preparado, o que as torna ótimas sobreviventes e não somente presas passivas. Elas podem se camuflar, clareando ou escurecendo sua cor base para se esconder de possíveis ameaças, bem como possui uma técnica que é só dela.

Através de um processo nomeado autotomia, ela pode propositalmente soltar um pedaço de sua cauda para distrair sua ameaça. O pedaço solto continua se movimentando para que o predador pense que aquilo é a lagartixa. Enquanto isso ela foge. A cauda cortada volta a crescer, o crescimento completo deve durar 3 a 4 semanas e não ficará do mesmo tamanho da cauda original.

Veja também

História da Harpia e Origem do Animal

Você já ouviu falar da harpia ? Pois bem, essa ave é o mesmo conhecido …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *