Home / Animais / Jerboa-de-Orelha-Longa: Características e Curiosidades

Jerboa-de-Orelha-Longa: Características e Curiosidades

Roedores com padrão de postura peculiares, os jerboas podem ser encontrados em desertos da África e da Ásia. Suas características incomuns chamam bastante atenção de curiosos. Por vezes, podem se comparados a ‘ratos com pernas’, ‘cangurus em miniatura’; ou ainda uma mistura entre cangurus e coelhos.

Possuem postura bípede e locomoção através de saltos, muitos dos quais podem alcançar até 3 metros de altura.

Existem várias espécies de jerboas, algumas com orelhas longas, outras com orelhas curtas. Os jerboass-de-orelha-longa (nome científico Euchoreutes naso), particularmente, remetem muito fortemente a idéia de coelhos.

Neste artigo, você conhecerá um pouco mais sobre os jerboas, em especial sobre o jerboa-de-orelha-longa.

Então venha conosco e boa leitura.

Jerboas Características Gerais

Características do Jerboa
Características do Jerboa de Orelha Longa

Os jeroas possuem tamanho reduzido, uma vez que pouquíssimas espécies ultrapassam os 10 centímetros de comprimento(desconsiderando a cauda). Apresentam um pelo fino de coloração em tom areia.

As patas traseiras são até 4 vezes superiores do que as patas dianteiras. Apresentam uma longa cauda, a qual auxilia no equilíbrio e estabilidade durante a execução dos movimentos. Em algumas espécies, a cauda poe atingir até 20 centímetros de comprimento.

A cauda não possui muitos pelos em sua extensão (sendo praticamente ‘pelada’); todavia, na ponta da cauda é possível notar pelos na cor branca na parte da base, bem como um tufo de pelos negros após os pelos brancos.

Possuem olhos muito destacados na face.

Algumas espécies apresentam orelhas longas, enquanto que outras possuem orelhas curtas. De mesma forma, é possível encontrar espécies com quantidade de dedos nas patas variando entre 3 a 5.

Jerboas Comportamento

Mesmo sendo animais de porte pequeno e padrão de locomoção diferenciada, os jerboas conseguem alcançar grandes velocidades, podendo alcançar até mesmo 24 Km/h ou ainda sustentar a velocidade de 15 Km/h durante períodos prolongados. Além da grande velocidade, também podem percorrer grandes distâncias à procura de alimento (no caso, até 10 Km durante um único dia); assim como executar saltos com alturas impressionantes (no caso de 2 a 3 metros).

Possuem audição e olfato muito apurados, características que são extremamente uteis para encontrar alimentos. Uma peculiaridade é que esses roedores são capazes de obter a quantidade de água necessária à sobrevivência a partir da alimentação (composta basicamente por insetos e pela porção ‘suculenta’ das gramíneas).

Possuem hábitos noturnos e crepusculares. Durante o dia, permanecem abrigados em tocas subterrâneas de aproximadamente 1,5 metros de profundidades. Estas tocas são bem mais complexas do que aparentam, apresentando muitas entras e saídas, câmaras para fins específicos (hibernação, nidificação e armazenamento) e são vedadas com tampões de areia para impedir a entrada do calor.

Mesmo sendo animais do deserto, os jerboas hibernam. Muitos especialistas defendem a hipótese de que estes animais possuam tocas específicas para a hibernação (também chamadas de tocas de inverno). Desta forma, eles possuem duas tocas oficiais.

Além das duas tocas oficiais, ainda é possível que detenham mais duas tocas temporárias, destinadas especificamente à finalidade de armazenamento.

Dependendo da espécie, a reprodução pode ocorrer de 1 a 2 vezes ao ano.

Jerboa-de-Orelha-Longa: Características e Curiosidades

Esta espécie possui peso estimado entre 24 a 38 gramas. É considerada um dos mamíferos mais raros do mundo e, inclusive, está em risco de extinção.

Sua distribuição geográfica abrange os desertos da China e da Mongólia.

As patas possuem 4 dedos e as orelhas são desproporcionalmente muito longas em relação ao corpo e até mesmo em relação à própria cabeça.

A coloração da pelagem é marrom clara ou levemente avermelhada- possuindo uma parte inferior na cor branca. Os pelos ao longo da cauda são ralos e da mesma tonalidade que a pelagem do corpo. Tais como as demais espécies de jerboas, o final da cauda possui pelos brancos e um tufo de pelos na cor preta.

Os dentes incisivos são finos e muito brancos. Cada lado da mandíbula superior possui um pequeno pré-molar. As fêmeas possuem um total de 8 mamas.

A alimentação é à base de insetos, e para captura dos mesmos, os jerboas utilizam-se da audição apurada.

Pouco se sabe sobre a espécie, mas uma curiosidade pertinente é que, no ano de 2007, tal jerboa foi gravada em câmera pela primeira vez. Tal registro incitou o desenvolvimento de uma campanha de proteção à espécie. Sem dúvida, as peculiares orelhas excessivamente longas despertaram curiosidades adicionais.

Jerboas: Família Dipodidae

As jerboas estão inclusas na família taxonômica Dipodidae, a qual também possui outras espécies denominadas de ratos saltadores e ratos bétula. Esta família possui 6 subfamílias, 16 gêneros e mais de 50 espécies.

Apesar de pequenas diferenças anatômicas, todas as espécies possuem postura bípede, bem como movimentação através de saltos.

Os ratos saltadores (subfamília Zapodinae) correspondem a 5 espécies, sendo elas o rato chinês saltador (nome científico Eozapus setchuanus), o rato saltador da floresta (nome científico Napaeozapus insignis), o rato saltador do Pacífico (nome científico Zapus trinotatus), o rato saltador ocidental (nome científico Zapus princeps) e o rato saltador do prado (nome científico Zapus hudsonius). Possuem bolsas nas bochechas, assim como uma cauda que representa 60% de todo o comprimento corporal.        

Em relação aos ratos bétula (gênero taxonômico Sicista), estes correspondem a 13 espécies que podem ser encontradas principalmente em hábitats como as florestas e estepes da Eurásia. Desconsiderando a cauda, o comprimento corporal é de 50 a 90 milímetros. O peso está compreendido entre 6 a 14 gramas. Apenas o comprimento da cauda pode varia entre 65 a 110 milímetros. As patas traseiras também possuem um crescimento significativo, estando compreendidas entre 14 a 18 milímetros.

Outras Espécies de Jerboa

Espécies de Jerboa
Espécies de Jerboa

Em uma citação rápida, algumas das outras espécies de jerboa são o jerboa de cinco dedos (nome científico Allactaga eater); o jerboa de quatro dedos (nome científico Allactaga tetradactyla); o jerboa de cinco dedos da Mongólia (nome científico Allactaga sibirica); o jerboa de Williams (nome científico Allactaga williamsi), o jerboa iraniana (nome científico Allactaga firouzi); o jerboa grande egípcio (nome científico Jaculus orientalis); o jerboa pequeno egípcio (nome científico Jaculus jaculus); e tantos outros.

São aproximadamente 34 espécies ao todo.

*

Depois de conhecer um pouco mais sobre o jerboa de orelha longa e jerboas de um modo geral; que tal continuar conosco para visitar também outros artigos do site?

Sinta-se à vontade e até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

MORELLE, R. BBC News. Mysterious mammal caught on film. Disponível em: < http://news.bbc.co.uk/2/hi/science/nature/7130484.stm>;

PERINI, S. Mega Curioso. O fofo jerboa-de-orelhas-longas parece uma mistura de vários animais. Disponível em: < https://www.megacurioso.com.br/ciencia/116157-o-fofo-jerboa-de-orelha-longa-parece-uma-mistura-de-varios-animais.htm>;

Wikipedia in English. Dipodidae. Disponível em: < https://en.wikipedia.org/wiki/Dipodidae>;

Wikipedia in English. Long-eared jerboa. Disponível em: < https://en.wikipedia.org/wiki/Long-eared_jerboa>;

Wilson & Reeder’s Mammal Species of the World. Subfamily Zapodinae. Disponível em: < http://www.departments.bucknell.edu/biology/resources/msw3/browse.asp?id=12900077>;

Veja também

Pet Terapia

O Que é Pet Terapia?

Hoje vamos falar um pouco sobre a pet terapia, você conhece? Pois é, essa terapia …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.