Home / Animais / Iguana Barriga Inchada: O Que É? O Que Fazer?

Iguana Barriga Inchada: O Que É? O Que Fazer?

Quem tem uma iguana em casa como animal de estimação, sabe o quanto é um bicho relativamente fácil de cuidar, da comida à manutenção de seus terrários. Porém, em algumas ocasiões, podem aparecer problemas de saúde que precisam ser tratados logo. Um deles são inchaços na barriga delas que às vezes podem aparecer do nada.

Vamos saber como cuidar disso?

Como Detectar Que Uma Iguana Está Doente?

Quer saber, em primeiro lugar, como detectar sua a sua iguana de estimação está realmente com algum problema? O mais importante de tudo é observar o comportamento dela diariamente. Assim como todos os répteis, a iguana possui hábitos que se repetem de maneira linear. Ou seja, dá pra identificar com facilidade se ela está sentido algo de estranho só olhando o comportamento dela.

Deixou de comer? De beber? De urinar? Ou mesmo de defecar? Bem, esses, geralmente, são os primeiros sinais de que há algo de errado. E, ainda tem o fato de que, internamente, ela pode ter algum problema que ainda não foi externalizado. Portanto, visitas regulares a um veterinário especializado em animais exóticos é importante.

É bom também salientar que, no geral, os répteis são animais bastante resistentes, e é por isso que, muitas vezes, não conseguimos identificar se algo está ou não bem, sendo necessária a visão de um especialista para detectar se existe algum problema de saúde com o animal ou não.

E O Que Seria a Barriga Inchada De Uma Iguana?

Quando a barriga (ou o ventre como um todo) de uma iguana está inchado, é sinal de que algo não vai bem com ela, especialmente se ela estiver comendo menos que o normal. Em geral, alguns aspectos podem não aparecer a olho nu, como cor dos olhos, respiração, e por aí vai. Tudo vai parecer normal.

Essa barriga inchada pode, então, ser prisão de ventre, e, nesse caso, o melhor jeito de tratar é dando um banho morno no animal, e fazer leves massagens em sua barriga. A alimentação pode continuar sendo a mesma sem problema algum, ou seja, muita verdura.

Iguana no Veterinário
Iguana no Veterinário

Também seria importante estimular o réptil a nadar, caso haja condições, pois isso pirá estimular o aparelho digestivo dela, e resolverá essa questão da prisão de ventre. Anormal.  fermentação no estômago desses animais é relativamente normal, e se aparecer uma espécie de “papo” nas costas é bem possível que seja obstrução intestinal.

Em geral, é um tipo de ´problema simples, que dá pra resolver de maneira bem fácil, ao contrário de outras doenças que vamos mostrar a seguir, e que precisam de prevenções e cuidados maiores.

Outras Doenças Que Podem Acometer as Iguanas

Além de barriga inchada, esse réptil pode sofrer com outras enfermidades, e é bom o seu criador sempre ficar atento. Uma dessas atenções diz respeito à alimentação do animal, pois isso previne inúmeros problemas. No caso da iguana, sua dieta é totalmente vegetal, e precisa ser equilibrada nesse sentido.

Uma das enfermidades mais comuns dela é a doença óssea metabólica. Ela pode ser ocasionada tanto por uma dieta pobre pobre em cálcio e vitamina D3. Exposição inadequada à luz infravermelha B, tanto natural, quanto artificial também pode ocasionar esse problema. Mandíbula mole ou deformada, fraturas espontâneas e ossos e coluna deformadas são alguns sinais. A prevenção vai desde uma comida adequada à exposição de luz do sol direta.

Às vezes, a iguana também pode ser acometida por parasitas, especialmente, vindos de plantas e troncos que se encontram em seu terrário. Os mais comuns são do gênero Hirstiella, que podem, inclusive, ser vistos a olho nu (pequenos pontos vermelhos na escama da iguana). É preciso que o animal seja tratado imediatamente com a indicação de um veterinário adequado.

Outros problemas de saúde corriqueiros nesses répteis são os chamados abscessos, especialmente se tiver mais de um desses animais ocupando o mesmo espaço. O tratamento disso requer antibióticos e em casos ,mais graves, é necessária até mesmo uma intervenção cirúrgica.

Cuidados Gerais Com as Iguanas

De temperamento bem dócil, a iguana é um tipo de animal que se adapta muito bem ao ambiente doméstico, e não é à toa que vem sendo criada como pet já há a algum tempo. Porém, [é preciso ter certos cuidados na criação dela, mesmo que, na prática, não seja um animal difícil de cuidar.

O terrário em que a sua iguana irá ficar, por exemplo, tem que ter, pelo menos, um tamanho de 1m x 0,40m x 0,40m (comprimento x altura x largura) para animais jovens. Já para exemplares maduros, que tenham entre 1,80 e 2 metros, o tamanho de terrário ideal é 3m x 3m x 1m.

Já dentro desse terrário, deverão ter alguns itens, como galhos, trocos, terra e pequenas pedras para emular o meio ambiente do animal. Por baixo, devem ter carpetes atóxicos e absorventes. Já a temperatura desse lugar precisa ser de 29ºC durante o dia, e 22ºC durante a noite. Um termômetro no terrário ajuda a controlar a temperatura.

A umidade do ambiente, por sua vez, deve girar entre 70 e 80%, no máximo. Se for o caso de tentar aumentar essa umidade, você pode tentar colocar uma vasilha com água no terrário, que, ainda por cima, servirá para a iguana se refrescar.

E, Quanto À Alimentação Desses Animais?

No que tange a alimentação desse tipo de de réptil, é bom deixar claro que existem rações para iguanas, mas que são importadas, na maior parte dos casos. Porém, caso queira algo mais econômico, frutas, legumes e verduras cruas de tonalidade escura servem como uma alimentação balanceada para esse animal.

Fora isso, flores, como hibiscos, rosas e até mesmo mel resolvem bem a necessidade diária das iguanas, podendo ainda serem complementados com proteína animal, oferecendo a elas insetos e ração para gatos (mas que seja à base dessa proteína, diga-se).

Pra garantir que dê tudo certo, a proporção de proteína animal para iguanas jovens tem que ser de 30% (até os 4 anos de idade), e menos de 5% para exemplares adultos. Importante alimentar a iguana duas vezes ao dia, e não deixar o espaço dela com restos de alimentos.

Veja também

Hábitat do Marreco: Onde Eles Vivem ?

Marreco na verdade é nome popular para uma espécie de pato de pequenas dimensões, no …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *