Home / Animais / Historia do Terrier Escocês, Personalidade e Origem da Raça

Historia do Terrier Escocês, Personalidade e Origem da Raça

Hoje vamos conhecer um pouco mais sobre outra raça de cachorro, vamos conhecer sobre a sua história, a sua origem e a sua personalidade. Então se você é fã de cachorros não pode perder nenhuma informação, fique com a gente até o final.

Para acabar com o suspense, a raça de hoje é o Terrier Escocês, é um cachorro muito bonito e que chama a atenção por onde passa. É um cachorro muito charmoso, tem se tornando bastante popular nas casas das pessoas, suas características mais marcantes são as pernas curtas e a sua barbicha é o cartão de visitas.

Esse é um animal de porte pequeno, mas saiba que ainda assim tem bastante energia para gastar, por isso precisa de espaço e muitas atividades que o façam despender energia, passeios diários e brincadeiras podem ajudar bastante. 

Personalidade do Terrier Escocês

Terrier Escocês Preto na Grama
Terrier Escocês Preto na Grama

Essa é uma raça de personalidade bem forte, aliás algumas características bem comum entre os terriers. Assim como outros da mesma linha são bastante independentes, a teimosia aliás é o cartão de visita dos terriers, mas apesar de tudo isso são bastante apegados aos donos e fiéis a família. Uma raça bastante leal, não gosta de ficar sozinho e precisa sempre estar na companhia das pessoas que gosta. Tudo isso bastante balanceado com sua personalidade independente e mais reservado. Ele é muito corajoso, até demais, tudo isso por ter sido desenvolvido para cão de guarda. Raramente você vai cruzar com um cão da raça que seja agressivo.

História e Origem do Terrier Escocês

Terrier Escocês Branco na Grama
Terrier Escocês Branco na Grama

Nossa estrela de hoje é nativa do Reino Unido. O animal veio dos entremontes da Escócia, é uma raça bastante antiga, por esse motivo na realidade não se sabe informações exatas sobre sua origem, não existem registros. O que se sabe é que a raça foi desenvolvida com o intuito de caça, para cavar e perseguir animais que invadiam as fazendas no Reino Unido até matar, um exemplo são os texugos e as raposas.

Na história contam que em determinado momento o povo romano apoderou-se de Albião, lá se surpreenderam ao avistar cachorros de pequeno porte que corriam atrás deles pelo caminho. Acabaram se encantando por eles e os apelidando de trabalhadores da terra, o instinto de caça daquela época está presente até os dias de hoje no Terrier Escocês.

Acreditam que essa é uma das raças mais antigas da do país Escócia, e ainda acreditam que ele serviu de seio para outras espécies de terriers.

No ano de 1436 foi publicado um livro sobre a história da Escócia, nele aparece descrito uma raça de cachorro de pequeno porte e muito parecido com o nosso Terrier Escocês.

No começo do século XVII, o rei da Escócia enviou como forma de presentear a monarquia muitos cães para França. Acredita-se que esses cães sejam o ancestral do Terrier Escocês. James I era apaixonado por essa raça, com isso ele foi ficando cada vez mais conhecido, por isso cada vez mais pessoas foram se interessando pelas raça.

No começo de 1800 a raça era dividida em duas espécies diferentes, eram eles o Terrier Escocês que possuía um pêlo mais duro, e o Terrier Inglês de pêlo mais macio. Já no fim do século essa raça continuava sendo separada em duas espécies, mas chamados então de Dandie Dinmont Terriers e Skye Terriers ( nativos da ilha de Skye). Neste último estava classificado o nosso Terrier Escocês e assim seguiram até o ano de 1870.

Esse cão não tinha nenhuma informação sobre ele escrita, características da raça e nem nada, somente no ano de 1877 com o empenho dos amantes da raça que solicitaram que alguma coisa fosse feita os responsáveis precisam dissertar sobre a raça. Três anos após esse evento foi descrito então o padrão do Terrier Escocês que conhecemos até hoje. Eram conhecidos 4 grupos de raças atuais, são eles: Cairn Terrier, o branquelo West Highland White Terrier, o Skye Terrier e o Terrier Escocês. Apesar de tudo, na época nosso amigo era conhecido por outros nomes, como Aberdeen Terrier, Diehard, Cairn ou Highland.

Foi no ano de 1833 que esse animal foi inserido nos Estados Unidos. Assim a raça foi sendo conhecida pelos americanos, e mais cães eram levados para lá. Mas famosa mesmo a raça ficou no ano de 1900, bem no período da primeira e da segunda guerra, foi também quando um clube foi formado.

Características do Terrier Escocês

Terrier Escocês Preto no Lago
Terrier Escocês Preto no Lago

Algumas características dominantes da raça não passam despercebidas, como suas pernas curtinhas, e o seu corpo compactado. Fugindo dessa característica a cabeça do animal é mais alongada. Possui as orelhas em pé, elas são no formato de um triângulo e também pontudas. O rabo dessa raça fica curiosamente sempre em pé, ela é longa e chega a alcançar a altura das orelhas. Com relação a coloração o mais comum é todo preto, mas algumas variações podem ser vistas como tigradas em marrom. Mas saiba que um Terrier Escocês também pode ser completamente branco.

Dicas Sobre o Terrier Escocês

Caso você tenha se encantado por tantas características incríveis e tenha pensando em adotar um novo pet, confira nossas dicas.

Essa é uma raça que pode viver bem em apartamentos ou casas pequenas, mas precisa levar para passear e passar algumas horas em um ambiente espaçoso para se exercitar e gastar energia. Ele pode latir um pouco caso sinta alguma movimentação estranha, isso por conta de seu instinto protetor. 

Não se esqueça que se trata de um terrier, por isso ele pode ser bem teimoso e apresentar dificuldade de obediência, por isso se tem crianças pequenas em casa é melhor repensar. Outros animais também podem ser um problema, principalmente muito menores, pois pode despertar seu instinto caçador.

Problemas de socialização que podem ser contornados com treinamentos e adestramento, especialmente quando filhote. Invista em socialização desde cedo para que ele se acostume a viver em harmonia com todos. Saiba que ele é muito inteligente, por isso vai aprender tudo com muito mais facilidade.

Veja também

Cachorros Passeando na Praia

O Que Acontece se Não Levar o Cachorro para Passear?

Você leva seu pet para passar diariamente? Saiba que isso é super importante para a …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.