Home / Animais / História do Raça Welsh Corgi Pembroke, Personalidade e Origem da Raça

História do Raça Welsh Corgi Pembroke, Personalidade e Origem da Raça

Hoje vamos conversar um pouco mais sobre a raça Welsh Corgi Pembroke, essa semana já conhecemos um pouco sobre as suas características, comportamento e muito mais. Nosso foco agora é na Origem e História da raça, vamos conhecer de onde ele veio, se existe uma história por trás dessa criação incrível. Confira.

História e Origem do Welsh Corgi Pembroke

Esse cão tão querido, apesar do seu tamanho, entrega tanto amor e carinho maior do que ele mesmo. Algumas pessoas costumam dizer que a sua aparência lembra muito o Dachshund, por conta do seu tamanho, mas diferente dele, a nossa estrela de hoje é super peluda e fofa. A raça tem ganhado cada vez mais popularidade, com isso ele teve um grande crescimento dentro da casa das pessoas. Principalmente por conta da internet ele ganhou bastante força, mas se você pensa em adquirir um pet dessa raça é importante que aprenda tudo o que for possível sobre ele.

A origem deste cão é da Grã Bretanha, mais precisamente no País de Gales. É conhecido então há pelo menos mais de 1000 anos, então a raça já é bem antiga. Ele existia apenas por lá, e assim foi por muito tempo.

Welsh Corgi Pembroke
Welsh Corgi Pembroke

Somente no ano de 1931 ele foi levado para Boston por um químico muito famoso da época, que também era Filósofo. Também foi levado para Massachusetts,a partir daí ganhou grande popularidade nos EUA. Os anos se passaram e em 1933  Alberto Frederico Artur Jorge, mais conhecido como rei do reino unido, resolveu dar um presente diferente para sua filha, e lhe deu um cão dessa raça que na época ainda era filhote, com isso a o Welsh Corgi Pembroke tornou-se ainda mais popular e era muito desejado pelas pessoas.

Essa raça foi criada para ser um cão de trabalho, mas precisava trabalhar como um cão de pastoreio, ajudando a pastorear os animais e espantar animais que pudessem oferecer algum risco ao rebanho, além de avisar os seus donos do perigo. Curiosamente uma das táticas utilizadas por eles para que os animais saíssem do lugar era mordiscar as suas patas, por esse motivo muitos donos relatam esse comportamento no cão e não sabem o motivo.

A raça foi reconhecida no ano de 1925, mas ele foi unido a um parente próximo dele e juntos eram classificados como se fossem da mesma raça. Mas graças aos esforços dos apreciadores da raça, no ano de 1934 o nosso cão querido teve sua raça reconhecida e separada do parente pelo KCA.

Uma das diferenças facilmente notada entre os dois cães era a sua cauda, o nosso pequeno cão tem a cauda bem curta, enquanto o seu primo próximo tem uma cauda bem mais longa.

Mais uma característica que os diferencia é a coloração da pelagem, o Welsh Corgi Pembroke tem suas colorações únicas como ruivo, tom de areia, loiro dourado, castanho e preto, elas podem apresentar ou não marcas na cor branca. Sua aparência lembra muito uma raposa, eles são compactos e fortes.

Comprei Um Filhote, e Agora?

Welsh Corgi Pembroke
Welsh Corgi Pembroke

Cada cão tem sua necessidade, precisa de cuidados e muito carinho. Mas quando você adquire um filhote e leva para sua casa, ele vai mudar toda a sua vida, você vai precisar se adaptar a ele e vice-versa. Os filhotes adoram brincar e gastar energia por si só, por esse motivo não estresse o animal agitando ele ainda mais, eles precisam de um longo período de descanso para se recuperar.

Um filhote ainda é muito pequeno para entender a mudança, o afastamento da mãe e dos irmãos, por isso a sua adaptação leva bastante tempo, tenha paciência. A primeira coisa que você deve fazer é apresentar seu novo melhor amigo a um médico veterinário de confiança, cumpra o ciclo de vacina e de vermífugo. Vigie para que ele não se acidente e nem destrua as suas coisas, neste último seja firme e já coloque limites. 

Personalidade do Welsh Corgi Pembroke

Welsh Corgi Pembroke
Welsh Corgi Pembroke

Esse cão costuma ser bem tranquilo, inclusive fica bem sem os donos em casa, se você trabalha o dia todo esse não será um problema para ele. É bom que você saiba que ele é do tipo de cão que late, e late muito, isso está ligado ao seu instinto de cão pastoreador, mas nada que um bom adestramento não resolva.

Eles são muito carinhosos, obedecem com facilidade, são bem inteligentes e são uma ótima companhia em tudo. Eles são bem leais e apegados aos seus donos, mas também têm personalidade independente e por isso podem ficar bem sozinhos. Na verdade esse cão aprecia ter um tempo somente para si, sem ninguém lhe dando instruções ou querendo brincar o tempo todo. Eles conseguem se adaptar muito bem em apartamentos por conta disso, ficar lá sozinho faz até bem para ele.

Ele adora ver o seu dono feliz, e por isso vai fazer qualquer coisa para arrancar um sorriso do seu rosto e um carinho é claro. Por isso adestrar esse animal nunca será um problema, são super inteligentes e aprendem tudo muito rapidamente, por isso invista nisso. Além do fato de serem bem obedientes, o que facilita ainda mais todo o processo. 

Precisamos falar também sobre o instinto protetor dessa raça, eles costumam proteger muito os seus donos. Inclusive é por conta dessas características que era utilizado como pastoreador. Eles são muito observadores, e por isso estão em estado de alerta o tempo todo, qualquer movimentação estranha já chama a atenção deles. Isso já está na personalidade do cão, e ele não vai pensar duas vezes na hora de proteger a pessoa que ele mais ama. Por conta disso é recomendado que ele interaja com pessoas desconhecidas desde filhote, pois ele pode acabar tendo algum comportamento agressivo com pessoas estranhas na tentativa de te defender. Inclusive ele pode latir excessivamente nessas situações tentando chamar a sua atenção.

Veja também

Coelho Anão

Qual a Diferença entre Mini Coelho e Coelho Anão?

Hoje vamos falar um pouco mais sobre coelhos, ele tem se popularizado cada vez mais …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.