Home / Animais / Porquê o Porco-Espinho tem Espinho?

Porquê o Porco-Espinho tem Espinho?

Hoje vamos falar um pouco mais sobre o porco espinho, muitas pessoas têm dúvidas a respeito desses espinhos que recobrem o seu corpo. Então hoje vamos esclarecer essa e outras dúvidas que possam surgir a respeito desse animal.

Para começar, vamos falar um pouco sobre eles e quem são esses animais tão curiosos e diferentes que habitam na natureza e que podem também ser animais de estimação.

Tudo Sobre o Porco Espinho

Esse animal na verdade é um roedor e um mamífero, existem algumas espécies deste animal e não apenas um. São considerados porcos espinhos animais que são cobertos por uma pelagem endurecida com queratina, se assemelhando a espinhos.

Porquê o Porco-Espinho tem Espinho?

Mas por qual motivo esses animais possuem “espinhos” espalhados pelo seu corpo? Saiba que a principal função deles foi bem planejada pela natureza, pois é a sua principal arma contra animais predadores que possam tentar atacá-lo. No mesmo instante que o predador tenta abocanhá-lo, os “espinhos” se soltam facilmente dele e ferindo o predador. Essa arma é super importante para ele, na verdade é seu único meio de defesa, pois os porcos espinhos geralmente são muito lentos e por isso não conseguem empreender fuga para tentar fugir e se esconder rapidamente. Por isso é tão comum ver fotos de cachorros com a boca cheia de espinhos, pois tentaram atacar o animal e se deram muito mal. O porco espinho até tenta avisar o seu predador que vai agir, ele então sacode todo o seu corpo assim que sente alguma ameaça, se mesmo assim o predador parte para cima, os espinhos de desprendem dele e se fincam na pele do animal, pode acreditar que dói bastante e por isso quase sempre fogem para bem longe do porco espinho. 

Porco Espinho
Porco Espinho

É importante saber que esses espinhos podem ser retirados com facilidade, caso isso aconteça com você ou com seu cachorro, por exemplo. Apesar de saírem facilmente da pele, o indicado é procurar um médico o mais rápido possível para removê-los com segurança. Isso porque se você tentar retirar esses espinhos de qualquer forma, pode gerar uma série de problemas que envolvem piorar o machucado, infeccionar a região ou até mesmo quebrar esse espinho, e se isso infeccionar pode ser um grande problema.

Muita gente ainda acredita que os porcos espinhos de alguma forma lançam esses espinhos contra as pessoas ou animais, o que é uma grande lenda. Na realidade esses “espinhos” não estão totalmente presos na pele, por isso quando ele se sacode eles acabam ficando ainda mais frouxos, assim que alguém encosta neles eles perfuram a pele e se soltam. Outra lenda é a de que os “espinhos” possuem algum tipo de veneno ou algo tóxico que vai envenenar o outro, isso é mito. Mas ainda assim ser picado por um espinho não é nada agradável, a dor é bem forte, essa região acaba ficando aberta e por isso é a porta de entrada para bactérias por exemplo que podem infeccionar o local.

Curiosidades Sobre o Porco Espinho

  • Os espinhos que estão pelo corpo desse animal na realidade se trata de sua pelagem, que cobertas por queratinas ficam firmes e ouriçadas dando essa aparência que conhecemos.
  • São conhecidas ao menos 12 espécies de porcos espinhos, além de 4 gêneros onde cada um deles tem um peso ou tamanho específico.
  • Seus “espinhos” são suas armas contra os seus predadores, e é a única forma que ele tem de se defender.
  • Esses animais não têm a capacidade de atirar os seus espinhos contra ninguém.
  • Esses “espinhos” não tem nenhuma substância tóxica ou mortal.
  • A alimentação desses animais podem variar bastante de acordo com a sua espécie, alguns se alimentam apenas de vegetais, outros de cascara de árvores, outros de pequenos insetos.
  • Infelizmente esses animais estão na lista de animais ameaçados de extinção, pois o desmatamento tem levado embora seu habitat, além da caça ilegal.

Dieta do Porco Espinho

Porco Espinho
Porco Espinho

Como dissemos acima, isso tende a variar muito da espécie desses animais, cada uma das espécies tem a sua dieta específica. Alguns deles se alimentam de plantas, restos de plantas exclusivamente, outros podem comer insetos menores e também pequenos répteis, outras cáscaras de árvores, raízes e caules.

Os animais que pertencem à família Erethizontidae são os que têm dieta herbívora,  consumindo tudo de vegetal que a natureza pode oferecer para ele. Aqueles que consomem cascas de árvores são um problema para elas, pois algumas árvores até morrem por conta disso.  Outros são Insetívoros e se alimentam basicamente destes pequenos animais

Já os porcos espinhos pertencentes a família Hystricidae tem um outro tipo de alimentação, uma dieta onívora, onde eles também consomem tudo o que a natureza lhes dá de vegetais, mas também consome carniça, por esse motivo é comum vermos alguns ossos roídos pela mata.

Ameaça de Extinção

Sim, esses animais assim como muitos outros estão na lista de animais ameaçados de extinção, a ação do homem vai cada vez mais destruindo o habitat desses animais. Esse é sim um dos motivos para a redução no número desses animais na natureza, mas infelizmente não é o único.

Outro motivo bem sério que tem contribuído para isso é a caça desses animais,  por conta da sua carne que muitas pessoas apreciam. Além disso, eles produzem em seus estômagos um material vegetal que não é digerido pelo organismo, e fica dentro deles. Esse material é muito apreciado pelos chineses, pois eles acreditam que esse produto tenha efeitos no controle de doenças como no caso do câncer. Mas saiba que não existe nenhuma pesquisa científica que prove a eficácia deste produto, nem que comprove nenhum benefício para a saúde do ser humano.

Em outros casos esses animais são caçados por donos de fazendas que querem proteger as suas plantações, pois eles podem se alimentar delas.

Veja também

Tudo Sobre a Coruja-Águia de Verreaux: Características e Nome Científico

Hoje trouxemos mais um animal incrível para vocês conhecerem, além disso uma série de informações …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.