Home / Animais / Historia do Border Collie, Personalidade e Origem da Raça

Historia do Border Collie, Personalidade e Origem da Raça

Os cachorros estão presentes na vida das pessoas há bastante tempo, já sendo parte essencial de todo o funcionamento da sociedade humana. Portanto, os cães são utilizados para inúmeras tarefas atualmente, mas no passado esse número era ainda maior. Isso porque, como todos os trabalhos eram muito mais manuais, sem o auxílio de tanta tecnologia, era preciso fazer uso da força e da inteligência animal para conseguir chegar os objetivos.

Logo, com o tempo as pessoas foram realizando cruzamentos artificiais para criar novas raças de cães, buscando sempre chegar ao tipo de cachorro desejado, com as principais características úteis àquele trabalho determinado. Foi assim que nasceu o border collie, um dos cães mais inteligentes de todo o mundo e que, atualmente, faz parte da longa lista de cachorros usados como cães de companhia. O border collie, assim, nasceu para servir como pastor de ovelhas.

Contudo, se as pessoas já não possuem mais tantas ovelhas quanto no passado, a utilidade do animal foi sendo alterada com o passar do tempo. É possível dizer que o border collie, assim, teve o seu papel na sociedade bastante alterado com o transcorrer das décadas, algo que muitas outras raças também puderam acompanhar.

Origem do Border Collie

O border collie está entre os animais mais inteligentes de todo o mundo, mas, ainda assim, esse cachorro era usado apenas como pastor de ovelhas no passado. Isso porque, por ser bastante obediente, o border collie poderia ser utilizado para impedir que animais se perdessem, sendo mais eficiente do que outras raças de cães para o serviço.

De toda forma, foi para isso que surgiu o border collie, após uma série de cruzamentos, que só tiveram o seu primeiro estabelecido em 1906. Com cerca de 100 anos de ajustes, a raça já havia começado a ser “fabricada” em 1800, mas demorou bastante até que as pessoas pudessem acertar os padrões e definir quais cachorros poderiam ser tratados como o border collie e quais não deveriam ser assim chamados. Não demorou nada para que o animal, de origem britânica, pudesse chegar ao continente sul-americano.

Com uma economia muito baseada nos trabalhos ligados ao campo, o border collie rapidamente pôde ser usado como pastor também na América do Sul. Esse animal, com o passar do tempo e com a sua inteligência sendo notada pelas pessoas, rapidamente ganhou fama em todo o continente, incluindo o Brasil.

Personalidade e Comportamento do Border Collie

O border collie é um animal cheio de energia, disposto a brincar o tempo inteiro, seja qual for a brincadeira em questão. Por isso esse animal é tão indicado para crianças, já que faz com que os pequenos sejam obrigados a praticar mais atividades físicas. Ademais, o border collie também é tido como um cão inteligente e bastante eficiente naquilo que se propõe a fazer, sendo ainda bastante obediente junto ao dono.

Uma dica importante para quem possui um exemplar de border collie ou ainda pretende ter um animal dessa raça, é jamais deixar o cão desse tipo afastado das atividades físicas. Isso porque o border collie pode até mesmo desenvolver problemas emocionais quando impossibilitado de correr, brincar, saltar e se movimentar livremente.

Portanto, é chave que o animal possa, desde filhote, praticara atividades ao ar livre, de forma a fazer crescer o seu ímpeto pelas brincadeiras, mantendo-o saudável física e mentalmente.

Outro ponto importante é que o border collie é bastante protetor em relação aos seus humanos mais próximos, não sendo um animal tão afeito ao contato direto com estranhos, sobretudo quando esse contato acontece no seu território, onde o animal se sente seguro.

Detalhes da Saúde do Border Collie

O border collie é um animal bastante saudável, que nem sempre apresenta problemas de saúde, algo comum em muitas raças. De qualquer modo, ainda assim é bastante importante que o border collie receba todo o acompanhamento necessário para que seja capaz de viver tanto quanto pode. No caso, os animais dessa raça costumam viver de 10 a 14 anos, a depender do tipo de alimentação ao longo da vida e da forma como o cachorro foi criado.

Um ponto importante a levar em conta é que o border collie possui alta tolerância aos efeitos da dor, o que pode levar o dono a não perceber o quanto o animal pode estar sofrendo. Logo, mantenha atenção total ao seu cão. Ademais, problemas ligados aos olhos e ao quadril podem abater o border collie com mais frequência.

Border Collie

Nesse sentido, é fundamental manter sempre a atenção aos detalhes que o animal mostra ao longo da vida, seja mancando, pisando de maneira diferente ou com qualquer dificuldade para enxergar algo. Por fim, mantenha o acompanhamento profissional tanto quanto o possível, já que apenas dessa maneira será possível diagnosticar o problema quando esse ainda estiver em sua fase inicial.

Características do Border Collie

O border collie é um cão que pode aparecer em muitas cores diferentes, mas um ponto importante para localizar um animal dessa raça é analisar o quanto a cor branca aparece na sua pelagem. Isso porque, para que o border collie seja puro, o branco não pode ser a cor predominante no animal.

Ademais, o border collie ainda apresenta como uma das suas grandes características a sua pelagem fofa, densa, que fornece proteção contra alguns dos principais problemas que podem abater os cachorros. Outro ponto importante é que o border collie costuma ser bastante agitado, seja quando você dá a entender que o levará para passear ou, então, quando o animal se vê livre para brincar.

Em todo caso, o border collie está entre os animais mais inteligentes de todo o mundo, algo também fácil de notar na convivência diária com o cão. Isso porque, a partir dos mais simples gestos, é possível ver o quanto o border collie se mostra capaz de compreender as coisas que acontecem ao seu redor.

O animal costuma ter de 10 a 20 quilos, além de altura entre 45 e 55 centímetros. De porte médio, o border collie aceita muitos tipos de rações, até mesmo pela necessidade de repor as energias perdidas pela sua alta atividade.

Veja também

Quais as Plantas que São Tóxicas aos Gatos?

Cuidados com os Animais Domésticos Quem tem pet em casa sabe que muitos cuidados e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *