Home / Animais / Como o Bicho-Preguiça se Relaciona com o Ser Humano?

Como o Bicho-Preguiça se Relaciona com o Ser Humano?

A relação dos animais com as pessoas é, em linhas gerais, bastante positiva para ambos os lados. Porém, se existe algum tipo de vilão nessa relação, certamente não são os animais. De qualquer forma, há muitos casos que podem servir de exemplos relacionados ao modo de relacionamento do ser humano com os animais, mostrando o quanto essa relação com pode boa e produtiva.

Contudo, há também aqueles animais que não gostam tanto de estar perto das pessoas, seja por medo ou pelo fato de não estarem acostumados com isso. Em todo caso, é interessante notar como alguns daqueles tipos animais mais amados pelas pessoas, ao menos de longe, não gostam tanto do contato humano. Esse é o caso do bicho-preguiça, um mamífero que pode até mesmo ser hostil com as pessoas quando se sente ameaçado.

Por mais que o bicho-preguiça não seja agressivo, em certas situações de desespero o animal por fazer uso das suas garras afiadas para se defender de algum tipo de ataque. Porém, se a pessoa souber realizar a aproximação, o bicho-preguiça pode ser um animal bastante dócil, embora não seja tão interessante para as pessoas arriscar. De qualquer modo, veja mais sobre a relação entre ser humano e bicho-preguiça logo abaixo.

Como o Bicho-Preguiça Se Relaciona Com o Ser Humano?

Há muitos casos de pessoas que já sofreram ataques do bicho-preguiça, embora o animal não seja sempre agressivo com o ser humano. Porém, a grande arma de defesa desse mamífero são as suas garras, afiadas e capazes de causar estragos verdadeiramente grandes na pele humana.

Dessa forma, é interessante notar como o bicho-preguiça pode, sim, causar problemas para as pessoas. Porém, o grande truque para se relacionar com esse animal é saber realizar a fase de aproximação inicial. Isso porque esse momento é o mais importante para a preguiça, que analisará a possibilidade de perigo e os riscos que pode correr.

Bicho Preguiça

Na região Norte, por exemplo, há muitos casos em que o bicho-preguiça cruza avenidas ou ruas, sobretudo nas cidades do interior. Dessa maneira, é sempre importante realizar a retirada do animal da via, para evitar que a preguiça se machuque ou cause acidentes.

Nesses casos, muitas vezes o animal acaba por tentar atacar quem tenta ajudar, pois já se encontra em situação de estresse. Todavia, por vezes o bicho-preguiça simplesmente permite ser levado para a mata mais próxima, sem esboçar reações contrárias. Portanto, nem sempre é simples saber o que esperar do animal, embora seja importante estar atento aos sinais que ele produz.

Curiosidades Sobre o Bicho-Preguiça

Como mamífero que é, o bicho-preguiça possui algumas características semelhantes às pessoas. Porém, há também uma série de questões curiosas e menos convencionais sobre esse tipo de animal. O mais conhecido detalhe do bicho-preguiça, que dá nome ao animal, é o fato de a preguiça se mover de forma muito lenta.

Por vezes, na verdade, o bicho-preguiça chega a ficar por vários minutos na mesma posição, apenas à espera dos próximos movimentos. Em geral, o mais comum é que o bicho-preguiça seja capaz de se movimentar por cerca de 35 a 40 metros por dia, algo que muitos outros animais semelhantes podem fazer apenas em alguns minutos. Ademais, o metabolismo do bicho-preguiça também é bastante lento.

Dessa forma, o animal possui um organismo que atua em um ritmo desacelerado, realizando todas as reações necessárias á sua existência lentamente. Outro detalhe curioso é que o bicho-preguiça passa cerca de 14 horas dormindo ao longo de um dia, algo que ajuda a dar nome ao animal e a transmitir a ideia de que o animal em questão não é, de fato, dos mais ativos.

Mais Informações Sobre o Bicho-Preguiça

O bicho-preguiça possui mais algumas informações curiosas a seu respeito, sobretudo quando se compara a outros mamíferos. Dessa maneira, o animal simplesmente não bebe água.

Isso mesmo, o bicho-preguiça é um mamífero que não consome água e, dessa forma, sequer precisa estar perto das fontes de água, que costumam ser regiões violentas de qualquer mata ou selva. Toda a água consumida pela preguiça, portanto, vem dos alimentos. Outro ponto interessante é que o bicho-preguiça não possui necessidades fisiológicas tão agudas.

Na realidade, esse animal demora muito tempo para realizar essas necessidades, com um longo intervalo entre elas. Assim, o bicho-preguiça costuma levar de 7 a 9 dias para descer da árvore com o intuito de defecar. Isso acontece, sobretudo, por conta do metabolismo lento do animal. Já para a sua defesa, o animal utiliza como arma as suas garras.

Logo, as garras são parte essencial da vida do bicho-preguiça se defende até mesmo de animais grandes e fortes, como onças, a partir dessas garras. Porém, um problema para o mamífero é se defender das pessoas, já que o ser humano representa a grande ameaça à continuidade da vida dessa espécie.

Onde Encontrar o Bicho-Preguiça

O bicho-preguiça é bastante comum em muitas partes da América do Sul, onde a Floresta Amazônica fornece o ambiente ideal para o seu crescimento e desenvolvimento. Dessa maneira, a presença do bicho-preguiça no Brasil é muito forte na região Norte do país, onde a Amazônia se propaga de forma abrangente.

É muito comum, nessa região, que o bicho-preguiça viva mais perto das pessoas, ainda que mantenha certa distância. Há muitos casos em que a preguiça se aproxima do ser humano, de qualquer modo. Ademais, fora da região da Floresta Amazônica, o bicho-preguiça também pode ser encontrado em parte da Argentina. No Brasil, também pode ser visto no que sobrou da Mata Atlântica, quase completamente devastada.

Bicho Preguiça em São Paulo

A devastação, portanto, é um grande problema para a preguiça, que tem de buscar novos ambientes para o seu crescimento a cada vez que uma parte do seu habitat é derrubada. Ademais, as caças ilegais ao animal também diminuem muito o número de exemplares do bicho-preguiça em todo o Brasil, ainda que o animal seja uma espécie bastante ligada ao Brasil.

Dessa maneira, a destruição do habitat e a caça ao bicho-preguiça fazem com que todo o ambiente ao redor do animal seja cada vez menos frutífero.

Veja também

Quais São os Bivalves Comestíveis Existentes?

Os animais marinhos possuem um mistério que intriga a muitos. Assim, há uma série de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *