Home / Animais / Habitat do Esquilo: Onde Eles vivem? Como Comprar Esquilo?

Habitat do Esquilo: Onde Eles vivem? Como Comprar Esquilo?

Os esquilos vivem em quase todas as partes do mundo, menos na Oceania e Antártica, pois não gostam de frio em excesso. Preferem as zonas de climas temperado ou tropical. Alguns fazem sua toca em buracos nos campos, desertos ou prados e outros no tronco de árvores, como a cajarana. Os ninhos são construídos nos ramos mais altos. São feitos com galhos e folhas para protegerem os filhotes do vento e da chuva.

São animaizinhos mamíferos muito apreciados para ter como bicho de criação, pois são atraentes, carismáticos, curiosos, ativos e se adaptam bem com os seres humanos, desde que receba os cuidados que necessita e não sejam retirados da natureza em estado selvagem.

Características

  • É um mamífero roedor.
  • Mede de 20 a 40 centímetros.
  • Pesa entre 250 e 340 gramas.
  • Sua atividade principal é a busca de alimentos, como frutas, cascas, sementes, pequenos insetos.
  • A maioria das espécies não hiberna.
  • Em estado selvagem vive até cerca de três anos.
  • Em cativeiro pode viver de 7 a 10 anos.

Onde e Como Adquirir um Esquilo

  • Adquira seu esquilo somente de criadores e vendedores credenciados, que possuam regulamentos do estado e requisitos necessários para criá-los. Nunca compre pela internet, pois pode correr o risco de que o pet venha com doenças comuns aos esquilos, como a raiva.  Essa doença é transmissível a outros animais domésticos.
  • Antes de comprar, verifique se o esquilo tem mais de dois meses, pois até essa idade ele precisa da mãe ao seu lado, caso contrário pode ficar doente e não sobreviver. Após dois meses pode ser afastado da mãe com segurança, pois já será mais independente e possuirá capacidade de socializar-se com as pessoas.
  • Nunca aprisione um esquilo em estado selvagem, retirando-o diretamente da natureza, pois além de morder e passar doenças, ele costuma morrer de estresse.

Melhor Esquilo para Ter em Casa

O esquilo mais recomendado para ser adquirido como pet é o Esquilo da Mongólia (Gerbil), conhecido também como rato de areia ou rato do deserto.  Ele se destaca por seu lindo rabo, que é comprido e peludo, causando sensação entre crianças e jovens. O Gerbil pesa, em média de 70 a 150 gramas e cresce apenas até 10 centímetros de comprimento. Gosta de conviver com outros esquilos do mesmo sexo, é mais ativo e possui mais energia e disposição para brincar com seus donos do que outros roedores, um dos motivos pelos quais é o roedor preferido para se ter como pet.

Cuidados Com o Esquilo

  • Antes de adquirir um esquilo, providencie uma jaula bem espaçosa, no mínimo de 100 por 80 centímetros. No interior coloque alguns ramos e madeira para que ele possa arranhar e sentir-se em seu habitar. A jaula nunca deve ficar em áreas com luz direta ou corrente de ar. Esquilos gostam de lugares à meia sombra e tranquilos.
  • Faça um ninho com uma caixinha de papelão e retalhos de pano ou algodão, de forma que fique bem macio e aconchegante, pois é ali que ele vai ficar durante a noite.
  • Sem a mãe, o esquilo bebê pode sentir frio e desregular sua temperatura corporal. Para que isso não ocorra, coloque em seu ninho uma almofada de aquecimento, sem deixar ultrapassar 37 graus.
    Esquilo Como Pet
    Esquilo Como Pet
  • Afaste da jaula plantas, móveis e tapetes, pois os esquilos têm o hábito de querer marcar território, como fazem os cachorros. Embora a urina do bichinho não tenha odor desagradável, pode estregar objetos, que também podem ser roídos por eles, se estiverem próximos à jaula.
  • Tenha em mente que, por ser um animal muito ativo, o esquilo precisa estar livre pela casa para não ficar sem exercícios, o que deve ser feito, no mínimo duas vezes o dia. Faça isso com tempo suficiente para vigiá-lo, pois ele mesmo deve decidir quando voltar à jaula.
  • Quando deixar seu pet solto para correr pela casa, tire do chão tudo o que possa lhe fazer mal, se for ingerido, ou ser estragado por ele, como cabos de aparelhos eletrônicos e de luz.
  • Até mesmo esquilos bem mansinhos podem ser atacados pelo estresse e morder quando estão próximos ao momento de hibernar ou não são cuidados adequadamente. Por isso, evite a convivência desse animal com idosos ou crianças pequenas.
  • Verifique a disponibilidade de alguém de confiança para ficar com seu esquilo no caso de tirar férias, precisar viajar, coisas assim. Essa pessoa tem que ter amor a animais e dedicar ao esquilo os mesmos cuidados e atenção que você lhe dispensa.

Espécies de Esquilos

A palavra esquilo vem do grego (skioúros). Eles fazem parte de uma família de roedores mamíferos, conhecida cientificamente como Sciuridae. No Brasil são conhecidos como caxinguelê, caxinxe, serelepe, acutipuru, agutipuru ou quatipuru.  Os esquilos são divididos em três espécies:

Esquilos Terrestres

São os esquilos que mais podem ser apreciados pelo homem, pois vivem na terra e têm hábitos diurnos. São adaptados fisicamente a cavar túneis para construir seus ninhos embaixo da terra. Por isso tem patas apropriadas para cavar, cauda mais curta e orelhas pequenas que não atrapalham os movimentos embaixo da terra.  Costumam viver em colônias e cada um desempenha o seu papel, pois fazem parte da espécie de esquilos mais inteligentes. Dentre eles podemos citar:

  • Esquilo Siberiano (Taias sibiricus)
  • Marmota (marmota)
  • Esquilo-terrestre-de-richardson (spermophilus richardsonii)
  • Cão-da-pradaria (Cynomys

Esquilos Arborícolas

Possuem uma anatomia bem adaptada às copas das árvores. É ali que constroem seus ninhos, onde podem se esconder de predadores, sentindo-se mais seguros. Têm hábitos diurnos e sentidos muito apurados, extremamente importantes para mantê-los atentos aos ruídos de outros animais que representem perigo. Raramente são vistos no solo, pois costumam passar a maior parte de seu tempo no topo das árvores. Descem apenas para procurar alimentos. Quando encontram alimentos em excesso, fazem buracos no solo e enterram uma parte para ir buscar depois. Dentre os esquilos arborícolas encontramos as seguintes espécies:

  • Esquilo-tricolor (Callosciurus prevostii)
    Callosciurus Prevostii
    Callosciurus Prevostii
  • Esquilo-peruano (Scuirus igniventris)
    Scuirus Igniventris
    Scuirus Igniventris
  • Esquilo-vermelho-euroasiático (Sciurus vulgaris)
    Sciurus Vulgaris
    Sciurus Vulgaris
  • Esquilo-peruano (Sciurus igniventris)
    Sciurus Igniventris
    Sciurus Igniventris

Esquilos Voadores

Pertencem a uma família que possui muitas particularidades e dificilmente descem ao solo, onde ficam vulneráveis aos predadores.  São esquilos voadores e arborícolas, mas possuem hábitos noturnos. Devido à necessidade de enxergar à noite, possuem olhos bem desenvolvidos e grandes. Suas patas dianteiras são unidas às patas traseiras por uma membrana de pele. É essa característica que dá a eles a possibilidade de voarem de uma árvore à outra, em voos planados. Possuem cauda achatada que funciona como leme para direcionar o voo.

Dentre eles encontramos:

  • Esquilo-voador-gigante-vermelho (Petaurista petaurista)
  • Esquilo-voador-do-sul (Glaucamys volans)
  • Esquilo-voador-do-norte (Glaycamys sabrinus)
  • Esquilo-voador-eurosiático (Pteromys)

Veja também

Camaleão Rhampholeon

Camaleão Rhampholeon: Características, Nome Científico e Fotos

Entender mais sobre os animais que habitam o nosso planeta é entender mais sobre nós …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *