Home / Animais / Galinha Dutch Bantam: Características, Ovos, Como Criar e Fotos

Galinha Dutch Bantam: Características, Ovos, Como Criar e Fotos

Algumas espécies de galinhas são bem interessantes, não se limitando somente a ser aquele animal que a gente conhece por botar ovos e cacarejar. A dutch bantam, por exemplo, é uma dessas espécies de galináceos bem peculiares, e que vamos falar mais a seguir.

Histórico da Galinha Dutch Bantam

Essa daqui é uma raça de galinha anã originária dos Países Baixos. Trata-se de uma ave que geralmente é mantida para exibição devido ao seu porte, e ao pequeno tamanho de seus ovos. A origem da raça é desconhecida, porém, muitos acreditam que os ancestrais dela tenham sido bantams do sudeste asiático, que foram trazidas por marinheiros das Índias Orientais da Holanda.

Acredita-se ainda que essas galinhas diminutas foram criadas de maneira seletiva pelo fato de que apenas pequenos ovos só podiam ser mantidos por quem era camponês. Afinal, os ovos maiores tinham que ser obrigatoriamente enviados à nobreza real. A primeira referência escrita dessa ave como uma raça particular de galinha data do ano de 1882, referindo-se a elas como patrijskrielen, ou “perdizes bantams”.

A raça dutch bantam só veio a ser reconhecida oficialmente, porém, no ano de 1906, pelo Nederlandse Hoender Club, ou simplesmente, clube de aves domésticas holandês. E, somente na década de 50 que essa ave veio a ser exportada para os EUA, chegando ao Reino Unido somente no final dos anos 60.

Características Gerais da Raça

A dutch bantam está entre as menores galinhas desse grupo, com elas pesando entre 450 e 550 gramas, no máximo. Justamente por ser bem leve e por ter asas grandes em relação ao corpo, essa raça voa relativamente bem.

Já o tipo original de sua plumagem era o padrão de uma perdiz, mas com o passar do tempo, outras variedades de cor foram fazendo parte dessa raça, até que hoje em dia se reconhecem cerca de 29 padrões diferentes. Todas essas variedades possuem características em comum, como lóbulos nas orelhas brancas e pernas numa tonalidade azul-ardósia.

Em termos de temperamento, são aves bem calmas e amigáveis, mas, em determinados momentos, podem ser bem volúveis. Seu tamanho diminuto não as tornam necessariamente resistentes ao frio, portanto, não é aconselhável deixá-las em ambientes de temperaturas muito baixas.

Galinha Dutch Bantam Características Gerais da Raça

Elas também são mães excelentes e chocam muito bem. A produção de ovos dessa raça, inclusive, pode chegar a 160 por galinha anualmente. Porém, não custa lembrar: o tamanho dos seus ovos é bem menor do que o considerado normal de padrão para fins comerciais.

Devido ao seu caráter tranqüilo, é uma excelente raça para criadores iniciantes, ou simplesmente de quem disponha de um quintal não muito grande, e queira começar uma criação de galinhas.

Como Criar a Galinha Dutch Bantam

Mesmo que a raça seja adaptada a qualquer clima, é mais do que recomendável que haja um local para elas se protegerem do sol forte, ou mesmo da chuva e de eventuais ventos muito fortes. No local, a presença de gramado é essencial para aqueles momentos em que elas focam soltas e ciscam na área.

A estrutura do abrigo delas precisa ser de madeira ou de alvenaria. Ou seja, semelhante aos galinheiros mais tradicionais, só que de proporções bem menores. Caso queira, você pode aproveitar as paredes que ficam transversais a algum barracão, ou mesmo em algum cômodo que esteja desalojado. Dessa forma, você pode apenas levantar duas laterais com os materiais disponíveis por ali.

Para o teto do abrigo, o mais recomendável são telhas de barro. Já o chão do local precisa ser batido ou cimentado, sendo revestido com uma maravalha, o que impede a umidade e facilita a manutenção da higiene do local. Caso não haja uma área disponível assim, recomenda-se o uso de gaiolas de 60x60x60 cm.

Em se tratando de algo a mais, o bom é instalar poleiros de maneira ou então galhos de árvores com cerca de 1 m de altura e uns 60 cm de distância entre eles, com o objetivo das galinhas poderem descansar. Já ninhos com 25x25x25 cm precisam ser preenchidos palha ou mesmo capim seco. Bebedouros e comedores automáticos se fazem necessário no local.

Outras Dicas para a Criação Dessas Galinhas

A alimentação da dutch bantam pode ser a mesma ração dada a galinhas comuns, no entanto, em volume menor, evidentemente. Como complemento, você pode oferecer hortaliças (com exceção de alface) e mais algumas frutas. A água fornecida pode ser de rios, riachos, represas ou mesmo de açudes. Contanto que passe por tratamento de purificação.

Mesmo sendo resistentes, essas galinhas precisam de um cronograma bem rígido de vacinação, Ouro procedimento importante é a vermifugação. As instalações também precisam ser desinfetadas toda semana, com o intuito de retirar bactérias e germes de qualquer tipo.

Em geral, a dutch bantam realiza de 3 ma 4 posturas anuais, com a vida fértil dela começando após os 6 meses de idade, e mantendo-se até os 8 anos de idade.

As Vantagens de Criar a Galinha Dutch Bantam

Mesmo que possam parecer frágeis e delicadas, as representantes dessa raça são bem rústicas e resistentes, o que facilita bastante o seu manejo em cativeiro. As instalações de uma granja improvisada podem ser simples, e não há necessidade de um espaço muito grande, visto que essas galinhas são de pequeno porte.

Uma das vantagens da criação dessa raça é que não há a necessidade nem de documentação, nem de registro para que a atividade seja feita. E se bem planejada a comercialização desses exemplares rende vendas bem lucrativas, pois essas galinhas podem ser usadas para cruzamentos com a finalidade de melhoramentos genéticos, para enfeitar áreas externas de certos estabelecimentos ou mesmo para participarem de exposições e concursos.

Com relação aos seus ovos, mesmo que estes correspondam a apenas 1/3 do tamanho dos ovos de galinhas de raças mais comuns, eles também são bastante nutritivos. Isso sem contar que essa raça é de uma adaptação muito fácil a climas e ambientes diversos. Caso sejam soltas pela manhã, ou mesmo em período da tarde, podem se satisfazer perfeitamente com as gramíneas da região.

É importante sempre lembrar que à noite elas precisam estar protegidas contra a chuva e quaisquer outros agentes externos. Um abrigo de tábuas é mais do que suficiente para elas dormirem sossegadas.

Veja também

Tudo Sobre o Pinguim: Características, Nome Científico e Fotos

A fauna do nosso planeta possui uma variedade gigantesca de espécies e isso é um …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *