Home / Animais / Ficha Técnica da Harpia: Peso, Altura, Tamanho e Imagens

Ficha Técnica da Harpia: Peso, Altura, Tamanho e Imagens

A harpia é o famoso gavião-real, muito conhecido em todo o Brasil pelo fato de ser um predador voraz para animais menores, sobretudo os filhotes. Há diversos relatos de ataques de harpias a jovens animais de muitas espécies, incluindo tentativas de ataque do gavião a bebês humanos.

Em todo caso, a harpia possui uma beleza sem igual, com um tom de superioridade que mostra bem como a ave pode ser poderosa na natureza. Mais pesada ave de rapina do planeta, a harpia pode ser muito forte quando se trata de buscar suas presas, além de quase não ser atacada por outros animais.

No Brasil, o animal se faz presente em grande parte do mapa nacional, estando ausente apenas em parte da região Sul. Contudo, o número de animais para cada região do país varia muito, já que o gavião se adapta melhor a cenários com locais comparativamente mais altos – para essa ave, estar acima do nível das presas é fundamental no momento de realizar um ataque. Se você quer saber mais sobre o mundo do gavião-real, a famosa harpia, veja tudo sobre esse animal tão complexo, bonito e interessante logo abaixo.

Características Físicas da Harpia

  • Peso: cerca de 12 quilos;

  • Envergadura: até 2,5 metros.

A harpia é a ave de rapina mais pesada do mundo, com cerca de 12 quilos – há animais maiores e menores, mas essa é a média de peso. Assim, é natural que os ataques do animal sejam ferozes, já que a capacidade de força do gavião é elevada. Além disso, pelo fato de se manter sempre acima do nível das presas, as harpias são capazes de localizar os animais que desejam atacar muito antes de eles sequer sonharem em reagir.

Ademais, muitas desses animais que servem como presas não são capazes de olhar para cima, o que se mostra um problema bastante considerável. Não para a harpia, que pode chegar ao alimento mais facilmente. Sem grandes concorrentes, o modo de vida do animal costuma ser seguro e tranquilo, com ataques planejados e que não colocam a vida do gavião em perigo. A crista da ave costuma ter penas longas, com o bico preto e chamativo.

  • Altura: até 90 centímetros;

  • Força: carrega até ¾ do seu peso com as garras.

Harpia Características

O animal possui cerca de 70 centímetros de altura, podendo chegar aos 90 centímetros quando em casos mais extremos. O diferencial da harpia é sua garra, capaz de suportar até ¾ do seu peso. Assim, o animal consegue atacar de forma veloz e agressiva, já sabendo que será capaz de carregar a presa para seu lar.

Alimentação da Harpia

A harpia é um animal que pode escolher muito bem a sua alimentação, já que a força do animal e seu modo de vida permitem isso. Assim, é raro que uma presa consiga escapar ilesa a um ataque de gavião. Com uma possibilidade de cardápio tão grande, a harpia costuma comer macacos, aves e preguiças.

O animal gosta de presas que tenham boa oferta de carne e não sejam capazes de esboçar grande reação, como é o caso dos animais citados. Assim, o mais natural é que o ataque de harpia comece com o planejamento por parte da ave.

O gavião foca no animal que deseja matar e traça um plano de como executará a ofensiva, sempre utilizando a sua força de cima para baixo. Depois, a harpia captura a presa em um voo rasante e a leva para o ninho. Em geral, o animal atacado já chega ao ninho exausto depois de reagir bastante no voo. Quando em cativeiro, a harpia é alimentada com ratos, carne e pequenos animais.

Perigos Para a Harpia

Não são muitos os perigos que existem para a harpia na natureza, já que o animal consegue atacar as presas de maneira eficiente e, ademais, não sofre ataques de outros seres. Assim, a harpia acaba por se colocar em um estado bastante seguro. Todavia, isso não quer dizer que não haja ameaças à vida do gavião.

Na realidade, a harpia não está no nível menos preocupante de conservação, o que deveria acontecer pela sua capacidade de força. Quase ameaçada, a harpia vê o seu habitat já muito comprometido por todo o país, em geral pelo avanço das cidades rumo ao interior do Brasil. Atualmente, por mais que esteja espalhada por todo o país, a harpia se encontra mais presente na Floresta Amazônica.

Além disso, quando em área urbana, o gavião costuma ser caçado por representar um perigo para animais domésticos – cachorros e gatos domésticos são ótimas presas para a harpia. Outro ponto preocupante é que existem poucos movimentos de conservação das harpias pelo Brasil, o que é bastante grave. Assim, há muitos exemplares da ave em cativeiros ilegais, fortalecendo o tráfico de animais e representando condições de vida muito negativas para o gavião.

Curiosidades Sobre a Harpia

A harpia, também chamada de gavião-real, pode ainda receber os seguintes nomes: uraçu, uiruuetê, uiraquer e gavião-de-penacho. A diferença de nomes mostra bem como a harpia se apresenta por todo o território nacional. Ademais, a ave é tão forte fisicamente que acaba por ser capaz de erguer um carneiro adulto, se necessário. O animal voa mudando entre batidas de asa agudas e planeio, com um assobio longo que funciona para manter outros predadores distantes do local.

A harpia costuma ser muito paciente antes de realizar um ataque, vendo e ouvindo por muito tempo. Portanto, quando chega o momento de atacar a presa, o gavião o faz de forma feroz e direcionada. Quando a presa é muito grande, muitas vezes a harpia consome parte do animal atacado ainda no local do ataque, levando a carcaça para o ninho apenas em um segundo momento.

Em todo caso, isso depende da harpia em questão e do tamanho do animal atacado, além da distância para o ninho. Pois, como já foi possível notar, a força não é um problema para a harpia. Além do Brasil, a harpia ainda está presente em outros países latino-americanos, como a Bolívia e o México, além de Venezuela, Peru, Colômbia e alguns países da América Central. No fim das contas, o gavião-real é um enorme símbolo do continente.

Veja também

Alimentação do Dachshund: o Que Eles Comem?

O nome dessa raça é Dachshund, mas muitos chamam de salsichinha ou salsicha. É uma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *