Home / Animais / Dromedário Curiosidades e Fatos Interessantes Sobre o Animal

Dromedário Curiosidades e Fatos Interessantes Sobre o Animal

Há animais que somente pela aparência já são bastante curiosos. Como o dromedário, por exemplo, que muita gente por aí ainda confunde com o camelo, inclusive.

Vamos conhecer algumas curiosidades a respeito desse mamífero fascinante?

Perda de Peso por Desidratação

Como bem sabemos, assim como o camelo, o dromedário vive em áreas desérticas, onde a temperatura é elevadíssima, e cujos lugares são bem desprovidos de água potável. Portanto, esses animais desenvolveram um organismo que pode passar muito tempo (muito tempo, mesmo!) sem precisarem beber uma gota de água sequer.

E quando está sem beber água, ele acaba perdendo peso, e diminuindo a sua corcova. Porém, quando finalmente consegue beber água, o seu corpo volta ao tamanho normal de antes.

É qual o motivo disso ocorrer? Simples: diferentes da maioria dos mamíferos, a água presente nos tecidos do dromedário é a primeira a ser eliminada quando o animal começa a ficar desidratado. A grande vantagem disso é que a quantidade de água presente no sangue ainda fica intacta, o que faz com que a atividade vascular não seja alterada.

Dessa forma, nenhum dos órgãos do dromedário é afetado, incluindo aí partes importantíssimas do corpo do animal, como coração, pulmões e na irrigação do cérebro.

E isso tudo sem contar o fato de que ele praticamente não perde água no processo de transpiração, já que a sua temperatura interna não é constante, elevando-se quando o calor está muito grande.

Um dos Maiores Mamíferos Terrestres de Todos

Há muitos mamíferos terrestres enormes, sem dúvida (o elefante é um bom exemplo disso). E, dentre os maiores que existem, o dromedário tem o seu lugar de destaque. Não é pra menos, já que ele pode atingir facilmente três metros de altura se contarmos o alto de sua corcova. E, lembre-se: quanto mais bem hidratado o animal estiver, melhor.

Além disso, ele pode medir cerca de quatro metros de comprimento, pesando mais de 500 kg. Bom ressaltar que todo esse corpanzil é bem usado por tribos nômades, que utilizam o dromedário como animal de transporte de pessoas e de cargas.

Corpo Adaptado para o Deserto

Além de poder ficar sem beber água por muito tempo, o dromedário tem outros atributos que auxiliam na vida ao deserto. Um deles é que os seus joelhos e tornozelos possuem calos que resistem muito bem ao ardor no contato com a areia quente.

Fora isso, ele possui cílios bem compridos que evitam justamente que eles se encham de areia, devido aos ventos fortes. Bom destacar que o ventre do animal também é elevado, o que faz com que ele não entre em contato com a areia no momento em que o dromedário está de pé.

O Dromedário Características

Outra estratégia muito boa para esses animais é que, cada vez que as plantas de suas patas entram em contato com a areia, elas fuçam mais largas, evitando, dessa forma, com que não afundem. E, por fim, o seu pelo muda quando chega a estação da primavera. Dessa forma, o animal só consegue suar em temperaturas superiores a 40°C.

Um Animal Incansável

Se tem algo que caracteriza bem o dromedário é a sua incrível resistência em lugares inóspitos. Pra se ter uma ideia, se for necessário, esse animal pode andar por 16 horas a fio, sem apresentar sinais de cansaço, o que dá, mais ou menos, uns 140 km percorridos diariamente.

Quando está devidamente alimentado e hidratado, o dromedário consegue suportar bem a fadiga que, em outros mamíferos, apareceria bem mais rápido. Com isso, ele pode manter a cadência de uma longa caminhada por cerca de 3 ou mesmo 4 dias seguidos consecutivos, o que dá mais de 500 km.

Porém, isso só é possível para aqueles dromedários de vida selvagem. Para aqueles que são de sela ou de carga, na melhor das hipóteses, vão percorrer “apenas” 50 km por dia. Caso estejam com uma carga de uns 150 kg, por exemplo, a estimativa é de 4 km percorridos a cada hora, podendo manter esse ritmo por 12 horas a fio.

Inquietação no Período Reprodutivo

Geralmente, os dromedários possuem comportamentos calmos e pacíficos a maior parte do tempo. Porém, isso muda um pouco na época de sua reprodução. É nesse momento que os espécimes desse animal ficam bastante nervosos, chegando ao ponto de perderem o apetite, e até mesmo de serem agressivos com outros dromedários.

A fêmea, geralmente, possui cios mais curtos, o que faz com que só aceite o macho por cerca de 3 ou 4 dias. Com uma gestação que dirá em média 12 meses e meio, ela dá a luz apenas a 1 filhote por vez.

A Utilização do Corpo do Dromedário Pelos Seres Humanos

Além de ser um animal de sela e de carga, o dromedário também é usado pelos habitantes de suas regiões para outras finalidades. Por exemplo, a carne dos indivíduos mais velhos é coriácea (ou seja, bastante dura, semelhante a couro), ao passo que a dos jovens é praticamente um regalo (iguaria de grande apreciação).

Já a pele desses animais serve para a confecção de tendas e diversos utensílios, mesmo que o couro em si ele não seja lá muito versátil para a fabricação de muitos objetos. Trabalhado de muitas maneiras, o pelo do dromedário, por sua vez, permite a fabricação de ótimos tecidos.

Outra parte aproveitada é o leite das fêmeas, que é espesso, gorduroso e muito agradável. E, o excremento do animal é um preciso combustível, que é moldado ao sol antes de ser usado para essa finalidade.

Criação Mais ou Menos Fácil

O dromedário é um animal sóbrio na maior parte do tempo, sendo relativamente simples de ser criado (claro, a depender das condições). Por exemplo, eles não são muito exigentes quanto a cuidados mais específicos, porém, eles podem perder as características originais de resistência a depender da forma como são domesticados.

Por exemplo, caso se alimentem com muita frequência e bebam sempre muita água, o organismo deles não desenvolve a resistência suficiente para caminhadas longas nos desertos, onde ele precisará ficar sem comer, nem beber por algum tempo. Ou seja, tudo uma questão de adaptação a regiões mais inóspitas.

Veja também

Husky Siberiano: Curiosidades e Fatos Interessantes Sobre a Raça

Os cães da raça Husky siberiano vem encantando o mundo desde 1925, quando, atrelados a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *