Home / Animais / Contato Com Água de Rato Morto Traz Doença? O que Fazer?

Contato Com Água de Rato Morto Traz Doença? O que Fazer?

Os ratos são mamíferos roedores que podem estar distribuídos em várias famílias taxonômicas, tais como Diatomydae, Cricetidae, Heteromyidae, Bathyergidae e Muridae.

Os ratos são comumente associados à falta de higiene e transmissão de doenças. Ao todo, acredita-se que estes roedores possam transmitir cerca de 30 doenças, dentre as quais as mais comuns são a leptospirose, hantavirose e peste.

A urina e fezes do rato, assim como sua mordida são importante forma de contágio de doenças, contudo, uma dúvida que pode ser recorrente é como com água de rato morto traz doença? E o que fazer nesses casos?

Neste artigo, sua dúvida será respondida.

Então fique conosco e boa leitura.

Principais Doenças Transmitidas pelo Rato

Rato na Água
Rato na Água

A leptospirose é causada por uma bactéria que pode facilmente viver nos rins do rato, dessa forma, sendo transmitida através da urina do animal. Esta doença é encontrada principalmente em áreas de clima tropical (cuja temperatura é ideal para proliferação da bactéria), e com saneamento básico precário (contribuindo para a ocorrência de enchentes). Os sintomas incluem febre, diarreia, tosse e febre; assim como coloração amarela na pele e nos olhos (icterícia) nos casos mais graves.

Mesmo sendo uma doença comumente associada ao frango, a salmonelose também pode apresentar participação dos ratos quanto ao seu meio de transmissão, uma vez que pode ser transmitida pela ingestão de alimentos ou água contaminados por fezes de ratos com a bactéria. Os sintomas incluem náuseas, vômitos, diarreia intensa, febre, fezes com sangue e cefaleia. Esses sintomas podem duram em média de 4 a 7 dias, porém demandam tratamento para melhora do quadro e alívio da intensidade.

Leptospirose
Leptospirose

O Mal de Armstrong é uma doença viral que pode ser transmitida por ratos, por meio das fezes, urina, mordida, ingestão de alimentos infectados, ou até mesmo pelo ar. Também é conhecida como Coriomengite Linfocitari (CML). Seus sintomas incluem sensibilidade à luz, náuseas, dores musculares, rigidez na nuca, sonolência e dor de cabeça.

A hantavirose pode ser transmitida através das fezes, urina e saliva dos roedores, quando estas secreções secam e se misturam à poeira do ar. Quando alguém inala a poeira em ambientes nos quais o vírus esteja presente, principalmente quando esses ambientes são locais fechados, possivelmente é contaminada. A doença pode levar até mesmo 60 dias para manifestar os primeiros sintomas. Possui um alto índice de mortalidade e maior ocorrência em zonas rurais.

A febre da mordida pode ser transmitida através da urina, fezes e saliva de ratos pretos, camundongos ou ratazanas contaminados pela bactéria. Geralmente, cães e gatos também se tornam portadores da doença e podem também infectar seres humanos. Os sintomas incluem calafrios, dores de cabeça, dores musculares, vômito, febre e erupção cutânea. Casos mais graves incluem outros sintomas, como tumores nas articulações.

Febre da Mordida
Febre da Mordida

A peste negra é conhecida por todos nós pelos livros de história. Na Europa do século XIV chegou a matar 25 milhões de pessoas. É transmitida pela picada da pulga do rato contaminado pela bactéria Yersinia pestis. Nos seres humanos, quando a bactéria chega até os pulmões através do sangue, a doença se manifesta. Pode ser transmitida de uma pessoa para outra através do ar ou do muco. Apesar de ser uma doença tipicamente medieval, na atualidade, ainda é possível encontrar focos na Ásia, África, América do Norte, América do Sul e Sudeste da Europa. A doença na fase bulbônica possui (quando não tratada) chance de mortalidade de 50%; e nas fases pneumônica e septicêmicas, essa letalidade se aproxima de 100%.

Como Contrair Doenças de um Rato?

Mordidas: A maioria das doenças relacionadas aos ratos são transmitidas através da saliva, logo tentar matar um rato sozinho ou encurralá-lo não é uma boa escolha, uma vez que o animal pode tentar se defender com uma mordida.

Arranhões: Os arranhões são basicamente feridas abertas que permitem acesso de bactérias e vírus à corrente sanguínea, agilizando a manifestação dos sintomas.

Ar: Vestígios de urina e fezes de ratos devem ser limpos imediatamente (utilizando sempre material de proteção adequado), pois uma vez que secam também se tornam potencialmente perigosos, ao se misturarem com a poeira do ar, facilitando a inalação.

Mordida de Rato na Orelha
Mordida de Rato na Orelha

Contato com fezes e urina: Através do contato/toque com fezes e urinas através de objetos contaminados com excrementos, bem como água contaminada, o individuo está disponível a uma importante fonte de infecção.

Consumo de alimentos infectados: Muitas vezes os excrementos de fezes e urina contaminam alimentos ou água de consumo, os quais quando ingeridos são uma importante fonte para a infecção.

Rato morto: Este tópico você vai conferir abaixo.

Contato Com Água de Rato Morto Traz Doença? O que Fazer?

Sim. Contato com água de rato morto pode transmitir doença. Primeiramente é importante considerar que muito provavelmente este rato tenha urinado na água antes de falecer, assim como liberado as fezes. A pele do animal, bem como o seu pêlo, também são importante fonte de contaminação.

A recomendação é que nunca, nunca mesmo alguém toque um rato morto.

Ratos mortos devem ser removidos com material de proteção adequado, de preferência descartáveis. O local exato no qual o rato estava posicionado também deve ser limpo e desinfetado. É importante que durante o processo de limpeza e desinfecção, bem como utilização e descarte do material de proteção, o indivíduo seja cuidados durante o processo, de modo a não se contaminar.

Controle de Roedores Urbanos

É possível encontrar manuais do Ministério da Saúde dedicados à orientação sobre medidas que a população pode adotar como eliminação de entulhos próximos às residências, correto acondicionamento do lixo, bem como limpeza regular de terrenos baldios.

Nestes manuais também estão previstas medidas governamentais de planejamento que incluem melhora na oferta de saneamento básico e ações de desratização.

*

Agora que você já conhece sobre as primeiras doenças, bem como meios de contaminação para ratos; nossa equipe o convida a continuar conosco para visitar também outros artigos do site.

Aqui há muito material de qualidade nos campos da zoologia, botânica e ecologia de um modo geral.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

Grupo Kelldrin. Ratos, doenças transmitidas e cuidados. Disponível em: < https://kelldrin.com.br/roedores/ratos-doencas-transmitidas-e-cuidados/>;

Insect Control. Doenças transmitidas por ratos. Disponível em: < https://www.insectcontrol.com.br/blog-doencas-transmitidas-por-ratos/>;

Veja também

Meu Cachorro Está Estranhando Todo Mundo. E Agora?

Os cachorros ganharam enorme importância na vida das famílias brasileiras. Esses animais se tornaram tão …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *