Home / Animais / Comportamento do Bicho Preguiça, Hábitos e Modo de Vida

Comportamento do Bicho Preguiça, Hábitos e Modo de Vida

Comportamento do Bicho Preguiça

Animais mamíferos, reclusos, que gostam de um estilo de vida extremamente solitário, principalmente os machos da espécie. Embora sejam carismáticos e tranquilos, não sobrevivem como animais domésticos e muitas vezes quando capturados acabam falecendo por tristeza, entre outros motivos.

Gostam de dormir, muito, de 12 a 20 horas por dia, ficando de cabeça para baixo em árvores e troncos, se segurando pelas suas unhas espessas e grossas que também servem como mecanismo de defesa quando predadores atacam e para disputa em época de reprodução como forma de mostrar força e disputar a fêmea.

Fora isso, são muito tranquilos e só descem a terra para fazerem suas necessidades, inclusive são muito educados e enterram os excrementos como maneira de não liberar odores e atrair seus predadores que geralmente são os felinos como onças.

Gostam de flores mais úmidas e próximas de praias e são vistos facilmente em litorais brasileiros e por toda América. Sua caça é constante pois existem apreciadores de sua carne ou que gostam de tê-lo em seus lares como animal de estimação.

No Brasil, existe apenas a preguiça-de-coleira em situação vulnerável, porém na América Central, a preguiça anã já exige certa atenção e cuidados para que seu sumiço não seja por completo. As demais espécies vistas também no Brasil e países vizinhos como Venezuela, não são alvos de atenção embora a preservação de seu habitat natural entre outras responsabilidades ambientais sejam dever de todos desde já.

Hábitos do Bicho Preguiça

Alguns hábitos curiosos e diferentes devem ser mencionados do primo próximo do tamanduá. Poucos sabem que esses animais não são próximos dos macacos e sim dos tamanduás e tatus por conta das unhas e metabolismo, esqueleto, entre outras diferenciações que unem esses tipos e espécies.

  • Alimentação

A maioria dos bichos preguiças não se alimentam de frutas e legumes sim somente de folhas. Mas, algo é singular entre todos, eles não precisam de água para sobreviver e a retiram das plantas o suficiente para sua sobrevivência. Apesar desse contraste são excelentes nadadores, mas o fato de não precisarem de água é ótimo para sua preservação já que em terra firma são os animais mais lentos do mundo.

Bicho Preguiça Comendo uma Planta
Bicho Preguiça Comendo uma Planta
  • Reprodução

Os machos brigam entre si, e emitem sons como meio de chamar atenção das fêmeas. Após a disputa, eles acasalam nas árvores e se separam. As fêmeas ficam com os cuidados sozinha da gestação e cuidados dos filhotes até os 9 meses, amamentando durante um mês inclusive.

  • Simbiose

    Bicho Preguiça na Árvore
    Bicho Preguiça na Árvore

Poucos sabem, mas seus pelos e as árvores tem correlação e são muito importantes para o ecossistema, já que a coloração meio esverdeada desses animais é por conta de algas e folhagens que surgem pelo seu corpo e servem posteriormente de alimentos para insetos como mariposas e até mesmo pássaros, sendo a principal função desse animal no meio ambiente.

Modo de Vida do Bicho Preguiça

Como vimos acima, o bicho preguiça possui uma vida bem calma e comum, sendo alvo de predadores felinos facilmente quando não está entre as alturas devido a sua lentidão. Essa lentidão acontece porque seu organismo possui um metabolismo lento e por conta disso precisa mesmo em ambientes tropicais e quentes de muitas horas de sono.

As quedas de temperatura inclusive podem ser fatais para esses animais, já que não teriam horas suficientes para que ele pudesse hibernas e ao mesmo tempo ingerir a quantidade necessária de energia para que seu corpo não paralisar por completo.

Anteriormente, em 1500 antes de Cristo, foram encontradas preguiças gigantes de até três metros de alturas em cavernas espalhadas pelo Brasil e em Cuba. Isso mesmo que apesar de toda lentidão entre os processos de vida e adaptação desse mamífero, ele evoluiu para que tivesse o tamanho de hoje e pudesse se segurar entre as árvores como maneira de fugir de seus inimigos naturais.

Além das questões ambientais, sua presença é essencial para estudos de evolução e espécies antigas já que a preguiça é um dos primeiros mamíferos do mundo. Segundo algumas análises, esses animais possuem emoções, e podem até mesmo ter uma respiração mais carregada quanto estão deprimidos, sendo um dos fatores de não serem levados desnecessariamente para ambientes domésticos.

Gostam de se pendurar em cipós quando estão em horários mais ativo, geralmente a noite, e podem fazer trocas de troncos dessa maneira, sendo uma característica similar a dos macacos.

Outras Curiosidades Sobre os Preguiças

Bicho Preguiça Deitado na Grama
Bicho Preguiça Deitado na Grama

A existência de um mamífero tão peculiar por si só já é uma curiosidade da natureza, porém muitas informações interessantes são formadas acerca de seu mundo.

  • As fezes das preguiças são estercos para árvores, já que quase não possuem bactérias e malefícios por se alimentarem de forma limpa e pura.
  • A gestação da preguiça pode durar até 11 meses.
  • Ela carrega os filhotes nas costas assim como animais mais evoluídos como chimpanzés.
  • Seu sistema digestivo é similar ao de vacas, bois, entre outros animais ruminantes que possuem a flora adequada para processo de apenas matos e capins e depois uma evacuação mais pura desses nutrientes.
  • Não possuem dentes incisivos e nem esmaltes em seus dentes, então utilizam os lábios que são mais firmes para contarem folhas e mastiga-las.
  • Conseguem girar a cabeça até 270º graus já que possuem 9 vertebras no pescoço, a maioria possui apenas 7.
  • Seu corpo possui a temperatura idêntica à do ambiente em que encontra.
  • Os filhotes embora tomem o leite da mãe, já comem folhas desde a primeira semana de existência.
  • Existem dois tipos de preguiça: as menos evoluídas em que sua maioria foi exista que possui dois dedos em suas mãos e as preguiças mais populares que possuem 3 dedos.
  • Os machos das preguiças possuem testículo interno, assim como os ovários femininos.
  • Seu peso varia depois de adulta de 3 quilos até mesmo 12, e sua altura pode ser maior do que um metro.

Para saber mais sobre os bichos preguiças e mais uma diversidade incrível de mamíferos e toda sua história e habitat, continue acessando o Mundo Ecologia e não esqueça de deixar nos comentários se você já viu uma preguiça ou qual curiosidade você gostou mais!

Veja também

Ficha Técnica do Pica-Pau: Peso, Altura, Tamanho e Imagens

Os pica-paus são aves cuja nomeação deriva de uma prática comum: o ato de tamborilar, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *