Home / Animais / Ficha Técnica do Bicho Preguiça: Peso, Altura, Tamanho e Imagens

Ficha Técnica do Bicho Preguiça: Peso, Altura, Tamanho e Imagens

Bicho Preguiça

Esse animal bem fascinante e engraçado, retratado em filmes pelo seu modo devagar e lento, é famoso pelo mundo todo, porém só existe entre as Américas. Vive em árvores, pendurados, dorme cerca de 12 a 20 horas todos os dias e só descem ao chão para fazerem suas necessidades cerca de uma vez por semana ou menos.

Não bebem água, fato bastante peculiar, mas que faz sentido já que a caminhada em câmera lenta até rios e lagos seria fatal para sua sobrevivência. Ela tira essa substância das frutas, plantas e legumes que ingere sendo o suficiente para sua vida em tranquilidade.

Um dos fatos que fazem com que esse animal esteja em extinção é que só consegue procriar e parir apenas um filhote por vez que demanda cuidados e atenção assim como todos os mamíferos. No Brasil e no mundo, muitas espécies hoje em dia só podem ser vistas online ou em livros, pois foram extintas. Esse animal é bem antigo, tendo surgido pouco tempo depois do desaparecimento dos dinossauros.

Inclusive seu esqueleto, método de sobrevivência, entre outras características são bem rústicas e relembram animais antepassados e por conta da sua evolução ser mais devagar que a devastação de seu habitat natural por conta da industrialização, esse animal tem sofrido ataques frequentes principalmente por responsabilidade humana.

Ficha Técnica do Bicho Preguiça

Pode ser considerado um animal de tamanho médio, pesando cerca de 4 a 10 quilos dependendo da espécie e podendo medir de 60 centímetros a um metro. Sua pelagem é meio esverdeada pois entre seus pelos se produz algas entre outras folhas que servem de alimentos para borboletas, mariposas, entre outros pássaros e insetos.

É um animal totalmente solitário, e gosta de ficar escondido entre as árvores, geralmente comendo folhas, frutos e obviamente dormindo. Antigamente, segundo pesquisadores e estudos, chegou a existir preguiças de até três metros de altura.

Bicho Preguiça Fotografado de Perto
Bicho Preguiça Fotografado de Perto

Embora seja muito caçada para ser levada para habitats domésticos não credenciados pelo governo, elas podem morrer por conta disso, pois estranham o habitat, além de ser vendida para produção de artefatos com seus pelos e unha principalmente que algo que chama atenção e é de grande utilidade desde filhote já que esse animal depende delas para se segurar a mãe e depois as árvores.

Não fazem mal a nenhum animal, embora possam usar de suas unhas para se defenderem se necessários. Seu principalmente predador são os felinos como tigres, onças e leões. Algumas possuem hábitos noturnos e outras possuem hábitos diurnos dependendo muito da espécie e localização.

Bicho Preguiça no Brasil

Graças a trabalhos de preservação e de estudos, a maioria das preguiças presentes no nosso território nacional estão classificadas como menos preocupante. Algumas delas são:

  • Preguiça-comum: como o próprio nome diz é a espécie mais famosa e mais tradicional, presente em florestas tropicais como as brasileiras. Mesmo assim é caçado para ser vendido de forma ilegal como animal doméstico. A pelagem de seu corpo é marrom a amarela e seu rosto possui pelos escuros, como se o animal estivesse de máscara.
  • Preguiça-de-coleira: animal nativo do Brasil, principalmente da região nordestina, na Bahia e do Sudeste, como Espirito Santos e Rio de Janeiro. Gosta de florestas mais úmidas e por conta disso está em localizações que possuam praias. É o único classificado como vulnerável graças a destruição de seu habitat. Possui pelos marrons a pretos em seu pescoço, como se realmente o animal estivesse de coleira.
  • Preguiça-real: de pelo mais acinzentado e hábitos noturnos, essa preguiça não está em risco de extinção, embora também seja caçada. Seu rosto possui pelagem mais clara que o restante do corpo e seu tamanho é mediano.

No Brasil, embora os felinos como as onças sejam os predadores naturais, as ações humanas são as principais preocupações para sobrevivência dessa espécie já que sua reprodução e crescimento são bem lentos assim como os mamíferos em sua maioria e por conta de isso querer muitos cuidados de observação e manutenção de árvores, entre outros locais que possam ser destruídos.

Preguiças em Extinção

Atualmente, embora já tenham sumido milhares de espécie como algumas preguiças de dois dedos e a preguiça gigante que sumiu pouco antes do aparecimento de Cristo em cavernas, as atuais também correm sérios riscos em relação a natureza a devastação de árvore, principal local que elas usam para reprodução, se alimentarem e dormirem, além da venda ilegal do animal para consumo como alimento ou até mesmo como animal de estimação.

É o caso da preguiça anã que não é mais encontrada no Brasil e está considerada em alertas de extinção segundo pesquisadores, entre outros profissionais preocupados da área.

Preguiças Em Cima da Árvore Sentado
Preguiças Em Cima da Árvore Sentado

Se as medidas cabíveis não forem tomadas desde já, o mesmo pode ocorrer com as espécies descritas acima em nosso território e terem seu desaparecimento. No caso, além de servirem de pesquisa de nossos antepassados pois é um animal antigo que evoluiu principalmente em relação ao seu tamanho para sobreviver a atualidade, também possui papel importante na natureza para alimentação de insetos, entre pássaros menores e até mesmo como comida de onças, entre outros felinos cumprindo o papel da cadeia alimentar.

Curiosidades Sobre as Preguiças

O animal em si já é bastante curioso e ninguém diz que faz parte da família dos tatus por exemplo, já que sua pelagem e presença em árvores faz com que esses animais sejam relacionados com os macacos, porém, são bem distantes.

  • Além dessa curiosidade, as preguiças podem viver de 30 a 50 anos, sendo um tempo considerado comum entre os mamíferos e se analisarmos seu metabolismo lento e vida pacata.
  • Está em primeiro lugar dos animais mais lentos do mundo em solo, sendo mais devagar até mesmo que as lesmas.
  • Os bichos preguiças são excelentes nadadores.
  • As mães só amamentam seus filhotes por um mês, porém, eles ficam próximos delas por até 10 meses.
  • Os machos só aparecem para acasalar e depois não possuem nenhum cuidado com os filhotes ou com a fêmea.
  • Os bichos preguiças sentem angústia e tristeza e demonstram isso modificando sua respiração.
  • Conseguem girar a cabeça mais que o normal, em até 270º graus.

Para saber mais sobre esse mamífero tão curioso e outras espécies, continue acessando o Mundo Ecologia!

Veja também

Tudo Sobre a Raça de Cachorro Pug: Características e Fotos

Tudo o que podemos falar sobre a raça de cachorro pug é que ela é …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *