Home / Animais / Como se Chama o Sistema de Locomoção dos Equinodermos?

Como se Chama o Sistema de Locomoção dos Equinodermos?

Você já se perguntou como os equinodermos se movimentam? Como eles se locomovem embaixo da água? Eles são animais que nos causam muitas curiosidades, tendo em vista suas características peculiares e incomuns para nós humanos. 

Os equinodermos são, majoritariamente seres que vivem nas profundezas marinhas e são encontradas em grande quantidade por lá. 

Nesse post, vamos mostrar as principais características dos equinodermos, como eles se movimentam embaixo da água, como funciona a sua reprodução e muito mais. Confira! 

Você Conhece os Equinodermos? 

Os equinodermes são caracterizados por animais que possuem espinhos que cobrem praticamente todo o seu corpo. O próprio nome já nos indica isso, pois “echinos”= espinhos e “dermos” = pele. Logo, podemos classificar determinadas espécie nesse amplo grupo de seres marítimos. 

Estão entre os equinodermos as estrelas do mar, o pepino do mar, os ouriços, os lírios do mar, a bolacha do mar, entre muitos outros. É uma amplo grupo, denominada cientificamente como Echinodermata. Dentro dessa Filo, estão presentes diferentes famílias e mais de 5.000 espécies. 

Eles possuem tamanho variado, cada qual com a sua característica e determinadas peculiaridades. Sendo assim, eles são conhecidos por apresentarem o endoesqueleto, ou seja, um esqueleto interno. Além disso, é possível notar a presença de um disco central onde dá origem aos “braços” que podem ser variados. Uma peculiaridade interessante do animal está no fato dele conseguir regenerar partes do seu corpo que foram prejudicadas. 

Equinodermos

Geralmente, a parte dorsal dos equinodermos possuem muitos espinhos, são poucas as espécies que não são dotadas desta caraterística. Os espinhos servem sobretudo para a proteção do animal e também ajudam na sua locomoção. Algumas espécies possuem espinhos com toxinas. 

Além disso, eles possuem um sistema hidrovascular, responsáveis pela circulação sanguínea do animal, ele é formado sobretudo pelos seus canais ambulacrais. É um incrível sistema, pois quando a água chega, ele conduz para todos os braços e são capazes de regular a pressão interna. Ele ajuda na locomoção do animal. 

Quando falamos do seu sistema nervoso, ele é caracterizado por ser radial simples, ou seja, uma rede de neurônios toda conectada sem a presença de um órgão central. Além disso, eles possuem “anéis” nervosos próximos a boca. Esses nervos são responsáveis por coordenar movimentos dos equinodermos. 

Lembre-se, os nervos coordenam os movimentos, mas quem é responsável pela locomoção do animal são outros outros órgãos. Quer saber quais são? Confira logo abaixo! 

Equinodermos: Sistema de Locomoção

O sistema de locomoção dos equinodermos funciona da seguinte maneira: Devido aos seu pés ambulacrais, presente dentro do sistema hidrovascular (citado acima). Tal sistema é dotado de uma conexão entre canais presentes no interior do corpo do animal, o canal é caracterizado devido a presença de líquidos que assemelham-se a água marítima. 

Conhecida como ampola bulbar, uma parte do corpo dos equinodermos é responsável por levar o líquido até os pés ambulacrais. Ela se contrai e é capaz de “irrigar” os pés do animal. 

Os pés ambulacrais são caracterizados como uma projeção corporal do equinodermo. O seu “pé” é então alongado até conseguir contato com o substrato (rochas) no qual ele deseja se fixar, isso acontece devido a ventosa presente que auxilia na fixação. Acontece que os pés ambulacrais pressionam o líquido do celoma presente para contraí-los e assim acontece a movimentação e fixação. 

Para soltar-se, os equinodermos retiram o seu pé ambulacral e dessa forma o fluido celomático retorna para a sua cavidade original. E o animal volta a locomover-se nas profundezas marítimas. 

São animais que causam muitas curiosidades em nós, pois são pouco conhecidos. Quer saber mais a respeito dos equinodermos? Confira algumas curiosidades logo abaixo! 

Curiosidades sobre os Equinodermos

Eles são dotados de características únicas, são seres do reino animal que nos impressionam devido às suas peculiaridades. Confira algumas delas a seguir!

Seres Únicos

Os equinodermos possuem uma característica única em todo o reino animal. Eles são dotados de simetria radial ou seja, o seu corpo é desenvolvido e formado a partir de cinco partes idênticas, cada qual com o seu órgão interno. Todas essas partes são unidas através de um único ponto, onde todas estão conectadas. 

Nenhum outro ser vivo no planeta terra possui tais características, por isso os equinodermos nos surpreendem. 

Ausência de Olhos e Cérebro

Os equinodermos não possuem olhos, nem cérebro. O que constitui o seu sistema nervoso são redes de canais conectados entre todos os membros do animal. São seres sensíveis, dotados de características únicas. 

Muitos deles, possuem pontos de luz em partes do seu corpo, principalmente nas extremidades e isso faz com que percebam as diferentes variações de iluminação embaixo da água. Sendo assim, de modo algum eles ficam perdidos, já que tais pontos de luz “guiam” os equinodermos em diferentes situações.  

Curiosidades sobre os Equinodermos

Alimentação

A alimentação dos equinodermos também é algo muito curioso. Eles se alimentam majoritariamente de moluscos, pequenos animais e também algas. Alguns são carnívoros, como a estrela do mar e outros herbívoros, que se alimentam apenas das algas marítimas. A maioria dos equinodermos possuem boca, esôfago e estomago. 

O fato curioso é que em alguns casos, como o da estrela do mar, após a alimentação (que é capturada pelos pés do animal) ela consegue liberar o seu estômago após a refeição. Vale destacar que o estômago está presente apenas nos equinodermos carnívoros. 

Classes de Equinodermos

Os equinodermos são divididos em cinco principais classes, sendo elas: 

Echinoidea: Onde estão presentes os ouriços, bolachas do mar e o coração do mar; 

Echinoidea

Asteroidea: Estão presentes nessa classe a estrela do mar, sendo que existem mais 1.500 espécies. 

Asteroidea

Ophiuroidea: Dentro dessa classe são classificados os ofiuros, as estrelas serpentes e também a estra cesto. 

Ophiuroidea

Crinoidea: Animais com o corpo semelhante a um cálice, os lírios do mar são os mais famosos dessa classe que conta com mais de 600 espécies. 

Crinoidea

Holothuroidea: Os pepinos do mar são os mais conhecidos da classe, porém, ela conta com mais de 6 famílias e ainda mais de 1.500 espécies. 

Holothuroidea

Concentricycloidea: Classe a qual as Margaridas do mar estão presentes. Existem pesquisadores que não classificam esta classe devido às características distintas das demais. 

Concentricycloidea

Gostou do artigo? Compartilhe com seus amigos e amigas nas redes sociais!

Veja também

Comportamento do Marisco, Hábitos e Modo de Vida do Animal

Por definição, mariscos ou frutos do mar seriam algumas espécies de moluscos ou crustáceos de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *