Home / Animais / Como Criar Minhocas Gigantes: Benefícios, Produção e Pesca

Como Criar Minhocas Gigantes: Benefícios, Produção e Pesca

Você já pensou em ter a sua própria criação de minhocas gigantes? Poucos sabem, mas elas podem nos proporcionar enormes benefícios.

E o melhor, por serem pequenas e viverem basicamente em baixo da terra, ocupam pouquíssimo espaço e podem ser criadas em áreas pequenas, até mesmo dentro de casa.

Floricultores, paisagistas, jardineiros, horticultores e pescadores utilizam-na em seus respectivos trabalhos, seja para adubação, com o famoso “húmus de minhoca” – este que é muito benéfico para a terra e para o desenvolvimento das plantas –, ou mesmo para a pesca esportiva, plantações, hortas ou para a construção de belíssimos jardins.

Neste artigo vamos tratar destes pequeninos seres, de suas principais características e hábitos;  além de dicas de como reproduzi-las e como criar minhocas gigantes. Confira!

Conhecendo as Minhocas Gigantes

A minhoca gigante também é conhecida como Gigante Africana; o nome deriva do local de origem do animal, respectivamente do Oeste Africano.

Devido aos seus benefícios, conquistaram inúmeros produtores e logo foram exportadas para diferentes países do globo. Hoje ela se encontra em praticamente todos os continentes, exceto nas regiões polares.

Cientificamente, ela é conhecida como Eugrilues Eugeniae, e está presente no filo dos Anelídeos, família Eudrilidae e na subclasse Oligochaeta, onde também fazem parte muitas outras minhocas, sobretudo da África e de regiões quentes.

Uma minhoca africana adulta pode alcançar até os 30 centímetros, mas não necessariamente chegam neste tamanho, pode variar entre 10 cm e 30 cm; já o seu peso é de 2 gramas, em média.

Elas crescem muito rápido, desenvolvem-se e se reproduzem com muita facilidade. E o que nos chama atenção é o acelerado crescimento que as minhocas californianas (ou vermelhas) – que também existem muitas criações para a produção do húmus – e as minhocas gigantes possuem.

E pode ter certeza, elas seriam consideradas pragas se não fossem tão benéficas para os jardins, para as hortas e diversas plantações. Conheça agora alguns dos benefícios que estes pequenos – porém incríveis –, animais nos proporcionam.

Benefícios das Minhocas Gigantes

Poderíamos nos perguntar: “Mas por que criar minhocas?”. Bom, por que apenas pelo fato de existirem, elas já são capazes de realizar feitos benéficos para nós e para o local onde vivem. Confira!

  • Produção de Húmus

Eis aqui um dos maiores benefícios da criação de minhocas gigantes, seja comercial ou doméstica, podendo ser utilizados na compostagem. Basicamente devido a sua digestão, elas liberam restos de matéria orgânica e dão novas características para a terra.

Esta terra modificada é o húmus de minhoca, ou seja, um adubo natural, riquíssimo em matéria orgânica, com muitos nutrientes, além de fosforo, nitrogênio, potássio, cálcio e muito indicado para quem deseja cultivar inúmeras culturas e variedades de plantas.

Minhoca Gigante no Chão
Minhoca Gigante no Chão
  • Pesca

Para quem pesca e precisa de muitas iscas, uma ótima alternativa é criar minhocas. A minhoca gigante, devido ao seu alto valor proteico, seu tamanho e sua fácil criação é altamente indicada para pescadores.

Outro fator importante é não usar espécies nativas que estão em extinção, como o minhocuçu e sim aproveitar o rápido desenvolvimento e criar as minhocas gigantes para usa-las na pescaria.

  • Alimentação de Outros Animais

As minhocas gigantes são grandes se comparadas com outras espécies de minhocas, porém, perto de outros animais são pequeninas.

E por apresentarem alto valor proteico, fácil adaptabilidade e mobilidade adequada, elas podem ser usadas para a fonte de alimentação de inúmeras outras criações, ou de apenas outros animais. Como por exemplo: pássaros, tanques ou criação de peixes, rãs, etc.

  • Melhora a Qualidade da Terra

Elas são ótimas para a terra e para o ambiente onde vivem, além do húmus, o adubo natural, elas descompactam a terra.

Isso mesmo, muitas vezes a terra fica muita compactada e dificulta a infiltração de água. A minhoca, como locomove-se “furando” a terra, ela descompacta e faz “caminhos” em baixo do solo, facilitando a drenagem e consequentemente melhorando a qualidade do terreno.

Agora que você já sabe os benefícios, confira estas dicas para a criação de minhocas gigantes!

Como Criar Minhocas Gigantes

  • As Minhocas

O ideal é que você comece a criação com poucas minhocas, em um espaço médio de 2 m².  Você pode adquiri-las na própria internet ou com criadores; feito isso, adéque-as em um canteiro cerca de 2 litros de minhocas.

1 litro de minhoca é igual a 400 minhocas, em média, mas fique atento ao tamanho do local que irá cria-las.

  • Local

Deve ser limpo, e regularmente cuidado, para que outros animais não se aproximem e acabem com a sua criação. Você pode usar tanto placas de madeira, como alvenaria.

Evite a grama próxima ao minhocário, variações de temperatura e muitas minhocas no mesmo local podem prejudicar sua criação.

Outro fator que merece atenção é o tamanho do local, este deve ser proporcional com a quantidade de minhocas. Deve ser em área plana, mas não totalmente, se não acontece o acumulo de água. Manter a umidade em 75%.

Homem Segurando Uma Minhoca Gigante
Homem Segurando Uma Minhoca Gigante
  • Temperatura

As minhocas vivem bem em temperaturas médias; não se adaptam ao calor extremo, muito menos ao frio.

Desta maneira, temperatura entre 20° a 28° são ideais para sua criação.

  • Alimentação

E o que comem as minhocas? Elas comem basicamente restos de vegetais e esterco.

Você pode procurar por folhas secas, capim, grama, matéria orgânica e frutas

Uma dica é realizar a compostagem, fazendo uma pilha de aproximadamente um metro. Deixe em cima por um tempo e depois revire para modificar e arejar. Desta forma, a minhoca será muito bem alimentada e se reproduzirá com facilidade

  • Reprodução

Elas se reproduzem incrivelmente rápido, capazes de dobrar a população em apenas alguns meses.

E sempre precisam do macho e da fêmea para gerar os casulos, elas não praticam a autofecundação. Desta maneira, depois de 50 dias, o casulo eclode e gera a minhoca.

  • Coleta do Húmus e das Minhocas

    Húmus de Minhoca
    Húmus de Minhoca

Você ira perceber com facilidade quando estiver pronto, pois as minhocas africanas colocam o húmus na parte superior do canteiro, quando reparar que já existem quantidade consideráveis é hora de realizar a coleta.

Separe as minhocas manualmente ou com peneiras, capturando-as e separando-as do húmus.

Estas foram algumas dicas para a criação de minhocas gigantes. Uma maneira fácil e divertida de criar um animal que faz bem para a terra e para nós.

Continue acompanhando as postagens do site!

Veja também

Caranguejo Guajá Características e Fotos

O caranguejo guajá (nome científico Calappa ocellata) é uma espécie encontrada na costa brasileira, mais …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *