Home / Animais / Ciclo de Vida do Vombate: Quantos Anos Eles Vivem?

Ciclo de Vida do Vombate: Quantos Anos Eles Vivem?

Já ouviu falar do simpático vombate? Bem, trata-se de um marsupial australiano encontrado em áreas tropicais e montanhosas daquela região.

Por não ser muito conhecido, sabe-se bem pouco sobre dele, especialmente, de seus hábitos gerais. E, entre o que se sabe, está o seu ciclo de vida, ou seja, quantas anos vive.

A seguir, falaremos mais a respeito desse e de outros assuntos relacionados a este interessante e raríssimo animal.

Algumas Características Básicas Desse Animal

Também conhecido como fascólomo em Portugal, o vombate é um quadrúpede meio que atarracado, que mede cerca de 1 metro de comprimento. Sua cauda é curta e grossa, e a coloração de sua pelagem pode variar entre o bege e o marrom. ou mesmo do cinza ao preto.

Possui dentes incisivos e poderosas garras. Ambos os “instrumentos” servem para cavar túneis e tocas em seus habitats. Já com relação a outros marsupiais, este aqui é distinto, pois a abertura de sua bolsa é virada para trás, o que acaba sendo bastante útil na hora da fêmea cavar suas tocas, pois assim a terra não bate no filhote.

Características do Vombate
Características do Vombate

Possuem basicamente hábitos crepusculares e noturnos, mas, em raras ocasiões, aventura-se em dias que estejam nublados ou frios também. Por sinal, é o tipo de animal que dificilmente é visto, deixando apenas as evidência de que esteve em determinada região, especialmente por conta do formato em cubos de suas fezes, que são bem característicos.

Em se tratando de alimentação, esses animais são totalmente herbívoros, comendo gramíneas, ciperáceas, ervas, cascas de árvores e raízes, o que ele consegue bem devido aos seus dentes incisivos, ótimos para roer qualquer coisas, especialmente as plantas e suas cascas que tanto adora.

Como e a Reprodução e o Ciclo de Vida do Vombate?

As fêmeas desse tipo de marsupial dão a luz a apenas um único filhote durante a primavera. Isso acontece após um determinado período de gestação, que, como acontece com todo marsupial, pode variar de espécie para espécie. No caso do vombate, por exemplo, a sua gestação dura, em média, cerca de uns 21 dias.

Quando o filhote de vombate nasce, ele não mede mais do que uns 2 cm de comprimento, não possuindo pelos e tendo uma pele muito fina. Ou seja, é totalmente incapaz de se manter quente sozinho, precisando do auxílio da mãe. E é aí que entre a tão famosa bolsa dos marsupiais.

Ciclo de Vida do Vombate
Ciclo de Vida do Vombate

Dentro de sua bolsa (que chamamos de marsúpio), o filhote ficará protegido por aproximadamente uns 7 meses. Já, após 15 meses de vida, os filhotes são desmamados, e, três meses depois, eles chegam à maturidade sexual. Em, se tratando do seu ciclo de vida, eles podem viver até 15 anos na natureza, e 20 em cativeiro.

Filhotes fêmeas, em geral, ficam mais tempo com as mães do que os machos. E, só lembrando ainda que em cativeiro, raramente, os vombates dão a luz, mesmo que nesses lugares eles vivam um pouco mais de tempo do que na natureza, o que dificulta ainda mais a preservação desse animal.

Importante dizer que a fêmea desse animal dá a luz geralmente na primavera, como já dissemos anteriormente, mas, a gestação do vombate pode acontecer a qualquer época do ano.

Alguns Predadores Naturais que Podem Encurtar o Ciclo de Vida Desse Animal

De um modo geral, destaque-se que o vombate é um marsupial que não possui muitos predadores na natureza, com exceção daqueles que são introduzidos em seus habitats, como cães selvagens e raposas.

Quando percebe que existe alguma ameaça, ele imediatamente se esconde na toca mais próxima que estiver à disposição, e nela, ele se defende meio que esmagando a cabeça do predador em questão contra o teto ou mesmo a parede da toca em que está.

O Animal Vombate
O Animal Vombate

Outra ameaça a esse animal são algumas doenças. O vombate é um tipo de marsupial bem suscetível a infecções bacterianas, que, por sinal, podem ser bem difíceis de tratar quando estão em cativeiro. Acaba sendo mais simples o animal se curar ,na natureza, com a ferida ficando cicatrizada em contato com a terra.

Em cativeiro, inclusive, outras doenças foram encontradas nesse animal, como diabetes, artrite, câncer, asma e pneumonia, mas ainda se tem um conhecimento bem limitado sobre essa questão.

Durante o seu Ciclo de Vida, Esses Animais são Perigosos para os Seres Humanos?

Por se tratarem de seres noturnos, são frequentemente encontrados por pessoas. Por serem animais fortes, e rápidos (podem correr a cerca de 40 km/h), é comum que eles assustem alguém que esteja passando pelo seu habitat de maneira despercebida.

No entanto, em estado selvagem, os ataques de vombates são bem raros. Investidas desses animal contra seres humanos acontecem com mais frequência em cativeiros, especialmente, contra seus criadores. Até mesmo porque quando filhotes, esses marsupiais são bem dóceis, algo que pode mudar bastante na vida adulta.

Em caso de acidentes (principalmente, mordidas), o mais recomendável é limpar imediatamente as feridas, e enfaixá-las, e talvez seja necessário tomar uma injeção contra o tétano.

Preservação da Espécie

Se tem uma coisa que pode encurtar não somente o ciclo de vida de um espécime de vombate, mas também populações inteiras desse bicho, é a interferência do homem no habitat desses animais.

Tanto é que, além das doenças que citamos anteriormente, e que são comuns a esse marsupial, ele também está começando a sofrer de uma enfermidade chamada de sarna sarcóptica, introduzida em território australiano por meio de atividades diversas do homem.

O problema é que só muito recentemente veterinários têm descoberto formas de combater essas doenças em animais nativos. Fora ainda o fato de que pouco se sabe a respeito desse animal, seja de sua fisiologia, seja de seu comportamento como um todo.

Importante destacar ainda que muitos parques, zoológicos e instituições do tipo lá na Austrália possuem vombate como atrações, sendo uma espécie bastante popular nesses lugares.

E, isso faz também com que fiquem suscetíveis a outras doenças, ou mesmo que, como forma de defesa, ataquem alguém, mesmo que o resultado final seja apenas um simples susto, o que não deixa também de ser estressante para o animal em questão.

Veja também

Animais que Começam com a Letra F: Nomes e Características

A fauna animal é diversa de A a Z. A numerosa quantidade de espécies, filos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *