Home / Animais / Ciclo de vida da Perereca: Quantos Anos Elas Vivem?

Ciclo de vida da Perereca: Quantos Anos Elas Vivem?

Os anfíbios são normalmente animais inofensíveis, porém que causam muito desconforto e até nojo. São eles os sapos, rãs e pererecas, e muitos tem inclusive dificuldade para conseguir distinguir esses animais, que realmente, são bastante parecidos. No post de hoje, iremos focar em um desses animais: a perereca. Falaremos sobre suas características gerais, e explicaremos o ciclo de suas vidas, quanto anos elas vivem e várias outras informações. Continue lendo para aprender mais!

Características Gerais da Perereca

A perereca é um animal anfíbio, que faz parte do grupo chamado anuros, juntamente com seus parentes rãs e sapos. A principal diferença, e característica da perereca é que ela é pequena, quase sempre menor que os sapos e as rãs. Existem muitas espécies desse animal, e muitas delas podem ser encontradas no Brasil. Existem algumas, que há muitos e muitos anos são utilizadas pela população indígena em suas medicinas tradicionais para os mais variados tratamentos. Seu habitat natural é em regiões úmidas e com vegetação.

Perereca em Cima de Uma Folha

Alguns casos, pode-se encontrá-las dentro de casas, quando costumam se esconder. Mas são em maioria, inofensivas! Outra diferença de seus colegas, é que as pererecas vivem em árvores, e não em lagoas. Para isso, na ponta de seus dedos, existem algumas ventosas, que lhe permitem conseguir fixar-se em superfícies verticais, fazendo com que possam subir nas árvores e também em paredes. Entre seus dedos, elas possuem as membranas interdigitais. Essas membranas funcionam como um tipo de estabilizador para os saltos feitos pelo animal, alguns chamam até de asas.  Um problema que as pererecas vem sofrendo, é em relação a destruição de seu habitat e também a poluição das águas. Sua importância para nós e para todo o sistema em que vivemos é enorme, pois a partir de sua alimentação, mantém-se o equilíbrio ecológico.

Fotos de Pererecas

Elas, trabalham no controle da quantidade de insetos e pragas. Imagina se não tivéssemos as pererecas e seus parentes se alimentando de insetos, o quanto mais teriam? Infelizmente, algumas espécies brasileiras já estão sendo consideradas extintas, mas há tempo de mudarmos. Sua pele precisa estar sempre úmida, isso para que seja permeável. Essa permeabilidade deve existir devido ao fato de ela ter a respiração cutânea, ou seja, a respiração é feita pela pele. A partir dos gases da respiração, que deve entrar pela mesma. Por estar com uma pele sempre úmida, as pererecas podem ficar sujeita a diferentes tipos de agentes infecciosos, o que fez com que elas se desenvolvessem ao longo dos milhares de anos da toda a sua evolução, alguns antibióticos. Esses antibióticos são secretados pelas próprias glândulas da pele. Em relação a sua alimentação, como falamos anteriormente, as pererecas tem a alimentação similar a de seus parentes sapos e rãs. Comem pequenos animais invertebrados, como insetos e aranhas.

Ciclo de vida da Perereca: Quantos Anos Elas Vivem?

A existência da perereca é extremamente antiga. De acordo com pesquisadores, os anfíbios surgiram entre 200 e 300 milhões de anos atrás. Isso já que encontraram fósseis e pegadas dos primeiros anfíbios que dizem ser do início do Período Devoniano. A história vai muito além, já que são acreditados de darem vida à vida em terra. E como mostramos, continuam sendo importantes responsáveis até hoje por toda a manutenção da vida no planeta Terra.  Os anfíbios foram se desenvolvendo com o passar do tempo, criando-se novas espécies e subespécies, criando então a distinção entre as pererecas dos sapos e das rãs. Outro fato importante, é que os anfíbios anuros, grupo da perereca, foram os primeiros animais com cordas vocais dos terrestres. Outro grande ponto para eles!

Reprodução das Pererecas

Em relação ao ciclo de vida da perereca, a sua reprodução ocorre através de uma competição entre os machos para ver qual deles será escolhido pela fêmea. E isso ocorre através da competição de quem coaxa mais alto. Nos anfíbios, sempre somente os machos coaxam, que tem o único objetivo de atrair a fêmea. Existe um caso, bastante engraçado, que são das pererecas oportunistas. Em algumas espécies, o macho fica parado sem coaxar, próximo de outro macho que tem uma coaxado alto e intenso. Esse macho que está coaxando, tem muitas chances de conseguir ser um pretendente de uma fêmea. Porém, o que não está finge que é ele, e consegue entrar na disputa para conquistar a fêmea e realizar o acasalamento.

O acasalamento ocorre em córregos e riachos, eles precisam de água para se reproduzir. E é por isso que a poluição dos ambientes aquáticos pode acabar gerando a extinção de diversas espécies de pererecas no mundo. Assim como os sapos e as rãs, que possuem todos uma reprodução semelhante, a perereca se reproduz por meio de ovos. A partir dos ovos, nascem os girinos que se tornam filhotes na água, até se desenvolverem ao ponto de conseguirem sair da água e serem realmente pererecas adultas. A expectativa de vida de uma perereca ainda é uma dúvida constante, mas acredita que podem chegar a viver até 20 anos na natureza! Um número semelhante a suas parentes, as rãs. Algumas espécies tem expectativa de vida maior ou menor, dependendo também do habitat em que está inserida. Esperamos que o post tenha te ajudar a entender e aprender um pouco mais sobre a perereca, seu estilo de vida, características gerais, e o ciclo de vida, assim como quantos anos elas vivem. Não esqueça de deixar seu comentário nos contando o que achou e também deixar suas dúvidas. Ficaremos felizes em ajudá-los. Você pode ler mais sobre pererecas, anfíbios e outros assuntos de biologia aqui no site!

Veja também

Marreco de Pequim: Características, Hábitat e Nome Científico

O marreco de Pequim é considerado uma das principais raças atuais de marrecos, ao lado …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *