Home / Animais / Castor Curiosidades e Fatos Interessantes Sobre o Animal

Castor Curiosidades e Fatos Interessantes Sobre o Animal

Os castores podem ser animais muito curiosos, já que possuem modo de vida bastante único. A principal característica dos castores, por exemplo, é bastante interessante e algo que coloca esse tipo de mamífero em um nível exclusivo: a construção de diques e barragens. Porém, castores não fazem apenas isso ao longo de todo o dia e, na verdade, possuem um modo de vida ainda mais completo e interessante. Antes de tudo, é necessário deixar claro que os castores não são todos iguais.

Portanto, há diversas espécies desse animal pelo mundo, com muitos detalhes que não são compartilhados por outras espécies do roedor. Todo o cenário faz com que o castor seja ainda mais agraciado por muitas pesquisas de comportamento, o que leva a um grande conhecimento por parte da humanidade acerca do modo como os castores encaram a vida. Caso você queira se aproximar da área na qual está situado o ninho do castor, provavelmente será atacado de maneira agressiva.

Adicionalmente, uma boa forma de saber que está perto do ninho do animal é a partir do cheiro de urina, muito mais forte conforme aumenta a proximidade em relação à casa do mamífero. Porém, essa é apenas uma das curiosidades que existem no universo dos castores. Quer conhecer todas? Veja tudo logo abaixo.

Castores Nadam?

Por mais que muitas pessoas nunca tenham sequer refletido sobre o assunto, o que leva ao desconhecimento sobre a situação, os castores são ótimos nadadores. Dessa maneira, caso veja um castor em um rio ou lago, saiba que o animal realmente possui habilidades muito complexas quando se trata do nado.

Na verdade, o mais comum é que o castor se movimente muito mais em ambientes aquáticos do que em cenários terrestres, já que o mamífero enxerga rios e lagos como locais mais seguros para a sua locomoção. Isso acontece, entre outras coisas, pelo fato de os castores possuírem muitos predadores em potencial.

Ademais, em alguns momentos até mesmos outros castores podem atacar o ninho, gerando brigas que só costumam acabar quando um dos envolvidos morre – castores entendem a invasão do seu território como uma ameaça de guerra. Em todo caso, o grande ponto é que o castor sabe nadar, podendo ficar por até 15 minutos abaixo da superfície em alguns casos; todavia, isso depende da espécie em questão, já que existem animais diferentes em partes distintas do Hemisfério Norte.

O Que Come Um Castor?

O castor é um animal que come com muita frequência, como é possível ver a partir do seu corpo pesado e inchado. Logo, é muito natural que o mamífero tenha estoques de alimentos em seu ninho, sobretudo quando o inverno se aproxima – em geral, castores têm dificuldade de movimentação nos momentos mais agudos do inverno.

De forma mais específica, o natural é que um castor consuma vegetais, o que moldou a anatomia dos seus dentes ao longo do tempo. Assim, castores, possuem os dentes alongados, mas sem grandes pontas, pois a necessidade do animal não é rasgar o alimento, mas triturá-lo. Além disso, é muito comum que um castor morda madeira com frequência, em um movimento que serve para desgastar os dentes.

Castor se Alimentando
Castor se Alimentando

Isso se faz necessário porque os dentes superiores do castor podem crescer tanto ao ponto de perfurarem a parte inferior da boca do mamífero, o que causa a morte de alguns castores a cada ano em todo o planeta. Portanto, desgastar os dentes é essencial para impedir o problema. Por fim, os dentes também se desgastam conforme os castores mordem madeira para construir diques e fazer represas, pois é preciso ter pequenos gravetos para formar grandes barreiras.

O Ninho do Castor

O castor é um animal que defende muito bem o seu território. Dessa maneira, é preciso ter um ninho bem equipado e produzido para ser capaz de se esconder dos principais predadores.

Esse ninho pode ser feito em dois locais diferentes, a depender do tipo de castor e do ambiente que se tem ao redor. É possível que o castor faça sua casa sobre as águas, logo acima da represa, como se fosse uma ilha. Porém, é também possível que o animal construa o ninho ao lado do rio ou lago, de forma a ter mais segurança contra eventuais períodos de cheia. Por outro lado, o ninho na parte externa do rio também deixa o animal mais exposto ao ataque de predadores, assim como às ofensivas de outros castores.

Ninho do Castor
Ninho do Castor

No ninho, sempre feito com restos encontrados e pedaços de madeira, o grande objetivo é armazenar comida e manter os filhotes. Em geral, já considerando os filhotes, os ninhos podem ter de 8 a 10 indivíduos, sendo que, na maior parte do tempo, nem todos estão juntos ao mesmo tempo no local. A depender da forma como é construído, o ninho do castor pode ser bastante elegante e muito bonito.

Características Físicas e Hábitos dos Castores

Os castores possuem um modo de vida bastante único, até mesmo pelo fato de estarem sempre expandindo os seus diques – nos casos mais extremos, um dique de castor pode chegar a alguns quilômetros de extensão. Assim, é muito natural que o animal mantenha o contato social apenas com os membros do seu grupo, sem se aproximar tanto de outros castores.

Na realidade, como já explicado, o encontrado entre castores costuma ser o começo de uma luta que durará até a morte de um deles. Já quanto aos detalhes físicos, castores podem ser pesados, podendo chegar aos 30 quilos. Para os padrões dos roedores, os castores são muito grandes. Além disso, o animal pode nadar por cerca de 1 quilômetro quando em correnteza tranquila, podendo ficar cerca de 15 minutos abaixo da superfície.

Vale ressaltar que a cauda é uma parte muito importante do corpo do castor, pois serve para auxiliar o nado e ainda funciona como uma espécie de pá, de forma a fazer com que o animal possa ter mais facilidade quando precisa agrupar e aglomerar seus pedaços de maneira. De qualquer maneira, o castor é um dos animais mais populares do Hemisfério Norte e atrai a atenção das pessoas por conta das suas curiosidades.

Veja também

Quais as Raças Que Deram Origem ao Bulldog Francês?

O Bulldog Francês tem origem do cruzamento entre os cães da raça Terriers Pequenos, e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *