Home / Animais / Cachorro com Latido Estranho o que é? E Latido Fino?

Cachorro com Latido Estranho o que é? E Latido Fino?

Uma das principais características dos cães é o seu latido. Por isso, quando eles latem de uma maneira estranha, pode ser um indicativo de que o animal esteja passando por algum problema.

Mas, o que fazer em situações assim?

Uma Forma de Comunicação

Da mesma maneira que os gatos miam quando querem “dizer” algo, os cães fazem o mesmo quando latem. É a forma que encontraram para se comunicarem, sejam entre eles, sejam com outros animais (incluindo nós, humanos).

É através do latido que os cachorros podem expressar diversos sentimentos, como alegria, tristeza, ou até mesmo estresse. Essas vocalizações podem, inclusive, servir para alertar de algum perigo, como, por exemplo, a entrada de um ladrão em casa.

Já, quando existe algum problema com o animal, é comum ele latir de maneira excessiva, constante. Quando o dono tenta parar o latido, muitas vezes, só piora, pois o cão pode entender como um incentivo a continuar.

Em geral, os cães que latem o tempo todo são aqueles que passam mais tempo fora de casa. De alguma forma, isso pode ser estressante para o animal. A solução mais simples, nesse caso, é tirar o cachorro do lado de fora da residência, e colocá-lo para dentro, ou deixá-lo em um lugar fora da casa, mas, contanto, que seja mais abrigado.

Uma dica fundamental, inclusive, é não gritar quando o seu cachorro estiver latindo incessantemente. Isso acaba funcionando como um estímulo para o animal. Portanto, fale com voz grave e firme para ele, sem nunca gritar. Também não é recomendável recompensar ou distrair o cão enquanto ele late.

Latido com Rouquidão: o que Seria?

Assim como nós, os cães apresentam alguns sintomas claros quando estão com algum tipo de doença. Por exemplo: quando estamos com gripe, é normal que a nossa voz fique “diferente”, mais rouca. Pois bem, com os cachorros pode acontecer o mesmo. A rouquidão no latino do seu pet pode ser um indicativo de alguma enfermidade de ordem respiratória, como a gripe.

Porém, é bom ficar atento a outros sintomas, para ver qual o diagnóstico mais preciso. Por exemplo, a rouquidão pode ser um sintoma de estresse, em especial, quando o cão fica muito tempo preso, ou, por um longo período sem ver o seu dono.

Outra questão (e, essa com bem menos incidência, mas é uma possibilidade) é que o animal pode estar ficando velho, principalmente se em toda a sua vida ele sempre apresentou algum problema de ordem respiratória.

Há também o fato de haver obstruções provocadas por alimentos, mucosas, ou qualquer outra coisa que o cão tenha colocado na boca.

O ideal é que se o seu pet apresentar rouquidão na hora de latir, é bom procurar um veterinário, pois, geralmente, a solução do problema pode ser mais simples do que você imagina.

E, Quanto ao Latido Fino? Há Algum Problema Nisso?

Quando um cachorro de “voz” mais grave começa a latir de maneira mais fina, geralmente, é porque ele latiu muito, e, ao invés de ficar rouco (como acontece com alguns), acabou ficando com uma voz mais “aguda”.

E, assim como pode acontecer em alguns casos de rouquidão, esse problema pode ser decorrente de estresse, algo que pode ser resolvido ao fazer mais atividades com o seu pet, evitando, assim, que ele fique excessivamente ansioso.

Como interpretar os latidos de maneira correta?

Da mesma forma que é importante identificar quando o seu cão está com um latido estranho do habitual, também é imprescindível saber o que pode significar cada vocalização do cachorro. Por isso, vamos enumerar aqui algumas possibilidades para orientar você a interpretar melhor o que o seu pet pode estar querendo “dizer”.

Latido curto e agudo – um cumprimento amigável, usado para saudar alguém, ou outro animal. É o tipo de latido comum quando o dono do cão chega em casa.

Latido curto em tom baixo – é o pressentimento do perigo do animal, principalmente, diante de acontecimentos novos e estranhos.

Cachorro Latindo Estranho
Cachorro Latindo Estranho

Latido descontinuado – é sinal de grande entusiasmo ou felicidade. Pode ser um pedido para passear ou brincar.

Latidos repetitivos e insistentes – são geralmente emitidos por cães adestrados, pois significa que encontraram algo (ou alguém).

Outros tipos de latidos – quanto mais velos, mas os cães latem com intensidade. Muito disso é ocasionado pela surdez.

Uivos e Grunhidos

Além dos latidos, há outros ruídos que os cães fazem e que representam diversas situações. É o caso do uivo, por exemplo, que, geralmente, quer dizer que o cão está com alguma dor. Uivos longos e contínuos tendem a significar que o animal está com medo ou com alguma espécie de dor, ao mesmo tempo em que um gemido de um filhote pode dizer que ele está carente de atenção e afeto.

Já os grunhidos são os sons menos comuns emitidos pelos cães, mas quando acontecem, também têm os seus significados. Por exemplo: um grunhido suave, em tom baixo, pode ser sinal de ameaça, com o animal dizendo que quer espaço. Já, um grunhido-latido em tom baixo para outro animal (também pode ser outro cão) tende a significar desconfiança.

Fazer essas interpretações não é difícil, até mesmo porque esses sons, geralmente, vêm acompanhados de expressões faciais do cão.

Algumas Dicas Úteis

Seja para evitar latidos excessivos, ou simplesmente para cuidar da saúde do seu pet, fazendo com que ele não emita nenhum latido um pouco mais estranho, o ideal é ter uma rotina com ele, ajudando tanto na sua saúde física, quanto mental.

Uma boa dica é ter uma rotina muito bem estabelecida com ele, tipo todo dia (se possível) fazer uma caminhada com ele sempre pela manhã, ou sempre no final da tarde. Ajuda bastante também você não fazer “drama” toda vez que precisar sair e for se despedir do seu cão. Inclusive, caso possa, deixe um rádio ligado ao sair, ou alguma outra coisa do tipo, pois isso diminui a sensação de solidão do animal.

E, por fim, mantenha o cachorro ocupado quando você se ausentar. Isso pode ser feito através de brinquedos especiais, colocados sempre ao alcance dele.

Assim, o seu cão será um pet saudável e alegre, e dificilmente fará algum latido muito fora do comum.

Veja também

Comportamento das Maritacas, Hábitos e Modo de Vida

A variedade de animais em nossa fauna é tão grande que, por vezes, é necessária …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *