Home / Animais / Anatomia Do Camarão, Morfologia E Nome Cientifico

Anatomia Do Camarão, Morfologia E Nome Cientifico

Os camarões estão cada vez mais presente na alimentação de muitos brasileiros e outros povos. Isso porque é possível realizar diversos pratos com esse animal como principal. Muitos sabem sobre seu gosto, e até um pouco de suas características, mas você realmente conhece sobre o corpo dele? No post de hoje iremos falar um pouco mais sobre o camarão, sua anatomia, morfologia e também sobre seu nome científico.

Características Gerais Do Camarão

O termo camarão veio do latim e do grego, e significa basicamente caranguejo do mar. Esses animais são crustáceos e podem ser encontrados tanto em água salgada quanto em água doce, dependendo da espécie. Seu corpo físico é caracterizado por ter um abdome longo, e um corpo comprimido em sua lateral. Seu tamanho é pequeno e costumam medir em torno de 3 centímetros de comprimento, não passando muito disso.

São muito procurados para a pesca e aquacultura, sendo atividades econômicas muito fortes e presentes, com um alto valor comercial em relação a esse animal. De acordo com a Fishstat Plus, em 2002 houve a captura no mundo todo de 2.843.020 toneladas de camarões marinhos.

Anatomia e Morfologia Do Camarão

Como falamos anteriormente, esse animal é pertencente da classe dos crustáceos, uma classe marcada pela característica de possuir um exoesqueleto duro, feito de quitina. Essa cutícula tem como função proteger o animal, e também inserir sua musculatura por baixo. O corpo desse animal é divido em duas partes: cefalotórax e abdômen. Outras características são que possuem um aparelho digestivo completo, que significa possuírem duas entradas, a boca e o ânus; além de possuírem sexos separados.

Em sua classificação também descobrimos que fazem parte do filo dos artrópodes, juntamente com outros animais como os insetos. Em relação a esse filo, podemos dizer que todos possuem sistema nervoso com gânglios cerebrais bem desenvolvidos. Por isso, o órgão de sentidos fica na sua cabeça, popularmente chamado de antena. Outro órgão localizado na cabeça é o coração.

O cefalotórax possui uma única peça, também chamada de carapaça, que termina um pouco antes de um prolongamento em forma de espinho, chamado de o rostro, ao lado do qual se inserem os pedúnculos oculares. Cada segmento desse animal possui um par de extremidades, exceto no primeiro segmento. Suas duas primeiras antenas possuem função tanto táctil quanto olfativa. Possui um par de mandíbulas, no qual se abrem pela boca, e também dois pares de maxilas que trabalham para a mastigação. Nas maxilas, há três maxilípedes, que são estruturas que colaboram para segurar e manipular o alimento, levando-os até a mandíbula.

Cefalotórax
Cefalotórax

Nas extremidades do cefalotórax, como falamos possuem estruturas, também chamadas de patas locomotoras. São no total 5 pares de patas, que são conhecidas pelo nome pereiópodes. O segundo par é o mais desenvolvido, pois é dotado de uma pinça, corretamente denominado quela, terminal. Já no abdômen, as extremidades são chamadas de pleópodes, e servem especificamente para a se locomoverem na água (nadar) e para a incubação dos ovos deixado das fêmeas. No último par de pernas, há a formação de um leque caudal, que por sua especificação garante uma locomoção mais rápida desse animal para trás.

No abdômen podemos notar que ele é bem articulado, e cada segmento é recoberto pelo tergo, uma placa dorsal. Enquanto que nos machos elas se ligam formando as pleuras e ficam assim, nas fêmeas, essas pleuras se prolongam para baixo, o que acaba cobrindo suas extremidades e forma uma câmara incubadora.

Alguns dos órgãos presentes no camarão são: estômato, gônodas, coração, hepatopâncreas (glândulas digestivas, trabalham para o armazenamento de substâncias de reserva), além de estômago, ânus e boca. Quanto a circulação, assim como a maioria dos artrópodes, é aberta. Ou seja, seu sangue flui pelo corpo pelas lacunas e vasos sanguíneos. Seu sangue tem coloração azul, devido a presença da hemocianina que é um pigmento respiratório.

Em relação ao aparelho reprodutor, nos machos, ele é constituído por um par de testículos, sacos espermáticos e glândulas androgênicas. Enquanto que nas fêmeas, elas apresentam apenas dois ovários e dois ovidutos. A respiração do camarão é branquial, e suas brânquias ficam em duas séries, localizadas em ambas as laterais do cefalotórax. É a partir dessas brânquias que há a excreção da amônia. Uma outra forma de regular nesse animal são as glândulas antenais, que regulam a concentração de água e íons dentro do corpo.

Uma curiosidade interessante sobre os camarões é que eles são capazes de se comunicar através da emissão de bolhas de ar. É algo que somente eles entendem entre si.

Classificação e Nome Científico Do Camarão

Os camarões são animais que fazem parte da ordem dos Decapoda, ou seja, que possuem dez patas. Nessa ordem também podemos encontrar as lagostas e os caranguejos. Dentro dos decápodes ainda temos uma outra divisão, que é de acordo com a estrutura de suas brânquias e dos apêndices, além da forma de desenvolvimento das larvas. Os camarões com brânquias ramificadas e que não incubam seus ovos ficam na subordem Dendrobranchiata. Enquanto que todos os outros camarões, as lagostas, caranguejos e alguns outros animais ficam na Pleocyemata.

  • Reino: Animalia (Animal);
  • Filo: Arthropoda (Artrópodes);
  • Subfilo: Crustacea (Crustáceos);
  • Classe: Malacostraca;
  • Ordem: Decapoda (Decápodes);
  • Subordens existentes: Caridea, Penaeoidea, Sergestoidea, Stenopodidea

Esperamos que o post tenha te ajudado a entender e aprender um pouco mais sobre o camarão, sua anatomia, morfologia e nome científico. Não esqueça de deixar seu comentário nos contando o que achou e também deixar suas dúvidas. Ficaremos felizes em ajuda-los e responder todas as dúvidas. Você pode ler mais sobre camarões e outros assuntos de biologia aqui no site!

Veja também

Curiosidades da Chinchila e Fatos Interessantes

A chinchila é um animal bonitinho que pertence à família dos roedores. Em geral, existem …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *