Home / Animais / Alimentação Do Silky Terrier Australiano: O Que Eles Comem?

Alimentação Do Silky Terrier Australiano: O Que Eles Comem?

Originário da Austrália, no século XIX, o Silky Terrier Australiano foi criado para ser um cão de companhia. É um animal elegante, com pelagem sedosa que se apresenta super alegre e afetuoso, além de ser muito curioso e sociável. Conheça um pouco mais esse animal e também o que eles comem.

Origem E História Do Silky Terrier Australiano

O Silky Terrier Australiano é oriundo da Austrália, na Tasmânia. É a primeira raça de cães que foi reconhecida como nativa do país. Acredita-se que sua origem se deu da mistura entre as raças Terriers mais antigas que já foram extintas. Do mesmo modo, se acredita que outras raças como Yorshire Terrier, Cairn Terrier e Terrier Escocês também se originaram dessa raça mais antiga.

Estudos realizados dizem que o Silky Terrier Australiano é descendente do cão conhecido como Terrier de pelo duro, o qual já foi extinto. Inicialmente, o Terrier australiano foi apresentado com o nome de Australian Rough Coated Terrier no ano de 1868, na cidade de Melbourne. Devido sua cor e sua pelagem, passou a ser chamado de Broken Coated Terrier. Entretanto, apenas em 1897 que ele foi nomeado como Silky Terrier Australiano e passou a integrar exposições em 1899.

O Terrier Australiano foi criado com a intenção de ser um cão de companhia, porém ao longo do tempo perceberam que ele tinha talento para caça, principalmente de roedores.

Características Do Silky Terrier Australiano

O Terrier Australiano é um animal muito rápido e compacto que apresenta um tamanho conhecido como “toy”. Seu corpo é baixo e suas pernas são fortes, é mais comprido que alto. Suas orelhas são pequenas e erguidas, em formato de “V”. Sua pelagem é fina, sedosa e brilhante, de cor cinza azulado e fogo, e pode medir cerca de 15 centímetros de comprimento.

A cabeça desse cão é longa e um pouco mais curta na parte entre os olhos e o nariz. O focinho dele é preto e os olhos são de cor amêndoa com uma expressão ardente e afiada. Essas características dos olhos ficam mais evidentes quando o animal coloca em prática seus talentos, principalmente quando mata um roedor. Sua cauda fica firme e para cima o tempo todo, porém, em alguns lugares, é permitido que a cauda seja cortada.

Seus pés são delicados, fazendo com que o cão ande como um gato. A pelagem do rosto geralmente é cortada, enquanto que a pelagem do corpo deve ser longa e cortada apenas quando estiver muito comprida. Isso exige uma certa manutenção através de banhos e escovação frequentes.

Dentre suas principais características estão:

  • Curioso
  • Amável
  • Dócil
  • Companheiro
  • Ativo
  • Enérgico
  • Gosta de brincar
  • Gosta de viajar
  • É um bom caçador de roedores
  • É apegado ao dono
  • Dedicado
  • Sociável
  • Convive bem com crianças
  • Pode ser criado com os gatos
  • Atrevido
  • Teimoso
  • Autoconfiante

Alimentação Do Silky Terrier Australiano

Esse cãozinho pode ser alimentado exclusivamente de ração, sendo que deve se tomar cuidado nas quantidades.

Até 1 ano de idade, o cãozinho é considerado filhote, assim, nesse período, deve ser oferecido cerca de 75 a 95 gramas de ração por dia. Após o primeiro ano, o Terrier australiano já é considerado adulto, então a quantidade de ração fica entre 65 e 85 gramas por dia.

As quantidades citadas são as recomendadas por padrão para a raça. Porém, é preciso considerar o peso do animal e o seu tamanho para que seja dada a quantidade correta de ração. Também é importante observar a embalagem do produto e manter uma dieta balanceada para o animal, pois a raça tem tendência à obesidade e, em casos de não cuidado isso pode afetar a saúde do animal.

Silky Terrier Australiano Comendo
Silky Terrier Australiano Comendo

Não é recomendado alimentar o pet com restos de comida, pois isso causa diversas consequências no corpo do cão. Como ele é um animal que gosta de acompanhar seu dono, ao vê-lo comendo irá querer comer a comida dele. Por isso é importante que, desde a decisão de ter um Terrier Australiano você o treine para que ele obedeça às ordens e horários, para que possa manter uma rotina saudável para ele.

Também é importante deixar água fresca sempre disponível para o pet, além de leva-lo ao veterinário algumas vezes durante o ano para acompanhar o estado de sua saúde.

Saúde E Cuidados

Durante toda sua vida, o Terrier australiano costuma ser muito saudável e livre de problemas de saúde ou doenças. Porém, assim como qualquer cãozinho, ele está suscetível a determinadas patologias e também a possibilidade de má formação dos joelhos. Também se sabe que essa raça possui grande tendência de desenvolver diabetes, porém não se sabe ao certo o motivo.

Quanto aos cuidados com seu Terrier Australiano, é preciso acostumá-lo desde pequeno aos banhos e escovação. Também é importante, desde filhote, mexer com suas patas, pois elas são muito sensíveis. Outra coisa que deve se acostumar a fazer é cuidar e olhar sempre dentro das orelhas e boca do animal desde pequenos. Assim, eles vão se acostumando e o cuidado fica mais fácil.

Uma forma de fazer tudo isso e ainda trazer experiências positivas ao animal é dando recompensas e encher o animal de elogios, assim ele sentira que isso é um habito normal de sua vida, aceitando todo o processo mais tranquilamente.

O Terrier Australiano precisa ter seus dentes escovados ao menos duas vezes na semana, para remoção de bactérias e tártaros. Quando realizada diariamente, ajuda a melhorar o hálito do animal e a gengivite, além de evitar a perda de dentes precocemente. Além disso, as unhas do animal devem ser cortadas pelo menos duas vezes por mês e ainda deve conferir as orelhas uma vez por semana a fim de identificar sujeira, vermelhidão ou mau cheiro, que pode ser sinal de infecção.

Por último, mas não menos essencial, está o cuidado com a pelagem do Terrier australiano. Como são duros e longos devem ser escovados quase que diariamente, tanto para desembaraçar como para retirar a camada morta. A escovação também é importante para estimular a produção de óleos naturais que ajudam a deixar o pelo mais brilhante. A tosa do excesso de pelos da face é recomendada a cada três meses e deve ser um hábito constante.

Veja também

Traça-das-Roupas: Características, Nome Cientifico e Fotos

A traça-das-roupas, de nome científico Tineola bisselliella, conhecida por atacar as vestimentas em armários e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *