Home / Plantas / Nomes de Árvores Frutíferas com Fotos

Nomes de Árvores Frutíferas com Fotos

A natureza é repleta de uma flora maravilhosa, com as mais variadas espécies de árvores que você possa imaginar. É o caso das frutíferas, por exemplo, que, como o próprio nome já diz, são árvores que dão frutos, e que podem muito bem servir de alimento (ou não) para os seres humanos.

Vamos listar, a seguir, algumas delas, muitas já bastante conhecidas entre a população.

Jabuticabeira (Nome Científico: Plinia cauliflora)

Eis aqui um tipo de frutífera que resiste bem a baixas temperaturas (inclusive, a geadas), e que ainda pode servir de árvores ornamental para um jardim ou calçada, alcançando cerca de 10 m de altura. É um tipo de árvore que precisa de muita água para sobreviver, principalmente, no verão. Uma espécie, por sinal, que prefere muito mais o sol à sombra. Seus frutos são bastante doces.

Amoreira (Nome Científico: Morus nigra)

Sendo uma espécie rústica, essa árvore frutífera consegue se adaptar aos mais diversos tipos de solo. No entanto, ela tem um ponto fraco: sofre com a falta de umidade. Portanto, ela não sobrevive em solo seco demais. Porém, ela não precisa levar luz direta do sol, no entanto, seus galhos crescerão diretamente na direção dele. Também pode ser útil como uma bonita árvore ornamental.

Amoreira
Amoreira

Romãzeira (Nome Científico: Punica granatum)

Esse é um tipo de árvore frutífera que se dá muito bem em vasos, tanto é que muitos a usam para belíssimas “bonsais”. Um tipo de árvore que precisa de água constantemente, principalmente quando o solo estiver muito seco. É também um tipo de frutífera que precisa de bastante luminosidade. Além dos frutos, a floração da romãzeira é belíssima.

Uvaieira (Nome Científico: Eugenia uvalha)

A árvore da uvaia chega a 13 m de altura, e é tipicamente brasileira, sendo nativa da nossa Mata Atlântica, mais precisamente nos estados de Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.  O aroma de seu fruto é suave, sendo bastante rico em vitamina C. O problema é que ele amassa, oxida e ressaca com muita facilidade, e é justamente por isso que não o encontramos em supermercados.

Coqueiro-Jerivá (Nome Científico: Syagrus romanzoffiana)

Sendo uma palmeira nativa da Mata Atlântica, essa árvore (também conhecida como baba-de-boi) dá uma fruta muito apreciada por animais, como papagaios, , e que também pode ser consumida por humanos, desde que se tenha paciência para descascá-la e comer sua amêndoa.

Coqueiro-Jerivá
Coqueiro-Jerivá

Cagaiteira (Nome Científico: Eugenia dysenterica)

Proveniente do cerrado, essa árvore frutífera pode chegar a 8 m de altura, com um fruto de polpa suculenta e ácida. Mesmo que o sabor seja agradável, a chamada cagaita não pode ser consumida em grande quantidades, visto que a fruta possui um poderosos efeito laxativo. Ainda assim, ele tem algumas boas atribuições medicinais, bem como um suco rido em vitamina C e antioxidantes.

Cagaiteira
Cagaiteira

Guabiroba-Verde (Nome Científico: Campomanesia guazumifolia)

Importante árvore frutífera silvestre, a guabiroba-verde possui frutos bastante doces, e o melhor: comestíveis. Quando maduro, esse fruto pode ser consumido normalmente, e ainda pode ser aproveitado para sucos, e até mesmo sorvetes. A árvore mede cerca de 7 m de altura, e é bastante exuberante e bonita como um todo.

Cambucizeiro (Nome Científico: Campomanesia phaea)

árvore da Mata Atlântica, ela chega a ficar em perigo de extinção devido ao uso de sua madeira para diversos fins, além do crescimento urbano exacerbado. Inclusive, o cambuci era um fruto tão popular em São Paulo que chegou a dar a nome a um dos bairros da cidade. A espécie, então, voltou a ser preservada, recentemente, e, hoje, o seu fruto, que é bem adocicado e rico em vitaminas, pode ser apreciado por aí. O fruto, por sinal, pode ser usado para diversas outras comidas, como  geleias, sorvetes, sucos, licores, mousse, sorvetes e bolos.

Cambucizeiro
Cambucizeiro

Pitombeira (Nome Científico: Talisia esculenta)

Estamos falando aqui de uma árvore brasileiríssima, bastante popular na região Nordeste, principalmente devido aos seus frutos saborosos. A árvore chega a medir 12 m de altura, e a frutificação dela se dá entre os meses de janeiro e abril, muitas vezes, estendendo-se até o mês de junho. Os frutos surgem cachos e, geralmente, são consumidos in natura, sendo bastante ricos em vitamina C, além de possuírem propriedades antioxidantes. A árvore é rústica e exige poucos cuidados, sendo uma ótima espécie para recompor áreas devastadas.

Pitombeira
Pitombeira

Mangabeira (Nome Científico: Hancornia speciosa)

Típica da caatinga e do cerrado brasileiro, essa árvore possui um tronco que pode atingir quase 10 m de altura. A frutificação dela é entre abril e outubro, e o fruto é do tipo “baga”, que precisa ser consumido nem maduro. o seu fruto é doce e ácido, e pode ser consumido in natura, ou na forma de outros produtos, como doces, geleias, sorvetes, sucos, vinhos, e até mesmo licores, Sendo uma espécie de árvore frutífera bastante rústica, a maior parte das pragas que a acomete se dá na fase de viveiro. A árvore prefere áreas abertas, sem sombras.

Mangabeira
Mangabeira

Cajueiro (Nome Científico: Anacardium occidentale)

Nativa das regiões litorâneas do Nordeste brasileiro, essa árvore frutífera, em geral, tende a formar grandes bosques. No entanto, é bom ressaltar que o cajueiro se desenvolve hoje também no semi-árido, em vales e ao longo de rios, no Norte e Nordeste brasileiros. Essa árvore possui uma copa ampla, e de onde é extraída uma resina de seu caule para finalidades industriais. O fruto verdadeiro do cajueiro é cinza quando maduro, encerrando em uma amêndoa, que chamamos de castanha-de-caju. Já, o pseudofruto é o caju propriamente dito, que é riquíssimo em vitamina C, entre outros nutrientes.

Cajueiro
Cajueiro

Mangueira (Nome Científico: Mangifera indica)

Essa conhecidíssima árvore possui em tronco largo, e o seu comprimento pode chegar a 30 m de altura. O seu fruto possui uma polpa que pode ser consumida in natura, Tanto a manga é uma das mais importantes frutas tropicais existentes, como a mangueira é largamente usada em paisagismo.

Mangueira
Mangueira

É preciso, contudo, evitar de colocar mangueira em vias públicas e estacionamentos, pois a queda das seus frutos pode danificar carros e sujar as ruas. Essa árvore precisa de muito sol e solo fértil, não tolerando, inclusive, frio excessivo, ou até mesmo ventos e geadas.

Veja também

Asessippi Lilas

Asessippi Lilás: Curiosidades e Fatos Interessantes Sobre a Flor

Asessippi Lilas O Asessippi lilás é um tipo de arbusto de grande tamanho com folhas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *