Home / Plantas / Magnollia Stellata: Características, Nome Científico e Fotos

Magnollia Stellata: Características, Nome Científico e Fotos

Este belo arbusto espesso, de crescimento lento, tem um primeiro porto arredondado antes de se espalhar. As flores brancas em estrela, delicadamente perfumadas, com muitas pétalas estreitas, abertas desde o início até o meio da primavera. Eles aparecem antes das folhas verdes decíduas, estreitas e médias.

Magnollia Stellata: Características, Nome Científico e Fotos

Esta árvore tem 4 a 6 m de altura e largura na maturidade. Árvores mais jovens têm crescimento oval vertical, mas se tornam redondas com a idade. As flores em forma de estrela 7-10 cm, com pelo menos 12 extremidades, pétalas delicadas são levemente perfumadas e cobrem a planta nua no final do inverno ou início da primavera, antes do aparecimento das folhas.

Há uma variação natural na cor da flor, que varia do branco ao rosa rico; o tom da rosa também muda de ano para ano, de acordo com o brilho e a temperatura da noite anterior e durante a floração. As folhas oblongas têm 10 cm de comprimento e 4 cm de largura. Eles mudam de verde claro para verde escuro à medida que envelhecem e amarelo antes de cair no outono.

Estas magnólias dão frutos com cerca de 5 cm de comprimento que abrem no início do outono. Os galhos jovens têm uma casca marrom, enquanto os troncos têm uma casca lisa cinza-prateada. Estas plantas têm raízes carnudas espessas, que estão bastante próximas da superfície e não toleram muita perturbação.

Depois de ser introduzida na década de 1860 nos Estados Unidos, essa espécie foi amplamente cultivada na América do Norte e registrada como uma planta invasora em alguns lugares. É também um arbusto ornamental comumente cultivado na Europa. Foi introduzido no Reino Unido em 1877 ou 1878, provavelmente por Charles Maries.

Frio extremo podem danificar as flores. O arbusto prefere um solo pesado, profundo e ácido e meia sombra de exposição. Ela pode ser propagada semeando, ou mais facilmente, pelo enraizamento de estacas retiradas após a formação dos botões florais. Esta espécie de origem japonesa está intimamente relacionada com magnólia kobus, e é tratada por muitos botânicos como uma variedade ou até mesmo uma cultivar dela.

Sua Floração e Cultivo

Muito elegante e florífera, magnollia stellata surpreende por uma floração diferente das outras magnólias. Suas flores estreladas, muito brancas, florescem em profusão e oferecem um verdadeiro espetáculo imaculado. É a primeira magnólia a florescer e anunciar a chegada dos belos dias. Também oferece a vantagem de desabrochar rapidamente.

Embora seja muito resistente e as flores segurem bem se o tempo estiver favorável, é aconselhável instalá-lo em uma situação protegida, pois os géis atrasados podem danificar os botões florais. Esta magnólia é plantada no tanque e no solo. É bem adequado para pequenos espaços onde a sua elegância é maravilhosa. Embora tolere um pouco de calcário, prefere solos neutros a ligeiramente ácidos, profundos e humíferos.

Floração da Magnollia Stellata

Magnollia stellata pode ser parte de um layout de inspiração japonesa, juntamente com uma calçada de cascalho ou um tapete de musgo verde escuro que irá destacar a sua magnífica flor branca. São necessários lindos tons dourados no outono que combinam bem com os dos bordos japoneses. Prefere solos de drenagem mas frescos e não aprecia as exposições quentes ou situações muito secas no verão. Ela teme a falta de água no verão.

Plantar e Cultivar

Rusticidade: Resiste até a quinze graus negativos mas suas flores podem não ser tão resistentes.
Exposição: Sol com sombra parcial
Tipo de solo: profundo, bem drenado, rico em matéria orgânica.
Acidez do solo: com PH neutro ou com uma leve acidez
Umidade do solo: é preciso ser bem drenado, mas nunca seco
Uso: fica excelente em jardins nos quintais ou em vasos
Método de propagação: semeadura no outono (estratificação), estratificação no início do verão, corte semi-lenhoso no verão, enxertia no inverno
Tamanho: o tamanho é irrelevante, mas sugerimos a remoção de galhos secos ou a poda de pontas nos primeiros anos
Doenças e pragas: cochonilhas

Magnollia stellata oferecerá um belo jardim de flores brancas a quem sempre desejou ter um e fica ótima em associação com outras flores também brancas como  azáleas brancas, por exemplo. Mesmo isolado em um jardim pequeno, como na entrada que conduz a casa ela é perfeita. Muitos a amam para reproduzir um ambiente tipicamente japonês, optando por associá-la a Ilex crenata. O crescimento dessa magnólia é moroso, podendo ultrapassar cinco anos após o plantio para começar realmente a florir como se espera.

Caso você tenha um bom espaço para a criação de um jardim amplo, experimente plantar três mudas dessa magnólia e verá a maravilha que fará ao florir! Tente fazer combinações dessa magnólia com o marmelo japonês  ou a forsythia (ambas costumam florescer quase que juntas). Outra sugestão muito legal que lhe damos é que procure fornecer um fundo bem escuro no local onde pôr essas magnólias. O contraste disso com as flores brancas é fenomenal!

Considerações finais

Devido ao seu crescimento compacto e crescimento lento, a magnólia em forma de estrela faz bem em um diâmetro de 30-40 cm e pan profunda. Uma mistura de 2/3 de envasamento solo para rosas e 1/3 de terra de urze é perfeita. As magnólias são consideradas plantas acidófilas. Isso significa que, mesmo tendo a planta no solo adequado pra ela, não custa muito acrescentar uma mistura de turfa ou solo de floresta, só pra garantir uma planta saudável. Quanto mais matéria orgânica, melhor para desenvolver esta linda magnólia.

Em vasos essa magnólia pode ser cultivada quando você quiser, não importa a época do ano. Sugerimos apenas que evite o período de plena floração para o plantio, pois esse processo estressante pode fazer os botões caírem. Apesar de lenta, a magnólia tem um desenvolvimento constante, e por isso o tamanho é irrelevante. Intervenha somente enquanto a planta estiver jovem para moldar a forma se necessário ou no caso de magnólias mais antigas cujos ramos ás vezes se tornam um problema. Só faça esses ajustes após a floração.

Apesar de termos dito que quanto mais matéria orgânica, melhor para o desenvolvimento da planta, isso não significa que ela é exigente. Se você tem um solo de boa qualidade, nada mais será necessário. A Magnólia é uma planta de muita resistência, e não se abala facilmente com doenças ou pragas. Nada que com o devido carinho e atenção, você não resolva com tranquilidade sem nenhum prejuízo para a nossa estrela.

Veja também

Pêssego Douradão: Calorias, Benefícios, Nome Científico e Fotos

A diversidade de plantas existente na flora do nosso país é de causar inveja a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *